Fale com o autor
Rodrigo Giovani Borchardt - Popo
13 publicações
Sobre o autor
Rodrigo, pseudônimo Popo é um Músico, Cantor, Poeta, Dj e Compositor que adora brincar com as palavras e com a Arte. Seus livros encantam e espantam com tanta Psicodelia e Espírito de Aventura. Sua imaginação vai além dos confins do Universo e dos Multiversos. Sua Poesia é uma Mistura de Nostalgia, Realismo Fantástico, do Paranormal e uma Infinita Trip Psicodélica. Um Sonho dentro de Um Sonho. Matrix dentro de Matrix... O Infinito e Além... Uma Espiral dentro de Mim... e em você também... Dimensões e Conexões mantém o Autor e o Leitor Conectados. Somos Todos Um! O Pai Habita em Mim. Ser você mesmo exige um risco. Espontaneidade, leveza, alegria, em fim, tudo isso é muito arriscado. Não queremos nos comprometer, não queremos perder o pouco prestígio que ainda temos, ainda que tal seja totalmente ilusório. Para sermos verdadeiros, precisamos encarar a verdade, que segundo o filósofo Arthur Schopenhauer, passa por três estágios: No primeiro, ela é ridicularizada. No segundo, é rejeitada com violência. No terceiro, é aceita como evidente por si própria. Como diria Raulzito, “O caminho do risco é o sucesso”. Acredito que como disse Raul, Osho e outros Poetas e Filósofos, a vida às vezes precisa ser vivida perigosamente. Esteja atento ao que quero dizer perigosamente, com isso não afirmo que devemos ser indolentes à vida, ou considerar isso ou aquilo como banal. Nada na vida é banal, tudo tem um propósito. Eu poderia afirmar com toda clareza nesse momento: “Não importa qual decisão vamos tomar, pois ela é Tomada pelo Próprio Universo”. Que tal fluirmos com este rio, para o qual o Poeta sorriu? Os Livros do Autor também entram no Esoterismo e muita, muita espiritualidade, poesias e reflexões sobre a vida, que para o Autor, tem cada vez mais encanto! Então, seja bem vindo(a) ao meu Mundo, gratidão infinita por poder Compartilhar minha História!

Diário de um escritor Feliz

Palavras não tem a menor importância. Pensamentos idem. O que importa, é o sentir. Escrever é apenas uma ferramenta, assim como o silêncio, a música e a contemplação. Como disse Clarice Lispector e também afirmo, escrever é uma maldição, mas uma maldição que cura. Já escrevi diversos livros e confesso ter praticado muito pouco do que escrevi, embora seja tudo verdade e mentira nos meus paradoxos criativos, que se tornam tão leves e divertidos. Por isso digo que não é necessário palavras, as palavras que uso são como ferramenta da minha própria cura, para poder enxergar. Agora que estou conseguindo praticar alguma coisa, mas isso é totalmente irrelevante. Se você está consciente que tudo no Universo está bem, você se dá conta que existe muita liberdade, até mesmo se existir um destino traçado pois Destino, só a Soberania Divina Conhece. Pode ser que é a Soberania que está a escrever agora, como saberei, se é ela que pensa e me controla? Quem Sabe? Talvez quando me perguntarem seja mais fácil responder: Churi Churin Fun Flais. Ou quem Sabe? Ou simplesmente não sei. Pouco importa. A única coisa que importa, é ser amor. Sendo amor não há nenhuma carência ou falsa identificação com a mente passada e futura. O Presente ocorre sozinho e muitos místicos dizem que a vida anda sozinha. Então, não há com que se preocupar com absolutamente NADA, pois tudo está perfeito. Não tenho nenhuma mensagem "importante" para passar que ninguém não conheça. Sou simplesmente um escritor, poeta, músico, adoro brincar com arte e fazer reflexões, elas me fazer muito bem. Para quem não sabe, existe um livro que narra toda a Jornada do Escritor, tal ideia tem origem na Jornada do Herói, que constitui a maioria dos enredos de filmes, livros e companhia. Bem que a vida pode ser um filme engraçado às vezes, outras vezes triste, aterrorizante, mas de uma coisa estou certo. O Acumular de experiências faz da vida uma obra de arte, que constitui de diversos personagens e enredos fantásticos que só podem surgir de algo divino. Então, já que não tenho nenhuma mensagem importante, que estou escrevendo para mim mesmo, como sempre escrevi, só quero dizer a todos que conheci e fizeram e fazem parte da minha vida, muito obrigado, gostaria de agradecer a todos pessoalmente mas como a pessoalidade não existe, mando meu abraço fraterno a toda Comunidade Universal que esteve presente em Minha vida, que fizeram e fazem enxergar a bênção na dor, a alegria na tristeza e o amor no ódio e no rancor... Está valendo todo aprendizado, agradecer também é irrelevante, embora muitas vezes o façamos. Acredito que não seja uma obra individual, mas de todos nós, por isso que cantamos, louvamos, damos risadas e nos abraçamos, pois somos Todos Um. Muito obrigado a Deus e a Família Universal!
Selos de reconhecimento
Autor virou assunto
Autor teve uma notícia publicada sobre ele
Biografia bem definida
Sua página biográfica tem foto e um texto com pelo menos 300 caracteres sobre o autor
Site oficial do autor
Canal do Youtube
https://www.youtube.com/cha...
Todas as publicações desse autor
Impresso
R$ 44,85
Ebook
R$ 27,34
Impresso
R$ 45,89
Ebook
R$ 28,41
Impresso
R$ 38,36
Ebook
R$ 21,96
Impresso
R$ 42,87
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 38,40
Ebook
R$ 21,96
Impresso
R$ 39,06
Ebook
R$ 21,96
Impresso
R$ 38,28
Ebook
R$ 21,96
Impresso
R$ 44,65
Ebook
R$ 28,41
Impresso
R$ 36,25
Ebook
R$ 19,80
Impresso
R$ 38,90
Ebook
R$ 21,96
Impresso
R$ 37,70
Ebook
R$ 21,96
Impresso
R$ 37,91
Ebook
R$ 21,96
Notícias sobre o autor e suas obras