Marginalia Desnuda
Poesia Urbana
Categorias
Literatura Nacional, Poesia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3461 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 32,27
Valor total:
R$ 32,27
Valor total:
R$ 32,27
Sinopse

Morro, uma ilha cercada de tiros por todos os lados

Um oceano de frágeis abrigos iluminados

Uma matilha de lobos famintos está pra atacar

Socorro, há crianças dormindo no quarto da casa ao lado

E este cheiro de morte que invade os seus leitos sagrados

É o prenúncio da noite maldita que vai desabar

Corro entre trabalhadores civis, bandidos fardados

Mulheres, velhos, crianças, playboys viciados

Este barco chamado Brasil está para afundar

Características
Número de páginas 75
Edição 1 (2009)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor
Mauro Figueiredo

Mauro Figueiredo, estreou com um livro de poesia erótica intitulado "Amor e Sacanagem". Possui, também, um romance ,"O Ocaso de Ícaro", e lançou uma coletânea de contos intitulada "Do Outro Lado da Cerca".

O autor é formado em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e em Direito pela Universidade Candido Mendes. Possui título de Mestre em Linguística Aplicada pela Universidade Federal Fluminense. Além de escrever, é tradutor. Traduziu para o português "O Fim do Verão", de Rosamunde Pilcher, pela Editora Bertrand.

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 33,20
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 42,63
Ebook
R$ 15,50
Impresso
R$ 65,26
Ebook
R$ 46,71
Impresso
R$ 43,69
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 48,03
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 43,70
Ebook
R$ 17,65
Impresso
R$ 35,61
Ebook
R$ 16,58
Impresso
R$ 34,22
Ebook
R$ 16,58
Impresso
R$ 41,79
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 44,68
Ebook
R$ 23,99
Impresso
R$ 38,45
Ebook
R$ 14,42
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

2 comentários
Domingo | 09.05.2010 às 19h05
Olá! Você concorda que no século XXI a poesia terá importante papel diante do imediatismo e da pressa que tomaram conta do mundo de hoje? Grande abraço, Orácio Felipe Poesia e Evolução Humana - Autor
Quarta | 07.04.2010 às 01h04
A poesia hoje é um gênero pouco popular. Está para as Letras assim como a ópera está para a Música. Paradoxalmente, o RAP, ou a poesia urbana, fermenta nas ruas soturnas do Rio de Janeiro. Penso que a poesia escrita, assim como a poesia cantada, ou o Rhythm And Poetry (RAP) deve resgatar a tradição dos bardos, cantando e imortalizando as histórias épicas, os grandes feitos e desfeitos dos anti-heróis que habitam toda grande metrópole de forma quase invisível. Marginalia Desnuda: recomendo.