Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio
Olá

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Livro NUMISMÁTICA CHINESA

A HISTÓRIA DAS MOEDAS FACA

Por: ADEILSON NOGUEIRA Denunciar

Ajaxloader
por
R$ 51,07
por
R$ 22,60

Sinopse

Apesar dos progressos feitos por estudiosos e numismatas nos séculos XVIII e XIX, o estudo das moedas na China não conseguiu despertar grande atenção. Foi perseguido em grande parte por um grupo limitado de nobres ricos e funcionários aposentados. Esses idosos senhores, retirados das experiências tumultuadas dos anos anteriores, encontraram a serenidade da vida na companhia de antiguidades. Satisfazendo seus desejos pessoais por grandes coleções e em busca persistente de espécimes raros, prestaram um grande serviço ao estudo de uma importante fase da antiga civilização chinesa, reunindo os materiais básicos para seu estudo sério. O único fato lamentável é que, em muitos casos, esses homens, não sendo treinados historiadores e filólogos, foram incapazes de realizar satisfatoriamente o estudo das moedas.

Tudo começou com uma concha. A China liderou o mundo antigo ao introduzir esses itens do mar como moeda não oficial. Elas são duráveis, fáceis de transportar e fáceis de contar. Como resultado, foram usadas em muitas outras áreas além da China. A unidade é peng (朋), que evoluiu para significar “amigo”.

No final da dinastia Shang (1200 a.C.), os nortistas da China acharam difícil encontrar conchas suficientes desde o sul, de onde vinha a moeda. Em vez disso, eles usaram outros materiais como cerâmica, pedra, bronze e moedas de ouro que seriam moldadas ou transformadas em moedas em forma de concha. Essas outras moedas acabaram levando dinastias diferentes a circular moedas em forma de pá e em forma de faca.

Então, por volta de 200 a.C., o Imperador Shihuangdi da Dinastia Qin padronizou o dinheiro para ajudar a tornar os negócios mais fáceis. Ele introduziu o ban liang (半 两). Tinha um peso padrão na forma de um disco redondo com um orifício quadrado. Ele também dividiu toda a moeda entre ouro: shang bi (上 币) e bronze: xia bi (下 币). O buraco quadrado icônico no meio tem algumas razões diferentes para isso. Primeiro, permite que as moedas sejam facilmente e convenientemente colocadas juntas. Em segundo lugar, o buraco quadrado é mais fácil de fazer do que a maioria dos outros buracos no início da moeda. Isso é particularmente interessante porque mostra como as pessoas naquela época eram conscientes sobre eficiência. Por último, as pessoas na antiguidade acreditavam que o céu era redondo e a terra era quadrada, o que é mais uma razão para a forma do ban liang (半 两). As moedas de cobre foram fundidas em um molde de bronze e tinham dois ou quatro caracteres inscritos nelas. Estas moedas foram usadas por muitos milênios depois de terem sido emitidas como moeda na China.

Tudo somado, as moedas na China têm uma longa e extremamente complexa história. Como resultado da vastidão da China, a comunicação foi difícil e a padronização de uma moeda ao longo do tempo resultou em muitos desafios ao longo do caminho.

Praticamente nenhuma literatura histórica foi preservada que forneça informações sobre as antigas moedas chinesas, embora as moedas devam ter tido um papel importante no desenvolvimento econômico, social e político da nação. Em segundo lugar, moedas da China antiga foram encontradas em quantidades tão grandes que deveriam fornecer dados úteis para trabalhos sérios no campo de estudos históricos, e a negligência em usá-los deveria ser indesculpável.

Categorias: Moedas & Medalhas, China, Antigo, Geografia E Historia, Educação, Antiguidades E Colecionáveis
Palavras-chave: china, geografia, histÓria, moedas, numismÁtica

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 175

Edição: 1(2019)

Formato: A4 (210x297)

