Original
Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio
Olá

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Livro HISTÓRIA POSTAL - MÔNACO

Por: ADEILSON NOGUEIRA Denunciar

Ajaxloader
de
R$ 40,28
por
R$ 37,25
por
R$ 22,60

Sinopse

Embora o escopo seja amplo geograficamente, ele é limitado por outras restrições. O prazo é limitado ao período clássico de selo postal e uso de papelaria postal, definido aqui como o período de 1840 a 1860. Além disso, para cada entidade emissora de selo, o prazo é limitado a questões postais que precederam a introdução de adesivos perfurados. Além disso, apenas cartas e capas franqueadas com selos imperfurados, ou papelaria postal, sem franquia suplementar estão incluídos. Cada um dos carimbos mostrados corretamente pré-pagam uma taxa postal para o correio doméstico, ou pré-pagam correio externo à medida em que o pré-pagamento era possível. Em essência, os selos e papelaria são mostrados pré-pagando a taxa postal, ou taxas, na maioria das vezes vistas. Tais usos são muitas vezes coincidentes com o uso pretendido da franquia.

Uma caixa colorida descreve a classe do serviço de correio mostrado. A taxa postal específica é descrita abaixo de cada item e inclui as datas efetivas.

O primeiro escritório central oficial do correio real foi aberto na Inglaterra em 1516.

Quase 300 anos depois, Sir Rowland Hill sugeriu 1835 que as cartas até o peso de meio litro inglês (14,5 g) fossem transportadas por uma taxa uniforme de 1 centavo.

O receptor não tinha mais que pagar a taxa de postagem, mas o remetente. O remetente teve que usar selos:

5/6/1840 os dois primeiros selos foram emitidos: 1 Penny Black e 2 Pence Blue.

Ao mesmo tempo, as capas Mulready foram vendidas.

O segundo país que emitiu selos foi o Brasil de 1843. Ele emitiu os chamados olhos de boi.

Os Cantones Suíços de Zurique e Geneve emitiram selos no mesmo ano.

Alguns pós-mestres nos EUA emitiram selos a partir de 1845. A primeira edição oficial ocorreu em 1847.

Os famosos primeiros selos de Maurício foram impressos em 1847.

O primeiro selo alemão foi emitido em 11/1/1849 na Baviera, o preto Kreuzer bávaro.

A World Post Society UPU foi fundada em 1875.

Logo após a emissão dos primeiros selos foram encontrados os primeiros colecionadores de selos. De início, a maioria das pessoas riu desses colecionadores. Mas logo eles se tornaram mais e mais. Os primeiros colecionaram selos do mundo inteiro porque não havia tantos problemas no começo. Esses selos foram armazenados das formas mais diferentes. Havia colecionadores que guardavam seus selos em uma corda ou afixavam seus selos em um papel de parede. Esta não era uma boa maneira de colecioná-los. Portanto, os primeiros livros de selo apareceram. Os selos foram colados com pasta nos livros. Este também não foi um bom tratamento para os selos. Os selos finalmente poderiam ser manuseados com mais cuidado com a invenção da dobradiça em 1889.

A primeira associação de colecionadores de selos foi fundada em 1856 nos EUA: o "Omnibusclub". Não havia apenas colecionadores de selos, mas também colecionadores de insetos e assim por diante. A primeira associação pura do selo surgiu em 1866, nos EUA: a "associação do selo".

A primeira associação de selos alemã foi fundada em 1869 em Heidelberg: "Süddeutsche Philatelistenverein".

"The Monthly Advertiser" foi a primeira revista de selos. Apareceu pela primeira vez em 15/12/1862 em Liverpool

Colecionadores famosos e suas coleções

O Dr. John Edward Gray afirmou ser o primeiro colecionador de selos.

A realeza inglesa tem a coleção mais famosa com muitas raridades mundiais especialmente da Grã-Bretanha e suas colônias.

As coleções do rei Faruk do Egito, do czar Nikolaus III da Rússia, o rei Carol da Romênia também eram bem conhecidas.

A coleção de Philipp la Renotière de Ferrary foi a coleção de selos particular mais famosa.

Ferrary começou quando criança a colecionar selos. Sua grande propriedade ajudou-o a comprar os selos mais valiosos. Muitos comerciantes trabalhavam apenas para ele e compravam selos e coleções caras em todo o mundo. Ferrary viveu em Paris antes da Primeira Guerra Mundial. Ele pensou ser um alemão. Portanto, teve que fugir para a Suíça quando a Primeira Guerra Mundial começou. A França confiscou sua coleção. Ferrary morreu em 1917.

A França leiloou sua coleção em 1921 e ganhou 6.000.000 de Goldmarks. Portanto, esta coleção exclusiva com as mais caras raridades do mundo não existe mais.

Categorias: Selos, Europa, Antigo, Geografia E Historia, Educação, Antiguidades E Colecionáveis
Palavras-chave: filatelia, histÓria, mÔnaco, selos

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 21

Edição: 1(2018)

Formato: A4 (210x297)

