Equação Universal dos Afetos
Código do livro: 455905
Categorias
Filosofia E Aspectos Sociais, Ética E Filosofia Moral, Bem & Mal, Poesia, Filosofia, Desenvolvimento Humano
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 70 vezes desde 09/06/2022
Versão
impressa
R$ 47,75
Valor total:
R$ 47,75
Versão
ebook
R$ 28,95
Leia em Pensatica
Valor total:
R$ 47,75
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Pequena apresentação, quase um mapa

No seu livro de estreia, o poeta Messias Farid, partiu de uma ideia lançada em um dos contos do livro Ficções do escritor argentino Jorge Luís Borges, O Jardim das Veredas que se bifurcam, para estruturar a proposta das diversas visões sobre alguns temas explorados na obra.

Neste livro a proposta é aprofundada e combinadas para a formação de uma visão multifacetada de temas como o espírito feminino, o amor e a dinâmica das relações num mundo marcado pela fluidez e pela rapidez na propagação de notícias verdadeiras ou não. Aliás o próprio autor já resolve um pouco essa equação quando afirma em um verso que “a verdade é apenas o que conforta”, não no sentido de que a verdade nos dê conforto, mas no sentido de que, hoje, a verdade é tudo aquilo que aceitamos como tal, que combine com nosso sistema de valores ou que justifique o que já pensamos previamente.

“jogue seus gritos no muro da comodidade

irmão eles são apenas sombras

eles não enxergam o fogo dentro do fogo

suas botas não aguentarão o calor da liberdade”

Esses versos extraídos do poema, o Blues da Pandemia, que não aparece ainda nessa coletânea, mostram que apesar do clima as vezes melancólico que as vezes parece predominar no conjunto dos poemas, o livro é uma profissão de fé na verdade e no bem. Retomando os versos do poema Alguns Conselhos do primeiro livro do autor, “embora não pareça, o bem sempre prevalece”.

“A resposta: a solidariedade natural

Espontânea, como pregou o Cristo

Amar o próximo é simples e genial

Mas falar de amor hoje é mal visto

Preferimos odiar e alimentar rancor

Quem é o próximo? E o que é amor?”

Em todas as poesias emerge a crença de que o atual modelo de desenvolvimento econômico não pode mais ser reproduzido, por ser excludente, conflitante e, em última instância, atentar contra os valores basilares que garantiram o aparente sucesso da espécie humana na história recente do planeta. Nesse sentido, o mandamento de amar ao próximo, soa como uma proposta subversiva, contrária a tendência geral da dialética do ódio expressa nos discursos predominantes nos campos da política e até das religiões.

Manuel Bandeira desafia o leitor, ‘fecha o meu livro se por agora não tens motivo nenhum de pranto’. Faz-se necessário então um alerta análogo, feche este livro se não tens motivo nenhum para acreditar no amor.

Boa leitura.

Paraíso do Tocantins, 3 de junho de 2022.

Paula Beatriz e Igor Sampaio

filhos

Características
ISBN 978-65-5392-475-8
Número de páginas 137
Edição 1 (2022)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Polen

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 48,16
Ebook
R$ 28,95
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários