SAGA NÓRDICA
O LEGADO VIKING
Categorias
Educação, Geografia E Historia, Não Ficção, Civilização, Europa, Medieval
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1577 vezes desde 05/08/2017
Versão
impressa
de R$ 52,00 por
R$ 46,85
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 46,85
Versão
ebook
R$ 22,60
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 46,85
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

A gênese dos nórdicos é relatada nos poemas islandeses do século IX conhecidos como o Eda Poético, de onde foram retirados os excertos destas páginas. Eles contam que um choque de fogo e gelo no Grande Vazio gerou o gigante Ymir, a primeira criatura viva, de cujo suor nasceu uma prole. Ymir foi mais tarde morto por Odin e seus irmãos, que criaram do corpo do gigante o céu, o mar e a terra. Acima da terra estava a morada dos deuses, Asgard, eo Valhalla, onde os vikings que morriam bravamente passariam a eternidade consumindo carne de porco e hidromel e brigando alegremente entre si.

Mas a catástrofe ocorre quando a humanidade se cobre de pecados e provoca um inverno tenebroso. Tremores derrubam montanhas e os velhos deuses são mortos numa batalha cataclísmica contra gigantes, monstros e legiões de demônios do Hel.

Mas um imenso freixo sobrevive e em seus galhos abrigam-se dois seres humanos que repovoam uma terra purificada pelo holocausto. Nasce uma nova geração de deuses e os guerreiros vikings ganham contentamento eterno no Valhalla.

Quando Ymir vivia Há muitas eras,

Antes que houvessem mares,

Ondas geladas ou praia

A terra ainda não era nada

Nem os altos céus Apenas um grande vazio

Sem nenhum verde.

Então todos os deuses

Reuniram-se para o julgamento

Os deuses sagrados

Trocaram opiniões:

Nomearam a noite

E a lua minguante,

Deram nomes

À manhã e ao meio-dia,

À tarde e ao anoitecer,

Ordenaram o tempo em anos.

Existe um freixo —

Seu nome é Yggdrasil —

Uma alta árvore que brilha

Com claras gotas de orvalho

Que caem de seus ramos

Para dentro dos vales;

Está sempre verdejante

Ao lado da fonte das Nornes.

E em Asgard

Crista Dourada cantou,

O galo que desperta

Os guerreiros de Odin;

Outro é ouvido

No fundo da Terra,

Um galo cor de fuligem

Nos salões do Hel.

Muitas magias eu sei,

E posso ver

A sina que aguarda

Os onipotentes deuses.

Irmãos vão morrer,

Mortos por seus irmãos,

O incesto romperá

Laços de família;

Desgraça para o mundo então,

Casado com a prostituição,

Achas e espadas mandam,

Despedaçam escudos,

Era de fendas e lobos

Até que o mundo afunde,

Somente ódio

No coração dos homens.

Eu vejo emergir

Uma segunda vez

Das águas a Terra,

Verde novamente;

Uma águia voa

Sobre cataratas,

Caçando peixes

Das alturas íngremes.

Eu vejo uma mansão

Mais clara que o sol,

Còberta de ouro;

Ela está em Gimli.

Os que mereceram

Ali viverão Até o fim dos tempos,

Gozando felicidade.

Os heróis de Odin

Conhecem sua mansão

Assim que a veem;

Lanças são seus caibros,

Escudos cobrem o teto

Malhas forram os bancos.

Os heróis de Odin

Conhecem sua mansão

Assim que a veem;

Um lobo guarda

A porta ocidental,

Acima paira uma águia.

Guardando o Valhalla

Um portão sagrado

Defende as portas internas;

É muito antigo

E poucos homens sabem

Que ferrolho o fechará.

Quinhentas

E quarenta portas

Encontrarás no Valhalla;

Oitocentos guerreiros

Usarão apenas uma

Ao partir contra Fenrir.

Os bravos guerreiros

Que esperam no Valhalla

Lutam até a morte todos os dias;

Trazem o morto

De volta da batalha

E sentam-se em paz novamente.

