A Guerra dos Danatuas II
Formação e partida da comitiva
Categorias
Entretenimento, Ficção e Romance, Realismo Fantástico
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3493 vezes desde 12/05/2014
Versão
impressa
R$ 56,01
Valor total:
R$ 56,01
Versão
ebook
R$ 16,14
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 56,01
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Você acredita em guerreiros caiporas, sacis, lobisomens, anjos, demônios, pumacayas? Deveria!

Quer ouvir sobre entes poderosos e guerreiros, destemidos? Eles já travaram lutas cruéis e memoráveis para salvaguardar o mundo que você usufrui, em eras muito recuadas, que poucos homens têm conhecimento. Este livro é sobre eles, e sua última e terrível guerra que marcou o início da era dos homens.

De sobre seus domínios sobre as elevadas e brancas montanhas a oeste, com os olhos ávidos e esfomeados os demônios ordenam a invasão das terras baixas. Aproveitando-se da confusão que toma os habitantes dos baixios ao descobrirem que estão sendo invadidos, os demônios tornam-se ainda mais violentos e cruéis, apressando-se em penetrar e estabelecer-se o mais profundamente nas novas terras. Espiões e jogos dentro de jogos marcam o início da ofensiva, onde toda a vida se vê envolvida. Anjos, demônios, nefelins, pessoas e humanos, e animais e plantas, os seres da água e do ar e da terra olham atentos para o oeste, pois sabem que o que foi posto em movimento agora possui vontade própria, e que nada mais será como antes a partir de então. Conscientes do inicio das hostilidades os danatuas se reúnem e se preparam para a guerra, enquanto o que estava velado vai se mostrando. Anjos e potaraobis emergem das lendas e são vistos a observar. Aliados são chamados enquanto outros, sob imensos riscos, são cogitados. Há urgência nos preparativos e nas medidas de defesa porque essa guerra mostra um poder terrível, desencadeada por uma vontade férrea por parte dos demônios de tudo dominar e destruir para poder, enfim, buscar submeter o próprio deus Trovão.

Características
Número de páginas 426
Edição 1 (2014)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Mikael Lenyer

Na minha terra tem um morro, que conhecemos como morro do alemão. Quando eu era bem pequeno, muitas eras atrás, coroinha na igreja, era para lá que meus olhos eram sugados durante as missas, porque era lá que eu desejava estar, mais perto das arvores, mais perto do céu, mais perto de Deus, mais perto dos anjos. Então, quando cresci só mais um pouquinho, eu consegui. Logo de manhã, nos finais de semana, minha mãe arrumava uma mochilinha com guaraná e pão com mortadela e, de carona em vento, formigas e lagartos eu subia o morro, e lá eu passava horas sem conta. Gostava de ficar de lá de cima olhando minha cidadezinha aninhada no vale e dela, bem devagar, sem pressa nenhuma, ir estendendo meus olhos, por florestas e morros sem conta, por ravinas e vales mágicos e misteriosos onde eu via estórias sobre estórias. E surgiam dragões e castelos, e fendas profundas onde monstros terríveis se escondiam, e vales escuros de onde surgiam dráculas e múmias, e paraísos ocultos onde anjos aguardavam os homens e... Ah, escrever para mim sempre foi um vício. Algumas vezes confesso que pensei em parar de escrever, por frustração, por acreditar que não escrevia bem, o que provavelmente é uma verdade, por não encontrar nenhum olhar que brilhasse quando lesse algo que eu havia escrito ou simplesmente, por não acreditar que com isso estivesse cumprindo meu destino ou melhorando nem que seja um pouco o mundo. Mas não conseguia. Derrotado e humilhado, mas feliz, logo estava com a caneta na mão, numa febre de escrever. Mas eu sei que há muito a dizer, antes que tudo se desfaça e se liberte, mas as palavras e as letras são poucas e atrapalhadas. Que a vida seja fértil e grandiosa, pois esse é o destino de todos nós.

Espero que os contos e romances te entretenham e façam dessa vida uma vida mais mágica.

Mikael Lenyer é o pseudonimo de Adalberto Alves de Almeida, nascido no sul das Minas Gerais, no alto da mantiqueira, para quem, desde os 8 anos de idade, escrever é um vício e uma necessidade, arraigados no sangue e na alma. Do mar de morros herdou os horizontes amplos, que traz e cultiva na alma, que espalha pelo que escreve.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 42,99
Ebook
R$ 18,30
Impresso
R$ 33,99
Ebook
R$ 16,14
Impresso
R$ 31,06
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 44,68
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 45,79
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 49,49
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 48,23
Ebook
R$ 19,37
Impresso
R$ 52,10
Ebook
R$ 16,25
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 49,26
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 39,69
Impresso
R$ 187,89
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 46,38
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 35,81
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 29,66
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 39,81
Impresso
R$ 32,55
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 34,55
Ebook
R$ 14,53
Comentários
0 comentários