Cheiro de Pele
O perfume do espírito
Categorias
Ficção, Drama, Aventura, Mistério E Detetive
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 2219 vezes desde 19/03/2013
Versão
impressa
R$ 42,97
Valor total:
R$ 42,97
Versão
ebook
R$ 17,22
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 42,97
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Uma obra de ficção, Policial/mística, que relata a reencarnação de um arqueiro ‘Iqer’, ordenança de Ramsés, o maior faraó do Egito. Com inicio na Holanda, passando pela segunda guerra mundial, Rio de Janeiro, Entebe (Uganda) e Egito. Contando um pouco da história da Pedra da Gávea, no Rio de Janeiro. O envolvimento do protagonista com o tráfico de drogas internacional (Brasil x Uganda) e com o trafico de antiguidades e os mistérios do Egito e toda a trama que envolve a devolução da antiguidade egípcia para o país de origem com o apoio do Ministério do exterior, Embaixada do Egito, Interpol e o lado espírita dos envolvidos.

Características
Número de páginas 141
Edição 1 (2013)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura s/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Wilson Feyjão

Carioca nascido no Rio de Janeiro, bairro da Penha, pintor, compositor, ator, dublador e escritor, descendente de Africana / lusitano (avós paternos), brasileiro/ italiana (avós maternos). Aos 10 anos, já ostentando o apelido de “feijão”, cursei Instituto artístico Sant”Ana, por incentivo de meus avós, ( avós paternos de criação), onde fiz o curso de desenho artístico e pintura, com vários quadros pintados a óleo e desenhos a pena (nankin). Meus primeiros estudos realizados na Escola Bom Jesus da Penha e a continuação no Colégio N.S. da Penha, ambos no mesmo bairro de nascimento.

Como compositor, participei de vários concursos de “Sambas Enredo”, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre.

Como ator, participei de minha primeira peça teatral “Quepe coipoisapá apa bompombapa!” (Que coisa a bomba!), peça infantil falada na língua do “P”, uma peça escrita por João Cabral de Mello Neto e a segunda, “O cordão encarnado”. Participei de novelas (como figurante ) e filmagens de vídeo clip, musicais, de vários cantores e dublei vários personagens de desenhos animados, nos estúdios da Herbert Richard, no Rio de janeiro.

Minha experiência literária começou aos 15 anos escrevendo poesias e pequenas passagens de minha vida, mais tarde, composições musicais, para festivais e blocos de carnaval.

Em 1999, escrevi meu primeiro livro “Os Filhos da Vida”, uma história, que se mantém atual, comovente, de cinco meninos de rua que conseguiram vencer na vida, apesar de todas as adversidades.

O meu segundo livro (“Nana Leão”, A guerreira do certo e errado) foi escrito em 2000. O primeiro livro "Os filhos da Vida" ”Uma obra que descreve a trajetória de cinco meninos de rua, que apesar das adversidades conseguiram fazer da vida sofrida, uma volta por cima, em aprendizado, peraltices e com a ajuda de uma tia libanesa, que os adorava, mais que seus próprios filhos, em uma rua do Rio de Janeiro, onde tudo era muito frio, até eles chegarem.”

“Cheiro de pele”, o terceiro, Uma obra de ficção, Policial/mística, que relata a reencarnação de um arqueiro ‘Iqer’, ordenança de Ramsés, o maior faraó do Egito, escrito em 2009.

Devido ter trabalhado em financeiras, bancos, área petrolíferas, atualmente aposentado. Residi, vários estados do Brasil, onde acumulei várias histórias, do cotidiano, dos habitantes dos lugares por onde passei, sendo assim, externando-as através de meus livros.

Para minhas obras literárias adotei o nome de Wilson Feyjão.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 42,33
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 32,75
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 38,34
Ebook
R$ 17,22
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 34,40
Ebook
R$ 13,51
Impresso
R$ 39,33
Impresso
R$ 36,75
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 38,67
Impresso
R$ 49,68
Impresso
R$ 36,10
Comentários
1 comentários
Valdon Nez
Quinta | 21.03.2013 às 12h03
Bela mescla temporal no enredo de seu romance. Certamente contém elementos muitos interessantes esparramado no jogo literário. Sucesso em sua obra. Eu também publico no clube de autores. abraços