Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
ARMADILHA
TEATRO - DRAMA
Categorias
Psicologia, Drama, Artes Cênicas
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 95 vezes desde 29/04/2020
Versão
impressa
R$ 31,75
Valor total:
R$ 31,75
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 31,75
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

ARMADILHA é uma pequena pérola da dramaturgia brasileira, escrita, ainda, na fase menos madura (1976) do autor. Com enredo policial (que nos deixa, inicialmente, perguntas como: quem matou ou, ainda, quem morreu?) – apesar da peça não dar ênfase a esse estilo literário – a obra, um drama vigoroso, é, antes de tudo, uma ode/denúncia ao ódio inexplicavelmente introjetado em nossas entranhas humanas. Pedrita, a sedutora protagonista, é o alvo desse sentimento em questão. Todas as mulheres daquela casa em ilha paradisíaca a odeiam por motivos diferentes. E Pedrita não é nenhuma santa mesmo! Nenhuma Cinderela perseguida pela cruel madrasta (enredo comum em tais dramalhões). Antes de tudo, ela é o que é - o que somos, todos – humana! – com nossas vaidades, comodismos, interesses e, sobretudo, individualismo atroz como arma para garantir a própria sobrevivência. Nada nesta obra é o que parece! Assim, mesmo escrita há mais de 30 anos, Armadilha é e será sempre uma obra longeva e imortal.

Características
Número de páginas 151
Edição 6 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
MIGUEL M. ABRAHÃO

Miguel M. Abrahão é escritor, dramaturgo e professor de História em colégios particulares e cursos pré-vestibulares do Rio de Janeiro. Possui em seu currículo extensa obra publicada por diversas editoras, facilmente encontrada em sebos ou livrarias, abordando diversos gêneros: romances, infanto-juvenis, teatro e obras científicas na área de História.

Muitas de suas peças já foram levadas aos palcos e continuam a ser encenadas por companhias teatrais de todo o país.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários