Descoberta do Subjetivo
Poemas
Categorias
Poesia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3110 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 29,65
Valor total:
R$ 29,65
Versão
ebook
R$ 12,92
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 29,65
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

ASAS CORTADAS

O falcão, ainda pequenino, queria voar, porém, seu vôo era restrito. Passado o tempo, suas asas cresceram, e lhe foi concedido o direito de voar constantemente. Sublime, em toda sua plenitude alada, voava daqui para lá, de lá para cá, aqui e acolá, sem percepção de tempo, espaço, água, fogo, vento, ignorando, assim, os ensinamentos que lhe foram outorgados pelos superiores. Certa vez, no entanto, voou além do limite e, após a falta, o castigo: suas asas belas e grandes foram cortadas, tirando-se-lhe, assim, o gozo de voar. Agora aprendeu que, como seus ancestrais, é preciso calma e prudência para cortar o vento, ganhar o espaço, contar o tempo. Permanecerá imutável sob esse aprendizado, até que suas asas cresçam novamente, para que decerto um dia, possa o falcão voar na linha paralela de um novo mundo.

Cristiano O. Ramos

Características
Número de páginas 48
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Juliano Oliveira Ramos

Descobri meu gosto pela poesia quando iniciei o 2º grau, deparando-me com a matéria "Literatura". Minha professora na época reconheceu em mim um talento e incentivou-me a persistir escrevendo. Buscando aperfeiçoar a técnica, tornei-me autodidata em gramática, aprofundando um pouco mais o que aprendi na escola. Formei-me em 2001 e, no ano seguinte, publiquei meu primeiro poema, intitulado de "Perdido e sem nada", em um jornal de grande circulação no estado, o "Diário Gaúcho". Atualmente, estou cursando ensino superior em Administração pela FAE, em Sapucaia do Sul, onde resido há oito anos.

Comentários
1 comentários
Quinta | 06.05.2010 às 21h05
Este livro é uma fonte de pensamentos filosóficos capazes de levar o leitor a refletir sob um ponto de vista modificado após a leitura. Enxerga-se um novo mundo, que se configura pela descoberta do que se encontra no limiar da inconsciência.