Meu poema minhas músicas

A verve vive

Por Admilson Queiroz de Souza

Código do livro: 335986

Categorias

Literatura Nacional, Música, Poesia, Composição, Popular, Rock

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3512 vezes desde 17/08/2020
Versão
impressa
R$ 36,45
Valor total:
R$ 36,45
Versão
ebook
R$ 21,36
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 36,45
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

Este livro representa uma coletânea de todas as letras de música que compus ao longo da minha carreira. é composto de alguns poemas meus, poemas estes que alguns depois eu os musicalizei e os transformei em música.

Trata do sentimento puro das pessoas, é uma viajem no tempo, onde os sonhos aqui tomam forma e todos podem viajar juntos.

Algumas vezes as poesias tratam de solidão, outras de amor e assim meus sentimentos vem e vão, como uma ressaca tropical, regado a rock, gótico, pesado, melancolias e desejos juvenis impulsionados por vários movimentos culturais da época, onde romper com as estruturas de uma pós- ditadura estava mais do que imprescindível, um desejo enorme de liberdade, de tudo, principalmente de expressão, do livre arbítrio e o de amar, criasociadas com inspirações profundas e toda uma verve de toda uma geração.

Toda essa revolução foi fundamental, para a mudança de conceito, preconceitos, hábitos e comportamento de várias pessoas a partir dos anos 80; Fatos estes que passo um pouco...

Pouco a pouco nas poesias das poucas paginas deste livro...

Características

ISBN 978-65-990-0906-8
Número de páginas 51
Edição 2 (2012)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 90g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor

Admilson Queiroz de Souza

Sobre o Autor

CRÍTICA

Por William M. Oliveira

Dimi Souza, rock pop, literatura e poesia.

DIMI SOUZA,

O ROCK REMANESCENTE DOS ANOS 80 NA CAPITAL FEDERAL

Olá pessoal, tudo bem?!

Estamos por aqui mais uma vez para falarmos de rock and roll!

Surpreendentemente, nos anos 80, Brasília foi considerada a "Capital do Rock”. Como não lembrar do "auge do rock brazuca" quando bandas, como: Legião Urbana, Paralamas do sucesso, Plebe Rude, Capital Inicial, dentre outras; desenvolveram uma nova tendência musical, numa época de grandes transformações sociais em curso no Brasil.

A Capital - ainda tão nova - surpreendera a Terra de Santa cruz com bandas de rock que caíram no gosto da galera. Claro que as bandas citadas nas linhas anteriores foram aquelas que mais se destacaram no cenário nacional, mas o que poucos contam é que várias outras bandas embalavam os shows no DF, dentre elas a Banda 69, Detrito Federal, Terno Elétrico, Pompas Fúnebres, Tonton Macoute, Fama Volat e muitas outras.

Passados mais de 30 anos, o Movimento Rock Brasília, ainda apresenta os seus remanescentes. Como é o caso do cantor Dimi Souza.

https://www.instagram.com/p/CCEcn67jB-W/?utm_medium=copy_link

EP-Liberdade – 2020

Dimi Souza é um daqueles artistas completos, além de cantor e compositor, é autor de obras literárias e escritor. Suas músicas são inspiradas no Rock de Brasília dos anos 80, cena da qual o cantor vivenciou bem de perto.

Essa característica registrada na música roqueira brasiliense é bem marcante nas canções de Dimi Souza, basta ouvir qualquer uma das faixas gravadas do seu EP "Liberdade" e logo se percebe uma familiaridade com a sonoridade do rock produzido nos anos 80.

Alma de poeta e espírito roqueiro! (Assim poderíamos definir este artista)

Apesar de sua caminhada no mundo da música ter se iniciado nos anos 80, foi em 2020 que Dimi Souza lançou seu primeiro trabalho em estúdio. Em uma entrevista dada a Web rádio Cult 22, o cantor retrata que "nos períodos anteriores, o acesso aos estúdios de gravação era oneroso e difícil” o que dificultou muito as produções nas décadas anteriores. Com o advento das tecnologias e a expansão de novos estúdios, o sonho de ter suas músicas gravadas se concretizou. Em 2020, Dimi Sousa entra em estúdio e grava o EP "Liberdade", contendo 5 faixas.

