AVÓ DO TOLO
RÁDIO NOVELA
Categorias
Piadas E Charadas, Ficção Científica, Engraçado, Jovens e Adolescentes, Humor, Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1208 vezes desde 28/03/2018
Versão
impressa
R$ 40,28
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 40,28
Versão
ebook
R$ 22,60
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 40,28
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

SADDAM JEGUE SÚBITO – Com a minha fama de que fui um péssimo prefeito e deixei a prefeitura de Bagdá detonada, resolvi mudar de nome e virar apresentador de programa na Rádio Xiita, Tirei a barba e, a partir de agora, quero ser chamado de Saddam Jegue Súbito, o Secretário dos Tolos. O Saddanzinho também está disfarçado, ele agora é o jornalista e assessor biba Levo Rato Desleal. Eu faço qualquer coisa por esta biba!

(RISADA)

LEVO RATO DESLEAL – Papai, papai, o programa está começando!

SADDAM JEGUE SÚBITO – Papai não, Jegue Súbito, o Secretário dos Tolos! Muito bem, está entrando no ar o programa Avó do Tolo. Aqui o tolo terá vez, voz e avó. Este programa é direcionado unicamente para ao prefeito Saddam. Daqui não sairão elogios para o prefeito, daqui só sairá pancada. Mesmo que o Saddam tenha razão e acerte, a gente vai dizer que ele está errado. Eu sou um comedor de feijão bagdense. Você já comeu feijão bagdense, prefeito Saddam? Se não comeu, venha comer o meu feijão, prefeito Saddam! Saia já do seu gabinete e venha comer o meu feijão! Saddam, você precisa calçar as sandálias da humildade. Eu não sei onde elas estão, mas quando souber eu te digo! O mal que eu desejo a você, de jeito nenhum eu quero para mim! Vá morrer pra lá Saddam! Eu quero dizer que toda vez que citar o seu nome, eu vou mandar um míssil coreano para você. Receba aí um míssil coreano, prefeito Saddam!

(EXPLOSÃO)

(RISADA)

SADDAM JEGUE SÚBITO – Saddam, neste instante, com o espírito de porco desarmado, eu te convido para comer bolo com fanta. Venha Saddam, seja macho cabra veio e venha comer bolo com fanta aqui no programa Avó do Tolo! Eu estou chorando Saddam, é muita emoção!

(CHORO)

(RISADA)

LEVO RATO DESLEAL – Jegue Súbito!

JEGUE SÚBITO – O que é Saddanzinho? Quero dizer Levo Rato Desleal, por que ousa me interromper, biba das arábias?

LEVO RATO DESLEAL – Eu tenho aqui uma denúncia que vai sacudir as estruturas de Bagdá... É uma denúncia tão cabulosa e bombástica que ou o prefeito Saddam me arruma um cargo no governo do Estado, com salário de marajá, ou terei que detonar esta denúncia gravíssima!

(RISADA)

JEGUE SÚBITO – Fale logo, cão infiel! Quero dizer Rato Desleal. Que denúncia bombástica será essa?

LEVO RATO DESLEAL – Tudo bem! Eu acabo de receber um zap zap com a foto de uma caçamba transportando lixo.

JEGUE SÚBITO – E onde infernos bagdenses isso é gravíssimo, sua viada escandalosa?

(RISADA)

LEVO RATO DESLEAL – Veja bem Jegue, esta foto da caçamba é a prova incontestável, I-N-C-O-N-T-E-S-T-Á-V-E-L, de que o prefeito Saddam não está cumprindo com o projetinho da prefeitura virtual que ele tanto divulgou.

Características
Número de páginas 22
Edição 1 (2018)
Formato A4 (210x297)
Tipo de papel Offset 75g
ADEILSON NOGUEIRA

ADEILSON SANTANA NOGUEIRA — Nascido em Estância-SE, em 30/06/1969, filho de Francisco de Carvalho Nogueira (I.M.) e de Maria Aldeiza Santana Nogueira, desde cedo apresentou interesse pela literatura e pela poesia, tanto é assim que, aos 11 já escrevia os primeiros poemas, com premiação em concurso de poesia no Colégio Costa e Silva, em Aracaju, cuja temática era a discriminação racial, também obtendo premiações na cidade de Lagarto, no Colégio Polivalente. Aos 10 anos, recebeu das mãos do Prefeito Heráclito Rollemberg, em Aracaju, o Certificado que lhe concedia o título de secretário mirim da educação. Em 1987 teve poemas publicados em dois livros no Rio de Janeiro: Brasil Literário (Crisalis Editora) e Poesia Brasileira (Shogun Editora e Arte), além de diversos escritos para o Jornal de Campos, Styllo, Primo Notícias, em Tobias Barreto, Folha da Jhô, em Lagarto, e Jornal da Manhã e Jornal da Cidade, em Aracaju. Jornalista e escritor, é autor de diversos livros, a exemplo da “Cartas de Amor”, “Um Poema para Você”, “Versos Dispersos e Prosa Esparsa”, “Exemplos que Edificam”, Rádio Novela “Gavião Rasteira e o Zoológico do Inferno”, “Lições que não Esqueci”, “Anos de Roubalheira”, “O Encontro”, “Épicos”, “Política”, “Mandacaru, A Origem” e “Julio Cesar”, “Pascal”, “Nogueira” “Cartas de Tobias”. Em 1987, a convite, fez um programa direcionado à cultura na Rádio Progresso de Lagarto, fato que o estimulou a fazer o curso de radialista na cidade de Itabuna-BA, tendo passado pela Rádio Progresso, Rádio Clube de Itapicuru, Rádio Luandê FM e Rádio Imperatriz (atual Ilha AM). Em 1999, ocupava o cargo de assessor de Comunicação na Prefeitura de Tobias Barreto, onde coordenou o Jornal Cidadania pra valer, de publicação mensal, na gestão do então prefeito Diógenes Almeida, fazendo parte, também, do colegiado das Políticas Educacionais. Professor desde 1988, prestou serviços à educação nos Colégios Monsenhor Basilíscio Raposo, Colégio Nsª Srª Menina, Ranchinho Feliz, Educandário Nsª Srª do Carmo, Colégio Cenecista Arnaldo Dantas, na Barra dos Coqueiros, além do SENAC e do CENAPE – curso pré-vestibular. Sempre que possível, levou oficiais da polícia militar à sala de aula para darem palestras contra o uso de entorpecentes. Em 1992, viajou para o Japão, onde trabalhou na Mitsubishi Motors Corporation, sediada na cidade de Nagoya, retornando em 1994. Primeiro representante da Anistia internacional em Sergipe, foi graças ao seu esforço decisivo junto ao Ministério da Justiça do Governo Peruano, sob a ditadura Fujimori, que a Anistia conseguiu a liberdade para um outro professor, injustamente encarcerado por comentar questões políticas em sala de aula. No Brasil e no Japão comandou greves, neste último, conheceu de perto a perseguição promovida pelos sindicatos patronais ao proletariado.

De 2005 a 2012, ocupou o cargo de Assessor Jurídico na Prefeitura Municipal de Tobias Barreto, de onde presidiu a comissão responsável pelo 2º Concurso Público na gestão da então prefeita Marly Barreto, além de colaborar na Lei que criou o Plano Diretor, entre tantas outras. Membro da Academia Tobiense de Letras e Artes – ATLAS, da qual é o atual presidente (biênio 2015-2017).

Numismata desde os seis anos de idade, suas 10 palestras sobre coleção de moedas antigas, registradas em DVD’s, viajaram pelos quatro cantos do País, para os Estados Unidos e Europa, tendo seu nome sempre lembrado nos encontros de colecionadores por todo o País.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 79,54
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 89,54
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 75,06
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 91,61
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 80,18
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 62,51
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 41,08
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 65,31
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 71,46
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 40,76
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 40,84
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 41,16
Ebook
R$ 22,60
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 37,26
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 50,37
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 32,04
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 40,41
Ebook
R$ 19,37
Impresso
R$ 35,83
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 44,30
Ebook
R$ 24,75
Impresso
R$ 58,96
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 43,29
Ebook
R$ 15,07
Comentários
0 comentários