Dias de cerveja em lata e literatura
Contos
Categorias
Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4788 vezes desde 08/06/2012
Versão
impressa
R$ 37,11
Valor total:
R$ 37,11
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 37,11
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Não posso fazer sinopse de um livro de contos. Eles foram escritos em épocas diversas da minha vida, abordam temas diferentes. Um conto como “Muito bonita para namorar me contento só de ver passar” dá uma ideia, acho eu, do que seja o meu pensamento. Um sujeito se baseia no que lhe disse um advogado, certa vez, “A lei faculta ao cidadão o direito de se defender com os meios que tiver ao seu alcance”, e deu um exemplo, “O outro pode vir de gilete, você está de metralhadora se defende com a metralhadora”. O inimigo dele é a humanidade. E ele dá um jeito de exterminar a humanidade, para sobreviver, pois a humanidade o impede de viver, é legítima defesa, mas salva algumas pessoas, que são boas. Em outro conto, “A bruxa de pano”, um escritor explica que escrever a sério não dá bons resultados, poucas pessoas compram livros sérios, então ele escreve bem a respeito de coisa nenhuma, como Sidney Sheldon. Estou escrevendo há um longo tempo, desde que tinha 16 anos, e tenho a esperança de que meu trabalho seja útil um dia, seja a quem for, e a mim também.

Características
Número de páginas 281
Edição 1 (2012)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Tom Azevedo

Nasci no Rio de Janeiro, tenho 70 anos. Estudei até a quarta série do antigo curso ginasial. Trabalhei como escriturário contratado no Banco Central, como balconista em loja de peças de caminhão, caminhoneiro, ferro-velho, camelô, servente de pedreiro, lenhador, lavrador, criei vacas, porcos, galinhas, servi o exército em 1961, trabalhei por 12 anos para uma editora fazendo traduções de espanhol e a seguir de inglês, traduzi Dickens, Poe, Herman Melville, no fim escrevia minhas próprias estórias populares de faroeste. Tenho alguns trabalhos pequenos publicados, livro impresso, via concurso, em duas ou três editoras. Meu primeiro conto publicado em livro impresso via concurso foi “O homem que grita”, nos anos 60, num concurso do apresentador de TV Flávio Cavalcanti, “A grande chance na literatura”. Em 2005 publiquei 5 crônicas no jornal eletrônico de esquerda Carta Maior. Hoje sou aposentado, escrevo, tenho material que dá para publicar pelo menos uns 200 livros, todos inéditos e faço música popular brasileira. Tom Azevedo.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 53,13
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 57,38
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 51,42
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 40,45
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 27,17
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 27,58
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 51,06
Ebook
R$ 12,92
Impresso
R$ 49,28
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 52,83
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 54,27
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 39,05
Ebook
R$ 11,84
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 34,40
Ebook
R$ 13,51
Impresso
R$ 39,33
Impresso
R$ 36,75
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 38,67
Impresso
R$ 49,68
Impresso
R$ 36,10
Comentários
0 comentários