JARDIM DAS LETRAS
Categorias
Espiritual, Criatividade, Poesia, Literatura Nacional, Autoajuda
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 672 vezes desde 15/05/2020
Versão
ebook
R$ 27,98
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 27,98
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Quando cresci descobri no bilhete escrito com simplicidade por Álvaro Vieira Cunha o recado que eu tanto precisava! Que coisa boa! Agora me sinto mais forte, mais guerreira e vencedora pela consciência que ele me transmitiu em suas páginas da vida.

Por uma tarde, queria estar sentada na sala de estar, para ouvir as histórias da vovó, enquanto ela, calmamente, bordava o paninho de prato e aconselhava - me: “não esqueça: viva o hoje e é melhor ajudar sempre pelos caminhos diversos“.

E eu, a neta atenta, preparar-me-ia para mais uma doce alquimia.

Por uma hora, queria ser a sua filha e ser a sua teimosinha, para eu me orgulhar de todas as estrelas que eu olhar, pois seria a lembrança perfeita do meu pai e da obra que ele construiu e fez brilhar.

Assim eu não conheceria a solidão, que tanto me faz sonhar!

Por tudo e muito mais, queria ter sido a musa inspiradora a — diva — que rouba o beijo de mel, que sente o teu gostinho, que espalha o sabor, o amor e que se entrega a um amor clandestino e sente a força do amor pulsar!

A mulher que acende o fogo da paixão, do desejo e do amor mais profundo.

A tua mão tocou a minha sensibilidade e me fez sonhar em forma de poesia.

Álvaro Vieira da Cunha é um poeta único, sabe explorar a sua suscetibilidade como um menino a procura de si mesmo e expressa os seus sentimentos como um mensageiro de luz, que cumpre o seu destino de pescador de almas, sendo ele mesmo o alimento que acalma.

Tânia Durão

Características
ISBN 978-65-000-3083-9
Número de páginas 238
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Coloração Colorido
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Álvaro Vieira da Cunha

Quando cresci descobri no bilhete escrito com simplicidade por Álvaro Vieira Cunha o recado que eu tanto precisava! Que coisa boa! Agora me sinto mais forte, mais guerreira e vencedora pela consciência que ele me transmitiu em suas páginas da vida.

Por uma tarde, queria estar sentada na sala de estar, para ouvir as histórias da vovó, enquanto ela, calmamente, bordava o paninho de prato e aconselhava - me: “não esqueça: viva o hoje e é melhor ajudar sempre pelos caminhos diversos“.

E eu, a neta atenta, preparar-me-ia para mais uma doce alquimia.

Por uma hora, queria ser a sua filha e ser a sua teimosinha, para eu me orgulhar de todas as estrelas que eu olhar, pois seria a lembrança perfeita do meu pai e da obra que ele construiu e fez brilhar.

Assim eu não conheceria a solidão, que tanto me faz sonhar!

Por tudo e muito mais, queria ter sido a musa inspiradora a — diva — que rouba o beijo de mel, que sente o teu gostinho, que espalha o sabor, o amor e que se entrega a um amor clandestino e sente a força do amor pulsar!

A mulher que acende o fogo da paixão, do desejo e do amor mais profundo.

A tua mão tocou a minha sensibilidade e me fez sonhar em forma de poesia.

Álvaro Vieira da Cunha é um poeta único, sabe explorar a sua suscetibilidade como um menino a procura de si mesmo e expressa os seus sentimentos como um mensageiro de luz, que cumpre o seu destino de pescador de almas, sendo ele mesmo o alimento que acalma.

Tânia Durão (escritora, taróloga, terapeuta)

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 32,68
Impresso
R$ 43,22
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 699,89
Impresso
R$ 32,48
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 38,49
Ebook
R$ 15,07
Ebook
R$ 30,14
Impresso
R$ 73,98
Ebook
R$ 27,98
Impresso
R$ 38,22
Ebook
R$ 17,22
Comentários
1 comentários
Marta Viega de Lima
Domingo | 17.05.2020 às 04h05
Parabens Álvaro...sucesso...vou comprar teu livro...pois sou admiradora de obras literárias saudosistas e românticas. Tive o prazer de estar presente nas bodas dos amigos Renita e Dirson e assisti ao cerimonial onde o relator e apresentador era vc...Na oportunidade comentei com tua esposa sobre a grandiosidade de suas palavras e de que vc deveria escrever um livro....Vou ler...Mais uma vez sucesso...