O dúbio do amor
Contos
Categorias
Ficção
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1717 vezes desde 30/01/2014
Versão
impressa
R$ 44,53
Valor total:
R$ 44,53
Valor total:
R$ 44,53
Sinopse

O amor é o tema mais importante na historia da humanidade nos seguimentos artísticos, sociais e psicológicos. Quantas foram às guerras travadas no âmbito geral, geradas por falta do amor ou pelo excesso dele.

O amor é uma linha imaginaria que tem seu inicio no descaso passando pela humilde atenção, tendo no gráfico seu ápice a dedicação, entrando em declínio na paixão, acentuando-se ate a veneração e chegando ao extremo que é a obsessão.

Viver sobre esse equilíbrio na linha do amor parece ser a grande dificuldade da nossa espécie desde quando iniciamos os primeiros passos sobre a terra. O amor é um elemento tão singelo, porem, fundamental mecanismo para que todos sem exceção tenham uma condição melhor para completar seu ciclo com dignidade.

Diante deste vasto tema debrucei meus pensamentos por varias décadas da minha vida e as dissertações que nunca as ignorei transformei as em historias fictícias que trago a tona sem muitos termos técnicos.

Características
Número de páginas 273
Edição 1 (2014)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Couche 150g
Fale com o autor
Zegertrudes

Muito do que sou é por ter herdado sacrifícios.

Por volta dos meus cinco anos, ainda sem ter consciência das atitudes tanto minhas como alheias presenciei simples atos que marcariam meu modo de observar o mundo pra sempre. Minha avó materna, Maria Gertrudes de quem surrupiei o sobrenome tomava conta de mim mais quatro irmãos para que meus pais pudessem trabalhar, pois a situação financeira era complicada para o jovem casal de operários. Lembro-me como se fosse hoje, apesar de ter apenas cinco anos. Morávamos na zona leste, periferia de São Paulo, final dos anos setenta. Segurando-me pela mão, minha avó levou-me a um lixão numa das industrias Francisco Matarazzo que manufaturava vários produtos. Ainda vem-me a imagem com muita clareza, ela removendo entre detritos as sobras de panos que guardava numa sacola de feira. Já em casa, improvisava um fogão a lenha com tijolos em seu quintal, em uma lata de tinta vazia, destas de dezoito litros colocava os restos de panos para ferver, enxaguava-os e voltava ao fogo com água, mas desta vez colocava corante azul e em outros vermelhos. Depois de secos os retalhos eram cortados em quadrados. E sentava na sua velha maquina de costura, onde era transformado em camisas e bermudas o tecido mais fino de espessura, com o grosso fazia colcha de retalhos que nos aquecia no inverno.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Ebook
R$ 19,37
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 34,40
Ebook
R$ 13,51
Impresso
R$ 39,33
Impresso
R$ 36,75
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 38,67
Impresso
R$ 49,68
Impresso
R$ 36,10
Comentários
0 comentários