Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
"Nada pra fazer?!..."
Categorias
Poesia, Literatura Nacional
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4699 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
de R$ 41,93 por
R$ 35,87
Valor total:
R$ 35,87
Valor total:
R$ 35,87
Sinopse

Outras obras do autor:

"Meu Abcdário" - Crônica

"Cartas de um Menino Moço" - Romance

"Renascer" - Romance

"O Espelho" - Ficção

paduadesousa.blogspot.com.br

Características
Número de páginas 137
Edição 1 (2009)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Antônio de Pádua Elias de Sousa

Nascido na cidade de Formiga-MG, 57 anos, casado, três filhos, formado em Administração de Empresas, membro da Academia Formiguense de Letras.

Seis livros escritos procurando patrocínio para suas publicações:

1- "Nada pra fazer" - poesias

2- "Meu Abcdário" - crônica

3- "Cartas de um Menino Moço" - romance

4- "Conselhos" -autoajuda

5- "O Espelho" - ficção

6- "Histórias de Chiquinho Modesto" - contos - literatura infantil

7- "Coletânea" - autoajuda

8- "Renascer" - romance

9- "Princípios VTNC" - crônica

10-"Fugaz"-romance

11-"Verba volant"- poesia

Comunidade Clube de Autores: clubedeautores.ning.com/profile/paduadesousa

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
de R$ 30,52
R$ 24,46
Ebook
R$ 15,38
Impresso
de R$ 41,06
R$ 35,00
Ebook
R$ 21,62
Impresso
de R$ 30,68
R$ 24,62
Impresso
de R$ 32,36
R$ 26,29
Impresso
de R$ 33,39
R$ 27,33
Impresso
de R$ 29,77
R$ 23,70
Impresso
de R$ 35,76
R$ 29,69
Impresso
de R$ 56,00
R$ 49,93
Ebook
R$ 33,37
Impresso
de R$ 30,44
R$ 24,38
Ebook
R$ 11,84
Comentários
2 comentários
Quinta | 17.12.2009 às 16h12
Aprendi ainda criança, "que de médico e de loucos, cada um de nós temos um pouco". E na verdade esse poemas foram escritos em momentos de lucidez, noutros de insensatez.
Quarta | 16.12.2009 às 17h12
sem duvidas que das criticas nasce sempre um genio e dos "chamados loucos nasceu este grande poeta" obrigada por escrever o mundo agradeçe. denise f souza