Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA PROFISSÃO DOCENTE
DISCURSOS, PAPÉIS E (RE)PRODUÇÃO DE SENTIDOS
Categorias
Filosofia, Ciências Humanas E Sociais, Educação
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 451 vezes desde 14/08/2013
Versão
impressa
R$ 45,96
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 45,96
Versão
ebook
R$ 22,60
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 45,96
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Este trabalho investiga as representações sociais e os discursos presentes na

escola como dispositivos de construção de sentidos, sobretudo do trabalho docente,

demonstrando que a escola cria e recria sentidos, discursos, ações, valores e

representações por parte de todos os envolvidos numa relação de co -autoria e não

de passividade. Para isso, foram utilizados os aportes teóricos da Analise do

Discurso de Foucault e Pêcheux e das Teorias das Representações Sociais, com

base em Moscovici e Jodelet. As contribuições de autores como Geertz, Coulon,

Garfinkel, Macedo, para esta pesquisa etnográfica (Etnometodologia) faz-se

apresentar, através de questionário, as cinco palavras-chave mais presentes nos

discurso do docente (dedicação, responsabilidade, compromisso, competência e

profissionalismo) e ainda evidenciou como elas são representadas socialmente. A

conexão teórica destes autores citados com as contribuições da Pedagogia Crítica

de Giroux e Mclaren possibilitou entender que os conceitos dessas palavras-chave

eram adotados pelos docentes de forma crítica, quando pertinentes à sua prática

segundo a reflexão das suas ações cotidianas, porém, eram também criticadas e

descartadas conscientemente, porque eles faziam contraponto aos discursos e

representações sociais da “cultura oficial”. Ainda este trabalho demonstra por meio

das contribuições de Thomas Kuhn e Jean Pierre Lyotard como as grandes teorias

sociais da Modernidade, adotadas como paradigma pela escola, determinam toda

uma visão de mundo específica da realidade cotidiana e que consequentemente se

materializavam, por meio de representações sociais e discursos e, suas

conseqüências eram mais problematizar a condição de dominação “cultural oficial”

do que a condição de autonomia por parte da escola.

Características
Número de páginas 111
Edição 1 (2013)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Wellington Amâncio da Silva

É analógico nosso envolvimento com literatura.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 57,52
Ebook
R$ 33,37
Impresso
R$ 50,35
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 52,92
Ebook
R$ 33,37
Impresso
R$ 42,09
Ebook
R$ 29,06
Impresso
R$ 37,38
Ebook
R$ 27,98
Impresso
R$ 73,76
Impresso
R$ 50,66
Ebook
R$ 27,98
Impresso
R$ 58,91
Ebook
R$ 27,98
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 35,36
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 44,06
Ebook
R$ 27,98
Impresso
R$ 45,50
Ebook
R$ 12,49
Impresso
R$ 51,35
Ebook
R$ 24,75
Impresso
R$ 45,48
Ebook
R$ 20,45
Impresso
R$ 50,41
Ebook
R$ 19,37
Impresso
R$ 36,11
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 36,62
Ebook
R$ 12,35
Comentários
0 comentários