Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Até que voltem as comadagas
Categorias
Poesia, Literatura Infanto Juvenil, Ficção e Romance
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 949 vezes desde 17/02/2018
Versão
impressa
R$ 53,87
Valor total:
R$ 53,87
Versão
ebook
R$ 17,22
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 53,87
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Sinopse

A tarde estava muito fria, o que era comum no mês de maio. Poucos lampiões de gás substituíam o sol que chegava à cidade como se estivesse cansado, iluminando molemente uns poucos raios dourados o pátio da escola, acinzentando os vários verdes da serra.

Finalmente, o Diretor deu início à apresentação dos melhores alunos, sem colocá-los em uma ordem cronológica. Seriam feitos discursos com um número de palavras preestabalecido e outros tantos de agradecimentos. E assim se fez.

O sol desapareceu deixando a festa sem colorido. A noite chegou sem trazer o luar, deixando os alunos mal iluminados.

Estávamos todos muito tensos, minha família e eu. A partir de então, tudo aconteceu muito rápido.Com todos os dedos cruzados em figa e olhos brilhantes. Do nosso lado, conhecidos e desconhecidos que me olhavam carinhosamente, e a alguns metros à minha direita estavam aqueles a quem eu mais amava.

Encontrei os olhos grandes, brilhantes e cheios de amor da minha mãe; senti mais próximos o Quincas, a Aninha, a torcida silenciosa dos tios e primas e os olhos castanhos e cheios de brilho da minha vovó, ainda que fossem o brilho das lágrimas, e apertava uma mão contra outra na direção do peito como se com aquele gesto me transmitisse sua força e sua fé.

Comecei a sentir uma enorme angústia. Fechei os olhos com força. Quando os abri em busca das comadagas, vi alguns extratos de luz, reflexos rápidos. Alguns vermelhos, outros verdes, azuis, dourados e centenas de prateados. Estavam juntos e próximos para salvarem meus medos do sucesso ou do fracasso.

Olhei na direção do palanque, e vi somente o vazio. Mais uma vez, fechei os olhos com força, e ao abri-los haviam somente alguns reflexos rápidos. As comadagas voltaram por minutos, segundos talvez, mas a voz dele ecoava mais e mais lenta, metálica, distante como se viessem do além.

Características
ISBN 978-85-924487-0-7
Número de páginas 296
Edição 1 (2018)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários
1 comentários
monica conte campello
Sexta | 09.03.2018 às 16h03
Olá, pessoal, tudo bem? Eu sou a Monica Campello, autora aqui no Clube de Autores. Atuei como revisora, capista e ilustradora do livro "ATÉ QUE VOLTEM AS COMADAGAS" de Maria Mattos, a nossa mais nova escritora brasileira. Eis o endereço eletrônico para aquisição do livro: https://www.clubedeautores.com.br/book/250192--Ate_que_voltem_as_comadagas#.WqLVuWrwbIU?&_=0