O MECANISMO DAS HORAS
Contos
Categorias
Psicologia, Literatura Nacional, Psicológico, Fantasia, Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1077 vezes desde 21/01/2019
Versão
impressa
R$ 30,43
Valor total:
R$ 30,43
Valor total:
R$ 30,43
Sinopse

Aleksandro F. de Paula nos convida a viajar no tempo, a abrir janelas, visualizar fotogramas, “viver” seus personagens. O exercício da escrita não se detém no óbvio. Nada é simples nesse jogo de xadrez. O autor impõe um delicado e ácido olhar sobre biografias inventadas ou realidades diversas que nos desnudam. As personagens são de carne e osso. Em uma sala de espelhos elas refletem sonhos, desejos e culpa. Tudo pulsa. O mecanismo não se rende a lógica, ao perfeito. Tudo sangra e se banha em um passado-presente-futuro. São narrativas que não se curvam a uma simetria única, mas se firmam em uma prosa heroica e honesta que alimenta e se alimenta do imaginário do autor. A existência é o agora. Tudo grita. E o pêndulo arrasta-se sem maniqueísmo, provoca o leitor a sentir dor, silêncio e esperança . Xeque Mate.

(Taciana Oliveira, cineasta)

Características
Número de páginas 119
Edição 3 (2019)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Aleksandro F de Paula

Aleksandro F. De Paula nasceu em 13 de junho de 1976, dia de Santo Antônio “Fernando Pessoa”, na cidade de Olinda. Desde o ano de 1984 residindo na cidade de São Lourenço da Mata. As primeiras leituras foram livros psicografados da biblioteca mística de seu pai. Acredita por isso, o forte impacto com o fato escrito. O autor esteve afastado da literatura por quase dez anos. A volta se deu no ano de 2012, quando, revendo antigos papéis, veio descobrir textos que, de repente, mereceriam atenção. A criação de um blog que o forçou a trabalhar esses textos e dar criação a outros, veio despertar a veia criativa do poeta. Atualmente se encontra com sete livros disponíveis no site Clube de Autores. Três de contos: “O Mecanismo das Horas” e “A Criação do Temor e outros contos” e, agora, “Objetos Mortais Inusitados e outros contos”; dois de poemas: “Nada mais e outros poemas” e “Qualquer Possível Infinito – poemas e outras anedotas”; e, por fim, dois de escritos diversos: “46 Escritos” e “Novos Escritos”. Em outubro, espera lançar o terceiro de poemas: “O mais próximo de mim que consigo enxergar e outros poemas”.

Comentários
0 comentários