Quatro da Manhã Ferros Bar
Amada Imortal
Categorias
Preconceito, Família Alternativa, Amor E Romance, Relacionamento Conjugal, Família E Relacionamentos
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 299 vezes desde 16/01/2019
Versão
impressa
R$ 50,48
Acabamento
Valor total:
R$ 50,48
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 50,48
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Um preconceito terrivel, levando uma mulher destruir a própria VIDA, tentar destruir a vida de todos a sua volta. O PIOR PRECONCEITO É O AUTO PRECONCEITO. É A NÃO ACEITAÇÃO DE SI MESMA

Características
ISBN 978-85-914819-2-7
Número de páginas 605
Edição 1 (2019)
Formato A5 (148x210)
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Teresa Vilalba

QUEM SOU EU?

EU SOU... Uma em muitas...

Quando estava só venci o medo... Venci a solidão

Quando estava faminta! De alimentos, faminta de conhecimento

Faminta de sabedoria...

Quando procurei... Amigas... Grupos fui rejeitada, por galinhas vesgas e gatas desgrenhadas e sardentas...Eu insistia queria fazer parte de seu clube, participar de seu grupo Quem Sou Eu?

EU SOU... Uma em muitas.

...Apesar de ver que eu era diferente...

Eu não era drogada, nem louca e nem ta pouco promíscua...

Transmutei os elementos, entendi os acontecimentos, viajei por mundos mágicos...

Criei novos objetivos... Apesar das fracas almas pelos caminhos encontradas...

Continue buscando O MEU GRUPO, as minhas iguais... AS IMORTAIS...

Afinal sou filha de minha mãe, MULHER GUERREIRA! E ela filha da mãe dela... Minha avó, lutadora das trincheiras, era coragem pura! Também ela era primogênita de sua mãe Leonarda.

Leonarda era bruxa de dês de sempre! Nasceu assim... Foi ela que me ensinou a ARTE!

Ela, Leonarda era filha primeira da virgem MENGUELA, que nasceu princesa em terras distante de montanhas sagradas, que corria nua, livre...

Que se banhava em calmos riachos e como negra Pantera pescava, tirava seu alimento das matas e dos rios...

Porem antes de se tornar rainha a jovem guerreira foi aprisionada! Levada para terras distantes... E lá foi escrava... Mas seu destino era ser RAINHA, e se tornou rainha, amante, amada...

E seu amado tinha a pele branca como o leite, olhos azuis como o céu de suas terras distantes...

E ela o amou muito!

E quando ele partiu, ela vestiu seu manto de sacerdotisa e bruxa das matas... Ai ela foi A CURANDEIRA, A MESTRE DA MINHA MÃE...

Só depois de muito tempo entendi que não encontraria o meu grupo em qualquer lugar... Já mais conseguiria falar a linguagem dos fracos de alma, dos mediais, complexados...

Pois não era e já mais fui o patinho feio...

É os seres alados, habitantes das estrelas só voa com os seus iguais...

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 49,23
Ebook
R$ 21,53
Impresso
R$ 33,33
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 30,83
Ebook
R$ 12,92
Impresso
R$ 46,95
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 52,59
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 63,54
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 29,15
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 50,99
Ebook
R$ 25,83
Impresso
R$ 41,10
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 49,18
Ebook
R$ 16,14
Comentários
0 comentários