Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Pensão Alimentícia:
A racionalidade intrínseca às representações sociais na esfera pública e privada no Brasil
Categorias
Não Ficção, Educação, Direito
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4022 vezes desde 17/03/2013
Versão
impressa
R$ 56,96
Valor total:
R$ 56,96
Valor total:
R$ 56,96
Sinopse

Este livro, derivado da monografia apresentada à Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais da Universidade Presidente Antônio Carlos, em Barbacena – MG, como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Direito, a qual obteve nota máxima, tem como objetivo analisar, através dos procedimentos adotados pela justiça brasileira na sua relação com as diferentes configurações classistas das famílias, as implicações sociais de uma racionalidade característica da esfera pública, a qual está referendada pela esfera privada, com seus valores morais hierarquizantes. Procura identificar os padrões de ação da justiça, frente às características relativas às classes sociais, compreendendo os padrões que traduzem a mentalidade e a racionalidade das mulheres que reivindicam pensão alimentícia dos pais dos seus filhos.

Levanta, ainda, como hipótese a ser investigada, o fato de que a inexpressividade das cobranças de pensão alimentícia nas camadas não populares se deveria ao fato da justiça no Brasil se destinar aos “pobres”. Assim, as famílias com grau de escolaridade de nível superior, procurariam marcar sua superioridade simbólica em relação à camada popular, não fazendo uso desta estratégia de cobrança judicial, visto que a lei é para os pobres e os inimigos; aos “de boa família” cabe o caminho da conciliação, através de um acordo amigável entre pessoas instruídas e superiores.

Tem, como hipótese central, que a justiça, embora constituída formalmente por procedimentos universais, revela em seu “modo de operar”, na prática cotidiana dos fóruns, a utilização de procedimentos legais diferenciados para as “pessoas letradas” e “não letradas”.

Características
Número de páginas 110
Edição 1 (2013)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Comentários
2 comentários
Ulisses Sebrian
Domingo | 31.03.2013 às 11h03
Aos leitores da Priscila, indico também a seção dos livros mais vendidos em Direito: www.clubedeautores.com.br/books/by_topic/direito?sort=sold
Ulisses Sebrian
Segunda | 18.03.2013 às 20h03
Priscila tudo bem! Parabéns pelo livro e sucesso. Divulguei no meu Twitter @ulissesssebrian para todos saber de sua obra. Também marquei com 5 estrelas e divulguei no Face book . É de suma importância para esse país tão vasto e diverso. Mais uma vez sucesso. Sou escritor e meus livros estão nesse site. Click no livro pra ler. http://migre.me/dDaEg Meu blog. http://truquedevida.blogspot.com.br/ Felicidades e sucesso