EP Liberdade (2020):

01- Liberdade

02- Instinto

03- O amor vence tudo

04- Com os bolsos cheios

05- Ponto de fuga

(Ouça o EP Liberdade - Clique aqui)

http://open.spotify.com/album/79hrDC4KfOmNsOc038PooY

Depois do lançamento do EP, Dimi Souza começou uma maratona que variava entre entrevistas dadas a web rádios, perfis de influencers nas redes sociais, participação em concursos on-line e programas musicais na internet.

Em setembro de 2019, Dimi Souza se apresentou numa Live produzida pelo Estúdio Social do Governo do Distrito Federal, deixando um registro formidável.

https://youtu.be/tHCjpVSH7xo

(Dimi Souza - Instinto | Live no Estúdio Social GDF)

Em dezembro de 2020, o poeta-cantor volta ao estúdio para um complemento ao EP-Liberdade. Desta forma, Dimi lança o single "A Porta", sendo considerada a sexta faixa do EP produzido em junho de 2020.

O Single é mais uma música com a cara do rock brasiliense - como bem retrata o artista - fechando um ano tão difícil para todos nós, uma vez que foi marcado pela trágica Pandemia da Covid-19.

(Single: A porta)

https://youtu.be/ePRTX02LHqU

Certamente, vale muito a pena acompanhar o trabalho deste remanescente do rock brasiliense dos anos oitenta com uma roupagem contemporânea, suas músicas são uma boa pedida para quem preza pela estética do rock oitentista.

Caso você também seja amante dos livros, o Dimi é autor de dois livros: "Meu poema, minhas músicas" e "Quando o Herói tomba". “Livros que deram ao cantor-escritor o título de Diretor Cultural da Academia Taguatinguense de Letras (Taguatinga-DF)” e Membro Imortal da Academia Independente de Letras (AIL) cadeira 104 “A Empatia”.

https://clubedeautores.com.br/livro/meu-poema-minhas-musicas

Conheça um pouco mais sobre este representante do Rock de Brasília nas suas redes sociais:

1. Instagram:https://www.instagram.com/cantordimisouzaoficial?r=nametag

2. Facebook: https://www.facebook.com/cantordimisouza

Compartilhe este artigo com aquele seu amigo que curte um bom rock nacional. Deixe o seu comentário na postagem.

Obrigado por estar por aqui! Até a próxima!! Valeu!!

Sobre mim.

APRESENTAÇÃO

Poeta, músico, cantor, compositor, um dos precursores do rock Brasília autoral na década de oitenta. Diretor Cultural da Academia Taguatinguense de Letras, e membro imortal da Academia Independente de Letras, cadeira 104 “A Empatia”.

Tenho dois livros lançados, o primeiro intitulado, “Meu poema, minhas músicas”, trata-se de uma coletânea com mais de quarenta poesias (que depois adaptei para letras de música) escritas desde os anos oitenta até os dias de hoje, todas compostas com harmonia prontas para gravar. O livro foi lançado em 2012 e este lançamento foi o ponto de partida para o retorno das gravações e posterior retorno à minha carreira musical, tamanho foi a repercussão positiva das poesias.

O segundo livro intitulado “Quando o herói tomba” e um conto baseado em fatos fictício que trata de distúrbios psicológicos sofridos por servidores da Segurança Pública (Médicos, Professores, Policiais, Bombeiros, Enfermeiros) onde através da narrativa sistemática consigo abordar a “síndrome de Burnout". O livro foi lançado em 2018 e no enredo quem conta essa história toda é um Bombeiro deixando assim o tema extremamente interessante.

Em setembro de 2020 em meio a pandemia lancei seis músicas autorais distribuídas em todas as plataformas digitais através do EP “Liberdade” o qual renderam bons shows & Lives até hoje, levando entretenimento e poesia a todos em um momento tão delicado. Para este ano estou com o lançamento deste livro “O Vassalo” e de outro EP com seis músicas autorais intitulado “Equilíbrio”, será um lançamento simultâneo de forma a estimular o sentimento artístico literato/musical de todas as pessoas. Vamos nessa, obrigado.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 48,33
Ebook
R$ 43,96
Impresso
R$ 55,03
Ebook
R$ 27,01
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários