Filosofia Evolucionista
Categorias
Ocidental, Movimentos, Antropologia, Filosofia, Ciências Humanas E Sociais, Ciências Biológicas
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 44 vezes desde 19/02/2021
Versão
ebook
R$ 16,03
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 16,03
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Herbert Spencer (27 de Abril de 1820 — 8 de Dezembro de 1903) foi um filósofo, biólogo e antropólogo inglês, representante do liberalismo clássico.

Spencer foi um profundo admirador da obra de Charles Darwin. É dele a expressão "sobrevivência do mais apto", e em sua obra procurou aplicar as leis da evolução a todos os níveis da atividade humana.

Spencer teve suas ideias enormemente distorcidas. Essas distorções lhe renderam a alcunha de "Pai do Darwinismo Social". Todavia, Spencer jamais utilizou este termo ou defendeu a morte de indivíduos "mais fracos" assim como foi um notável opositor de governos militares e autoritários, de qualquer forma de coletivismo, do colonialismo, do imperialismo e das guerras. Ele estudou o comportamento humano como um órgão biológico.

A partir de 1860 iniciou a publicação do que chamou de "sistema de filosofia sintética", tentativa de estruturação, num sistema coerente, de toda a produção científica e filosófica de seu tempo, centrada na idéia de evolução.

A doutrina de Spencer se expressa e se identifica com o princípio segundo o qual a evolução se processa: (a) do mais simples para o mais complexo; (b) do mais homogêneo para o mais heterogêneo; (c) do mais desorganizado para o mais organizado. Esse princípio teve uma aplicação generalizada dentro da própria obra de Spencer e em todo o final do século 19 nas mais diferentes áreas do conhecimento científico, como, por exemplo, na neurologia.

No que concerne à sua aplicação no domínio da sociologia, ela foi efetuada pelo próprio Spencer, que, assim, aderiu ao movimento do biologismo sociológico. Spencer parte da definição de sociedade como um organismo.

Por analogia, destaca, então, processos de crescimento, expressos através de diferenciações estruturais e funcionais. Tratando da evolução da sociedade, Spencer sublinhará a importância dos processos de interdependência das partes, bem como a da existência de unidades (células) nos organismos e nas sociedades (ou seja, nos indivíduos). Spencer insistirá no fato de que, tal como nos organismos, também nas sociedades se observam fenômenos de assimilação, circulação, regulação, etc.

Características
Número de páginas 100
Edição 1 (2021)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Colorido
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários