Código Processual Poético
Categorias
Poesia, Literatura Nacional
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 277 vezes desde 25/07/2020
Versão
impressa
R$ 39,91
Valor total:
R$ 39,91
Valor total:
R$ 39,91
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Partindo da premissa de que a “poesia é o último recurso”, o autor traz ao seu Código poemas que relacionam o fazer poético a expressões jurídicas. Nestes autos peculiares, litispendência se transforma em plágio, o recurso “embargos de declaração” vira crítica literária e até a “Escada Ponteana” passa a ser assunto de uma conversa na varanda. Porém, o Código Processual Poético não se limita a assuntos jurídicos, até mesmo pelo fato do Direito, como fenômeno social, refletir diversos aspectos da vida em sociedade. Desta maneira, temas como cinema, futebol, perdas, desilusões, coronavírus e muitos outros também são abordados. Há ainda, no livro, reflexão sobre o fazer poético, porém, fugindo de qualquer dogmatismo em área tão zetética, o próprio poeta se recrimina e fixa uma pena “por se achar o último laço do nó de górdio: Autoimolação. Mil chibatadas de versos próprios”. Ao final, a poesia é classificada como integrante do “infinito mundo do costume”, não havendo código, governo, lei ou sistema político que possam estabelecer o contrário.

Características
ISBN 978-65-000-6098-0
Número de páginas 88
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Daniel Pereira Pondé

Daniel Pereira Pondé nasceu em Salvador em 06 de janeiro de 1983. Graduado em Direito pela Universidade Estadual de Feira de Santana. É Juiz de Direito no Tribunal de Justiça do Estado da Bahia desde 2013. Publicou alguns poemas e contos esparsos em antologias. Finalista do Prêmio da Livraria Asabeça em 2008 (com o poema “Eu se poeta”, integrante deste livro). Quando era advogado ganhou o Prêmio Calmon de Passos (2009) de melhor peça processual, organizado pela OAB-BA.

Comentários
0 comentários