Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Meu amigo Pedro
Contos
Categorias
Artes e Entretenimento, Ficção, Realismo Fantástico, Contos De Fadas, Folclore E Mitologia, Erótico, Psicológico
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1480 vezes desde 20/07/2017
Versão
impressa
R$ 33,54
Valor total:
R$ 33,54
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 33,54
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Machismo, Erotismo, Miséria, Realismo Fantástico.

São os múltiplos temas que fazem deste livro uma singularidade. Quinze histórias onde as personagens não têm o menor pudor em declarar seus pecados. A blasfêmia impera.

São quadros nada doces da vida. Denúncias contra a própria existência. Fatalismo doentio. A vida sem floreios tentando ser bela. A deplorável condição humana se mostrando sem pedir desculpas e encarando as culpas sem remorso.

Uma leitura anticristã.

Características
Número de páginas 64
Edição 1 (2017)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Geraldo Bernardo

GERALDO BERNARDO ABRANTES

Professor, ator, poeta, contista, dramaturgo. Estas são as habilidades de Geraldo Bernardo Abrantes, que reside em Sousa, alto sertão da Paraíba, onde é militante cultural há mais de vinte anos, tendo realizado várias trabalhos, principalmente como encenador e conquistado vários troféus, além de participar na criação e execução de eventos culturais em todo o estado da Paraíba, especialmente no sertão.

O período compreendido entre a segunda metade da década de oitenta e durante toda a década de noventa, o autor de vários trabalhos teatrais, participando também da criação de várias entidades a exemplo do Grupo Teatro Oficina em Sousa, a APC em Aparecida e na construção da Federação Paraibana de Teatro Amador FPTA, além de discussões sobre a política e a gestão cultural o que viria resultar nas várias Leis de Incentivo à Cultura aprovadas em todas as esferas da administração pública.

Como ator participou dos espetáculos Delírios (91), O caboré (95) Paixão de Cristo (1998/2000) todos pelo Grupo Oficina de Sousa-PB, O Castigo do Santo (2001) pela APC de Aparecida-PB; escreveu e dirigiu os seguintes espetáculos: Rangel – o filho da puta (90), Lucidez Psicossomática (94), O Último Conto (97) montagem da APC de Aparecida-PB; no mesmo período participou da criação do FESTEJO - Festival de Teatro Sertanejo, evento que reunia todos os grupos de teatro do sertão na década de noventa.

Na Literatura participou de vários festivais, sendo premiados na grande maioria, como: Festival de Poesias do Jornal de Letras (RJ), Festival de Poesias, Contos e Crônicas de Imperatriz (MA), FESERP – Festival Sertanejo de Poesias (Aparecida/PB), tendo publicado em várias coletâneas entre elas: Rimas do Sertão, Antologia da Câmara Brasileira dos Jovens Escritores, Antologias do FESERP etc, também publicou de forma independente dois livros de contos: Noite Lúgubre (2002) e Meu Amigo Pedro (2004). Ainda no estilo contos, publicou profissionalmente Jamili e o especialista em Milagres (2013) pela editora MULTIFOCO/RJ.

Escreveu e publicou os seguintes folhetos de Literatura de Cordel: Os causos de Arupemba (03 folhetos e CD) em 2006; Chico Socó (2008); As novas aventuras de Chico Socó (2009); Os Calons Sousenses (2010); Quando os bichos falavam (2011); A Encoberta, a história de uma santa sem altar (04 folhetos) (2012); O periquito de Zefa (2017);

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 30,70
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 33,59
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 33,91
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 32,14
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 30,83
Ebook
R$ 17,22
Comentários
0 comentários