Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Maria da Silva - apenas um retrato do cotidiano
Categorias
Ciências Humanas E Sociais, Desenvolvimento Humano, Família E Relacionamentos, Estudo Das Minorias, Filosofia E Aspectos Sociais, Preconceito
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4251 vezes desde 10/08/2016
Versão
impressa
R$ 30,93
Valor total:
R$ 30,93
Versão
ebook
R$ 12,92
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 30,93
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Não se pode afirmar ser “Maria da Silva” um trabalho de ficção pois é um retrato do cotidiano sem retoques. Um pequeno livro sobre a curta vida de uma catadora de lixo. Aqui não há descrições supérfluas, assim a imaginação do leitor comporá o ambiente lendo o drama com o cenário que conhece, que acontece perto de si, que visualiza no dia a dia e cujo cerne desconhece. Diariamente, no Brasil, "Marias da Silva" morrem de inanição e doenças não tratadas, numa breve e trágica passada pela vida, levando consigo toda uma história ignorada pelos demais cidadãos. É hora de enxergá-las como seres humanos e este pequeno livro pode ajudar. Sinto que a obra não é minha, sou apenas o apresentador da mensagem de Maria da Silva. Acredito que se alguns leitores após a conhecer mudarem, que seja apenas a expressão do olhar para os catadores de lixo – que garimpam o desprezado, não esmolam – a missão a mim confiada pelo acaso terá sido cumprida...

Características
Número de páginas 79
Edição 1 (2016)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
pedro marangoni

Obras de PA.Marangoni: "Angola, comandos especiais contra cubanos", "A opção pela espada", memórias de guerra; “Quimeras Incas”, ficção; filosofia em “O infinito não tem pressa”; poesia de crítica social, “A Era do Não”; conto, “Maria da Silva, apenas um retrato do cotidiano”; política em "Brasil, 513 anos drogado e prostituído"; curiosidades com “A culinária caseira no Brasil nos idos de 1900” ; literatura infantil com “O Rei Gordo Barrigudo” e “O Alfabeto: Joaninha explica”. Ficção, psicologia e filosofia em "A Conspiração de Santo Antonio do Desamparo" e Angústias de um peixe-voador. Última obra: "As brumas não são eternas", um romance octogenário". Vencedor em 2015 do 9º Concurso de Contos Livro de Graça na Praça/ Academia Mineira de Letras.

Comentários
0 comentários