Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
NVMMORVM
ORIGEM DAS MOEDAS E HISTÓRIA DA NUMISMÁTICA
Categorias
Antiguidades E Colecionáveis, Educação, Geografia E Historia, Antigo, Medieval, Moedas & Medalhas
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 38 vezes desde 08/01/2021
Versão
impressa
R$ 51,04
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 51,04
Versão
ebook
R$ 33,37
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 51,04
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

“Meu senhor, ouve-me; aquele pedaço de terra vale quatrocentas peças de prata, mas o que significa isso entre mim e ti? Enterra, portanto, o teu morto!

Então Abraão concordou com Efrom e pagou-lhe o preço por ele estipulado, pesando-lhe o valor da compra na presença dos filhos de Hete: quatrocentas peças de prata, de acordo com o sistema de pesos e valores usado entre os mercadores.

Assim, o campo de Efrom, que está em Macpela, defronte de Manre, o próprio campo com a gruta que nele há e todas as árvores dentro das divisas do campo…”

(Gênesis 23, 15-17)

A primeira alusão ao uso do dinheiro na humanidade traz um propósito muito mais nobre do que o simples uso em uma compra.

Se dermos uma olhada em todo o círculo de produções do gênio humano, talvez não devamos perceber nada da tão grande importância e utilidade da História para a humanidade.

A maioria dos outros esforços da mente só interessam aos indivíduos em si mesmos; mas a História, quando executada com franqueza filosófica e propriedade, instrui impérios inteiros, na verdade, todo o universo.

Por ela, estadistas e estados foram ensinados a propagar medidas que contribuíram para o bem estar geral; e para se protegerem contra males que muitas vezes eram imprevistos e, em consequência, não repelidos, só porque sua existência não foi conhecida em períodos antigos, nem os métodos que os impediriam ou mitigá-los-iam foram investigados, como vemos agora em meio a esta pandemia de atitudes ignorantes cujos danosos efeitos matam e desempregam na proporção do mal principal.

Mas a própria base da história é a verdade, sem a qual as causas da ação humana, não as próprias ações, são disfarçadas, e a construção, decorrente da narração, totalmente perdida, ou convertida em uma quimera vazia.

Petrarca, um dos primeiros homens na Europa, que nos tempos modernos aspiraram para a celebridade do aprendizado e do gênio, foi também o primeiro a instituir um exemplo da ciência das medalhas.

Este eminente escritor sendo convidado pelo imperador Carlos IV para compor um livro contendo a vida de ilustres homens, e colocá-lo na lista, com um orgulho nobre respondeu que iria cumprir com este desejo sempre que o futuro do imperador e suas ações merecessem.

Aproveitando a ocasião, ele enviou ao monarca uma coleção de moedas de ouro e prata de homens famosos, como ele nos diz em suas epístolas. “Eis”, diz ele para o imperador, “quais homens você bem-sucedidos você deve imitar e admirar! Cuja própria forma e imagem você deve usar para compor seus talentos! Um valioso presente eu devo ter dado a você. Eu só posso saber ou descrever as ações desses grandes homens. Seu cargo supremo permite que você possa imitá-los”.

Por volta da metade do século XVI, Hubertus Goltzius, um impressor e gravador, viajou por uma grande parte da Europa em busca de moedas e medalhas, para fazer uso das informações nelas contidas em obras que eventualmente viesse a publicar. Nos prolegômenos para sua Vida de Júlio César, publicada como um Specimen de obras maiores em consequência destas pesquisas, ele dirige uma epístola a todos os antiquários que o ajudaram, ou cujos gabinetes ele visitou. Esta epístola contém uma lista de colecionadores e seus locais de residência; pela qual parece que, em meados do século dezesseis, havia, nos Países Baixos, 200; 175 na Alemanha; mais de 380 na Itália; e cerca de 200 na França.