Características
Número de páginas 52
Edição 1 (2017)
Formato A4 (210x297)
Tipo de papel Offset 75g
ADEILSON NOGUEIRA

ADEILSON SANTANA NOGUEIRA — Nascido em Estância-SE, em 30/06/1969, filho de Francisco de Carvalho Nogueira (I.M.) e de Maria Aldeiza Santana Nogueira, desde cedo apresentou interesse pela literatura e pela poesia, tanto é assim que, aos 11 já escrevia os primeiros poemas, com premiação em concurso de poesia no Colégio Costa e Silva, em Aracaju, cuja temática era a discriminação racial, também obtendo premiações na cidade de Lagarto, no Colégio Polivalente. Aos 10 anos, recebeu das mãos do Prefeito Heráclito Rollemberg, em Aracaju, o Certificado que lhe concedia o título de secretário mirim da educação. Em 1987 teve poemas publicados em dois livros no Rio de Janeiro: Brasil Literário (Crisalis Editora) e Poesia Brasileira (Shogun Editora e Arte), além de diversos escritos para o Jornal de Campos, Styllo, Primo Notícias, em Tobias Barreto, Folha da Jhô, em Lagarto, e Jornal da Manhã e Jornal da Cidade, em Aracaju. Jornalista e escritor, é autor de diversos livros, a exemplo da “Cartas de Amor”, “Um Poema para Você”, “Versos Dispersos e Prosa Esparsa”, “Exemplos que Edificam”, Rádio Novela “Gavião Rasteira e o Zoológico do Inferno”, “Lições que não Esqueci”, “Anos de Roubalheira”, “O Encontro”, “Épicos”, “Política”, “Mandacaru, A Origem” e “Julio Cesar”, “Pascal”, “Nogueira” “Cartas de Tobias”. Em 1987, a convite, fez um programa direcionado à cultura na Rádio Progresso de Lagarto, fato que o estimulou a fazer o curso de radialista na cidade de Itabuna-BA, tendo passado pela Rádio Progresso, Rádio Clube de Itapicuru, Rádio Luandê FM e Rádio Imperatriz (atual Ilha AM). Em 1999, ocupava o cargo de assessor de Comunicação na Prefeitura de Tobias Barreto, onde coordenou o Jornal Cidadania pra valer, de publicação mensal, na gestão do então prefeito Diógenes Almeida, fazendo parte, também, do colegiado das Políticas Educacionais. Professor desde 1988, prestou serviços à educação nos Colégios Monsenhor Basilíscio Raposo, Colégio Nsª Srª Menina, Ranchinho Feliz, Educandário Nsª Srª do Carmo, Colégio Cenecista Arnaldo Dantas, na Barra dos Coqueiros, além do SENAC e do CENAPE – curso pré-vestibular. Sempre que possível, levou oficiais da polícia militar à sala de aula para darem palestras contra o uso de entorpecentes. Em 1992, viajou para o Japão, onde trabalhou na Mitsubishi Motors Corporation, sediada na cidade de Nagoya, retornando em 1994. Primeiro representante da Anistia internacional em Sergipe, foi graças ao seu esforço decisivo junto ao Ministério da Justiça do Governo Peruano, sob a ditadura Fujimori, que a Anistia conseguiu a liberdade para um outro professor, injustamente encarcerado por comentar questões políticas em sala de aula. No Brasil e no Japão comandou greves, neste último, conheceu de perto a perseguição promovida pelos sindicatos patronais ao proletariado.

De 2005 a 2012, ocupou o cargo de Assessor Jurídico na Prefeitura Municipal de Tobias Barreto, de onde presidiu a comissão responsável pelo 2º Concurso Público na gestão da então prefeita Marly Barreto, além de colaborar na Lei que criou o Plano Diretor, entre tantas outras. Membro da Academia Tobiense de Letras e Artes – ATLAS, da qual é o atual presidente (biênio 2015-2017).

Numismata desde os seis anos de idade, suas 10 palestras sobre coleção de moedas antigas, registradas em DVD’s, viajaram pelos quatro cantos do País, para os Estados Unidos e Europa, tendo seu nome sempre lembrado nos encontros de colecionadores por todo o País.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
de R$ 40,28
R$ 35,13
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 40,68
R$ 35,53
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 40,36
R$ 35,21
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 40,52
R$ 35,37
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 41,32
R$ 36,17
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 41,64
R$ 36,49
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 40,60
R$ 35,45
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 41,80
R$ 36,65
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 40,28
R$ 35,13
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 40,28
R$ 35,13
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 89,22
R$ 84,07
Ebook
R$ 22,60
Impresso
de R$ 88,82
R$ 83,67
Ebook
R$ 22,60
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
de R$ 54,01
R$ 48,86
Ebook
R$ 54,30
Impresso
de R$ 32,62
R$ 27,47
Impresso
de R$ 33,96
R$ 28,81
Ebook
R$ 17,22
Impresso
de R$ 32,30
R$ 27,15
Impresso
de R$ 34,12
R$ 28,97
Ebook
R$ 17,22
Impresso
de R$ 33,42
R$ 28,27
Ebook
R$ 17,22
Impresso
de R$ 40,12
R$ 34,97
Ebook
R$ 15,37
Comentários
0 comentários