Tipo de papel: Offset 75g

Reconhecimento

Sobre o autor

Mini
ADEILSON NOGUEIRA

ADEILSON SANTANA NOGUEIRA — Nascido em Estância-SE, em 30/06/1969, filho de Francisco de Carvalho Nogueira (I.M.) e de Maria Aldeiza Santana Nogueira, desde cedo apresentou interesse pela literatura e pela poesia, tanto é assim que, aos 11 já escrevia os primeiros poemas, com premiação em concurso de poesia no Colégio Costa e Silva, em Aracaju, cuja temática era a discriminação racial, também obtendo premiações na cidade de Lagarto, no Colégio Polivalente. Aos 10 anos, recebeu das mãos do Prefeito Heráclito Rollemberg, em Aracaju, o Certificado que lhe concedia o título de secretário mirim da educação. Em 1987 teve poemas publicados em dois livros no Rio de Janeiro: Brasil Literário (Crisalis Editora) e Poesia Brasileira (Shogun Editora e Arte), além de diversos escritos para o Jornal de Campos, Styllo, Primo Notícias, em Tobias Barreto, Folha da Jhô, em Lagarto, e Jornal da Manhã e Jornal da Cidade, em Aracaju. Jornalista e escritor, é autor de diversos livros, a exemplo da “Cartas de Amor”, “Um Poema para Você”, “Versos Dispersos e Prosa Esparsa”, “Exemplos que Edificam”, Rádio Novela “Gavião Rasteira e o Zoológico do Inferno”, “Lições que não Esqueci”, “Anos de Roubalheira”, “O Encontro”, “Épicos”, “Política”, “Mandacaru, A Origem” e “Julio Cesar”, “Pascal”, “Nogueira” “Cartas de Tobias”. Em 1987, a convite, fez um programa direcionado à cultura na Rádio Progresso de Lagarto, fato que o estimulou a fazer o curso de radialista na cidade de Itabuna-BA, tendo passado pela Rádio Progresso, Rádio Clube de Itapicuru, Rádio Luandê FM e Rádio Imperatriz (atual Ilha AM). Em 1999, ocupava o cargo de assessor de Comunicação na Prefeitura de Tobias Barreto, onde coordenou o Jornal Cidadania pra valer, de publicação mensal, na gestão do então prefeito Diógenes Almeida, fazendo parte, também, do colegiado das Políticas Educacionais. Professor desde 1988, prestou serviços à educação nos Colégios Monsenhor Basilíscio Raposo, Colégio Nsª Srª Menina, Ranchinho Feliz, Educandário Nsª Srª do Carmo, Colégio Cenecista Arnaldo Dantas, na Barra dos Coqueiros, além do SENAC e do CENAPE – curso pré-vestibular. Sempre que possível, levou oficiais da polícia militar à sala de aula para darem palestras contra o uso de entorpecentes. Em 1992, viajou para o Japão, onde trabalhou na Mitsubishi Motors Corporation, sediada na cidade de Nagoya, retornando em 1994. Primeiro representante da Anistia internacional em Sergipe, foi graças ao seu esforço decisivo junto ao Ministério da Justiça do Governo Peruano, sob a ditadura Fujimori, que a Anistia conseguiu a liberdade para um outro professor, injustamente encarcerado por comentar questões políticas em sala de aula. No Brasil e no Japão comandou greves, neste último, conheceu de perto a perseguição promovida pelos sindicatos patronais ao proletariado.

De 2005 a 2012, ocupou o cargo de Assessor Jurídico na Prefeitura Municipal de Tobias Barreto, de onde presidiu a comissão responsável pelo 2º Concurso Público na gestão da então prefeita Marly Barreto, além de colaborar na Lei que criou o Plano Diretor, entre tantas outras. Membro da Academia Tobiense de Letras e Artes – ATLAS, da qual é o atual presidente (biênio 2015-2017).

Numismata desde os seis anos de idade, suas 10 palestras sobre coleção de moedas antigas, registradas em DVD’s, viajaram pelos quatro cantos do País, para os Estados Unidos e Europa, tendo seu nome sempre lembrado nos encontros de colecionadores por todo o País.


Mais publicações desse autor

BÔERES

BÔERES

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
REVOLUÇÃO RUSSA

REVOLUÇÃO RUSSA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
REVOLUÇÃO CHINESA

REVOLUÇÃO CHINESA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
MULHERES EM LUTA

MULHERES EM LUTA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
LUTHER

LUTHER

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,68 Impresso
R$ 22,60 Ebook
ROSA LUXEMBURGO

ROSA LUXEMBURGO

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
NIKITA

NIKITA

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 45,80 Impresso
R$ 22,60 Ebook
LEON

LEON

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 42,12 Impresso
R$ 22,60 Ebook
VLADIMIR

VLADIMIR

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
JOSEF

JOSEF

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 40,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook
HISTÓRIA POSTAL

HISTÓRIA POSTAL

ADEILSON NOGUEIRA
R$ 46,28 Impresso
R$ 22,60 Ebook

Comentários - 0 comentário(s)


Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"Dou hoje meu testemunho para o site Clube de Autores por sua competência, solidariedade, capacidade criativa, e auxílio constantte a autores desconhecidos que, por essa generosidade e senso do que significa um espaço literário, estão plenamente engajados nesse projeto. Meus agradecimentos."

Regina Helena Sárapo

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700