Características
Número de páginas 38
Edição 1 (2021)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
ADEILSON NOGUEIRA

ADEILSON SANTANA NOGUEIRA — Nascido em Estância-SE, em 30/06/1969, filho de Francisco de Carvalho Nogueira (I.M.) e de Maria Aldeiza Santana Nogueira, desde cedo apresentou interesse pela literatura e pela poesia, tanto é assim que, aos 11 já escrevia os primeiros poemas, com premiação em concurso de poesia no Colégio Costa e Silva, em Aracaju, cuja temática era a discriminação racial, também obtendo premiações na cidade de Lagarto, no Colégio Polivalente. Aos 10 anos, recebeu das mãos do Prefeito Heráclito Rollemberg, em Aracaju, o Certificado que lhe concedia o título de secretário mirim da educação. Em 1987 teve poemas publicados em dois livros no Rio de Janeiro: Brasil Literário (Crisalis Editora) e Poesia Brasileira (Shogun Editora e Arte), além de diversos escritos para o Jornal de Campos, Styllo, Primo Notícias, em Tobias Barreto, Folha da Jhô, em Lagarto, e Jornal da Manhã e Jornal da Cidade, em Aracaju. Jornalista, Radialista, Bacharel em Direito, Escritor, Tutor em EAD e Docente do Ensino Superior, possui mais de 1.000 títulos publicados. Em 1987, a convite, fez um programa direcionado à cultura na Rádio Progresso de Lagarto, fato que o estimulou a fazer o curso de radialista na cidade de Itabuna-BA, tendo passado pela Rádio Progresso, Rádio Clube de Itapicuru, Rádio Luandê FM e Rádio Imperatriz (atual Ilha AM). Em 1999, ocupava o cargo de assessor de Comunicação na Prefeitura de Tobias Barreto, onde coordenou o Jornal Cidadania pra valer, de publicação mensal, na gestão do então prefeito Diógenes Almeida, fazendo parte, também, do colegiado das Políticas Educacionais. Professor desde 1988, prestou serviços à educação nos Colégios Monsenhor Basilíscio Raposo, Colégio Nsª Srª Menina, Ranchinho Feliz, Educandário Nsª Srª do Carmo, Colégio Cenecista Arnaldo Dantas, na Barra dos Coqueiros, além do SENAC e do CENAPE – curso pré-vestibular. Sempre que possível, levou oficiais da polícia militar à sala de aula para darem palestras contra o uso de entorpecentes. Em 1992, viajou para o Japão, onde trabalhou na Mitsubishi Motors Corporation, sediada na cidade de Nagoya, retornando em 1994. Primeiro representante da Anistia internacional em Sergipe, foi graças ao seu esforço decisivo junto ao Ministério da Justiça do Governo Peruano, sob a ditadura Fujimori, que a Anistia conseguiu a liberdade para um outro professor, injustamente encarcerado por comentar questões políticas em sala de aula. No Brasil e no Japão comandou greves, neste último, conheceu de perto a perseguição promovida pelos sindicatos patronais ao proletariado.

De 2005 a 2012, ocupou o cargo de Assessor Jurídico na Prefeitura Municipal de Tobias Barreto, de onde presidiu a comissão responsável pelo 2º Concurso Público na gestão da então prefeita Marly Barreto, além de colaborar na Lei que criou o Plano Diretor, entre tantas outras. Membro da Academia Tobiense de Letras e Artes – ATLAS, da qual é o atual presidente (biênio 2015-2017).

Numismata desde os seis anos de idade, suas 10 palestras sobre coleção de moedas antigas, registradas em DVD’s, viajaram pelos quatro cantos do País, para os Estados Unidos e Europa, tendo seu nome sempre lembrado nos encontros de colecionadores por todo o País.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 51,04
Ebook
R$ 33,37
Impresso
R$ 51,04
Ebook
R$ 33,37
Impresso
R$ 41,72
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 44,92
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 54,32
Ebook
R$ 33,37
Impresso
R$ 43,00
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 47,00
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 46,28
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 41,24
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 41,08
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 70,66
Ebook
R$ 22,60
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 65,95
Ebook
R$ 36,45
Impresso
R$ 31,06
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 35,73
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 33,03
Ebook
R$ 12,92
Impresso
R$ 37,35
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 36,07
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 40,24
Ebook
R$ 19,37
Impresso
R$ 36,75
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 51,95
Ebook
R$ 12,92
Impresso
R$ 251,38
Comentários
0 comentários