Tipo de papel: Offset 75g

Sobre o autor

Mini
ADEILSON NOGUEIRA

ADEILSON SANTANA NOGUEIRA — Nascido em Estância-SE, em 30/06/1969, filho de Francisco de Carvalho Nogueira (I.M.) e de Maria Aldeiza Santana Nogueira, desde cedo apresentou interesse pela literatura e pela poesia, tanto é assim que, aos 11 já escrevia os primeiros poemas, com premiação em concurso de poesia no Colégio Costa e Silva, em Aracaju, cuja temática era a discriminação racial, também obtendo premiações na cidade de Lagarto, no Colégio Polivalente. Aos 10 anos, recebeu das mãos do Prefeito Heráclito Rollemberg, em Aracaju, o Certificado que lhe concedia o título de secretário mirim da educação. Em 1987 teve poemas publicados em dois livros no Rio de Janeiro: Brasil Literário (Crisalis Editora) e Poesia Brasileira (Shogun Editora e Arte), além de diversos escritos para o Jornal de Campos, Styllo, Primo Notícias, em Tobias Barreto, Folha da Jhô, em Lagarto, e Jornal da Manhã e Jornal da Cidade, em Aracaju. Jornalista e escritor, é autor de diversos livros, a exemplo da “Cartas de Amor”, “Um Poema para Você”, “Versos Dispersos e Prosa Esparsa”, “Exemplos que Edificam”, Rádio Novela “Gavião Rasteira e o Zoológico do Inferno”, “Lições que não Esqueci”, “Anos de Roubalheira”, “O Encontro”, “Épicos”, “Política”, “Mandacaru, A Origem” e “Julio Cesar”, “Pascal”, “Nogueira” “Cartas de Tobias”. Em 1987, a convite, fez um programa direcionado à cultura na Rádio Progresso de Lagarto, fato que o estimulou a fazer o curso de radialista na cidade de Itabuna-BA, tendo passado pela Rádio Progresso, Rádio Clube de Itapicuru, Rádio Luandê FM e Rádio Imperatriz (atual Ilha AM). Em 1999, ocupava o cargo de assessor de Comunicação na Prefeitura de Tobias Barreto, onde coordenou o Jornal Cidadania pra valer, de publicação mensal, na gestão do então prefeito Diógenes Almeida, fazendo parte, também, do colegiado das Políticas Educacionais. Professor desde 1988, prestou serviços à educação nos Colégios Monsenhor Basilíscio Raposo, Colégio Nsª Srª Menina, Ranchinho Feliz, Educandário Nsª Srª do Carmo, Colégio Cenecista Arnaldo Dantas, na Barra dos Coqueiros, além do SENAC e do CENAPE – curso pré-vestibular. Sempre que possível, levou oficiais da polícia militar à sala de aula para darem palestras contra o uso de entorpecentes. Em 1992, viajou para o Japão, onde trabalhou na Mitsubishi Motors Corporation, sediada na cidade de Nagoya, retornando em 1994. Primeiro representante da Anistia internacional em Sergipe, foi graças ao seu esforço decisivo junto ao Ministério da Justiça do Governo Peruano, sob a ditadura Fujimori, que a Anistia conseguiu a liberdade para um outro professor, injustamente encarcerado por comentar questões políticas em sala de aula. No Brasil e no Japão comandou greves, neste último, conheceu de perto a perseguição promovida pelos sindicatos patronais ao proletariado.

De 2005 a 2012, ocupou o cargo de Assessor Jurídico na Prefeitura Municipal de Tobias Barreto, de onde presidiu a comissão responsável pelo 2º Concurso Público na gestão da então prefeita Marly Barreto, além de colaborar na Lei que criou o Plano Diretor, entre tantas outras. Membro da Academia Tobiense de Letras e Artes – ATLAS, da qual é o atual presidente (biênio 2015-2017).

Numismata desde os seis anos de idade, suas 10 palestras sobre coleção de moedas antigas, registradas em DVD’s, viajaram pelos quatro cantos do País, para os Estados Unidos e Europa, tendo seu nome sempre lembrado nos encontros de colecionadores por todo o País.


Mais publicações desse autor

CIÊNCIA POLÍTICA

CIÊNCIA POLÍTICA

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 41.8
R$ 38,77 Impresso
R$ 22,60 Ebook
OS GOLFINHOS DE OLBIA

OS GOLFINHOS DE OLBIA

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 40.28
R$ 37,25 Impresso
R$ 22,60 Ebook
NUMISMATOGRAFIA

NUMISMATOGRAFIA

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 40.28
R$ 37,25 Impresso
R$ 22,60 Ebook
METAPONTUM

METAPONTUM

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 42.6
R$ 39,57 Impresso
R$ 22,60 Ebook
PARTHIA

PARTHIA

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 41.48
R$ 38,45 Impresso
R$ 22,60 Ebook
GLADIADOR

GLADIADOR

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 40.28
R$ 37,25 Impresso
R$ 22,60 Ebook
DAMNATIO MEMORIAE

DAMNATIO MEMORIAE

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 44.1
R$ 41,07 Impresso
R$ 22,60 Ebook
TESSERAE

TESSERAE

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 43.8
R$ 40,77 Impresso
R$ 22,60 Ebook
MOEDAS PÓSTUMAS, DE RESTITUIÇÃO E DE CONSAGRAÇÃO

MOEDAS PÓSTUMAS, DE RESTITUIÇÃO ...

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 40.28
R$ 37,25 Impresso
R$ 22,60 Ebook
MOEDAS LEGIONÁRIAS

MOEDAS LEGIONÁRIAS

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 40.28
R$ 37,25 Impresso
R$ 22,60 Ebook
CUNHAGEM NO IMPÉRIO ROMANO

CUNHAGEM NO IMPÉRIO ROMANO

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 40.28
R$ 37,25 Impresso
R$ 22,60 Ebook
CUNHAGEM NA REPÚBLICA ROMANA

CUNHAGEM NA REPÚBLICA ROMANA

ADEILSON NOGUEIRA
de R$ 42.25
R$ 39,22 Impresso
R$ 22,60 Ebook

Comentários - 0 comentário(s)


Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"Acho que o Clube de Autores está revolucionando a ato de escrever no Pais. Ao democratizar o direito à fala escrita o Clube não só estimula as pessoas naquilo que lhes é único (ou seja, a capacidade de criar), como também a interagir neste mundo virtual. Na verdade, o Clube está antecipando o a..."

Felicíssimo Cardoso Neto

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700