Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Pequenos T(r)emores, Grandes Abalos
de A a Z
Categorias
Literatura Nacional, Humor
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4000 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 45,83
Valor total:
R$ 45,83
Versão
ebook
R$ 15,37
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 45,83
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

O que pensa um bibliotecário do interior sobre a vida?

Qual a reação dos antigos alunos de um velho professor diante das esquisitices de seu guru, ou a de um casal diante do filho de sete anos que pede de presente uma boneca vestida de noiva?

Como um carioca do futuro descreve o mundo onde aparentemente vive?

E poderia uma jovem cearense do século XIX sobreviver a um grande amor?

O que faz uma mulher carente diante de uma herança inesperada?

E um escritor, frustrado por não conseguir publicar o seu livro?

Estes são alguns dos temas destes 23 contos que espero que vocês degustem... sem moderação.

Características
Número de páginas 190
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 52,20
Ebook
R$ 17,22
Comentários
2 comentários
Segunda | 25.10.2010 às 21h10
24/10/201, 20:10 Gilda Lima A única dificuldade quanto a este livro é escolher o melhor conto. A escritora navega com incrível destreza entre a tragédia e a comédia, o sarcasmo e a compaixão, o bom humor e a rabugice, enfim, todos os pequenos tremores e os grandes abalos que caracrerizam o ser humano. E a maioria dos contos tem um final delicioso ou surpreendente! O meu recado à escritora é : seu livro deixou um gosto de "quero mais" !
Segunda | 18.10.2010 às 11h10
Se você gosta de ler, e quer dar uma espiada no lado inusitado da natureza humana, este é o livro. A pior parte é quando ele acaba, e ficamos querendo um alfabeto maior. Deixo aqui o pedido à autora: escreva os contos do K, do W e do Y, por favor?