O ESTRANHO “UNHEIMLICH” DESENCADEADO PELO “DAS DING” NO PROCESSO PENAL KAFKIANO
o despertar do sonho acusatório na realidade desumanizada do sistema inquisitório
Código do livro: 387875
Categorias
Constitucional, Psicologia Forense, Processo Penal, Psicologia, Filosofia, Direito
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 380 vezes desde 28/07/2021
Versão
impressa
de R$ 55,14 por
R$ 49,07
Valor total:
R$ 49,07
Versão
ebook
R$ 25,19
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 49,07
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

O presente trabalho adota um viés interdisciplinar do fenômeno jurídico, valendo-se da obra, O Processo, do escritor Franz Kafka, a qual é a base referencial de todo o conteúdo nesta obra interdisciplinar.

Nesse sentido, objetiva-se indicar os motivos pelos quais o processo penal brasileiro na contemporaneidade se assemelha ao processo penal medieval/kafkiano com mentalidade inquisitória por meio da qual os inquisidores materializavam autoritarismos, arbitrariedades e ilegalidades em face dos seus inimigos, os quais eram vistos como estrangeiros, anormais, estranhos ou mesmo sem valores pessoais (coisificados).

O livro, O Processo, de Kafka, datado de 1925, revelou-se como o exemplo inequívoco de práticas autoritárias e de condutas fascistas na esfera do direito, antecipando os movimentos arbitrários do nazifascismo, adeptos de sistemas totalitários, propagados no século XX, na medida em que o personagem principal, Joseph K., é perseguido pelo Estado, condenado, executado e excluído sem saber as razões pelas quais lhe imputam “supostos” crimes, nem mesmo o porquê de estar sendo processado e detido em sua residência por oficiais do Estado os quais são os representantes da Lei.

Divulgar esta obra ao público, representa algo muito mais do que compartilhar conhecimentos, na medida em que a mesma tem como pretensão narrar o que seja o Direito sob a ótica de outros ramos do conhecimento, “na outra cena”, com pitadas de reflexões singulares do autor.

O presente trabalho é destinado a estudantes de direito, filosofia, literatura, psicanálise e a todos os profissionais que pretendam navegar pelos mares intranquilos do Direito, conhecendo seus predadores e suas presas, bem como será útil às mentes ávidas que desejem explorar os fenômenos inconscientes que se manifestam no âmbito jurídico.

André Albuquerque é Graduado em Direito pelo Centro Universitário UNDB (2020).

Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Público, Teoria Geral do Direito e Filosofia do Direito.

Dedicou-se às atividades de pesquisa e extensão.

Integrou o grupo de extensão - Autoritarismo e Sistema Penal (IBCCRIM).

Foi monitor das disciplinas Filosofia, Filosofia do Direito e Teoria do Direito Constitucional (Teoria da Constituição).

Características
Número de páginas 325
Edição 1 (2021)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Polen

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
ANDRÉ ALBUQUERQUE

ANDRÉ GUSTAVO ALBUQUERQUE PINTO

É ludovicense. Nasceu em São Luís/MA, a 2 de dezembro de 1997.

Desde adolescente, era apaixonado por Filosofia e já demonstrava gosto pelas letras.

Em 2017, adentrou na Psicanálise e até hoje faz (auto)análise.

Bacharelou-se em Direito pelo Centro Universitário UNDB (2020).

O autor conta que a fim de atingir os seus objetivos, busca constantemente aperfeiçoar as suas habilidades.

Revela que estuda de tudo um pouco e que gosta de aprender novos conhecimentos diariamente.

Ler e escrever, segundo o autor, são atividades que fazem parte da sua rotina.

Define-se, portanto, como alguém criativo, que pensa "fora da caixa" e um eterno aprendiz.

Futuramente publicará um livro de poesias, o qual já se encontra, inclusive, em processo de elaboração.

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários