The Last of the Guardians
Insurrection
Categorias
Ficção e Romance, Games E Rpg, Literatura Nacional, Rpg E Fantasia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 904 vezes desde 14/11/2016
Versão
impressa
R$ 43,85
Valor total:
R$ 43,85
Valor total:
R$ 43,85
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

A Kingdom at peace...

The society is governed by a board of equals...

The wars ended long ago...

But when the lust for power speaks louder... A bloody battle breaks out, like no other before.

A war that had lasted twenty years had been won by an arcane spell, unleashing a hideous evil on earth. Thousands of lives were sacrificed to the desire for power of some were satisfied. A citadel was built to train new warriors and face the threat.

After years of battle a veteran guardian believes that he can finally leave the battlefront, but a sickening agreement destroys his hopes.

Will this guardian rise again, fight the power established and still help his people to eradicate the infernal armies?

Características
ISBN 978-1540409133
Número de páginas 310
Edição 1 (2016)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Couche 90g
Fale com o autor
J. P. Silverado

João Paulo Silveira nasceu em fevereiro de 1975, na cidade de Natal / RN. Sua família mudou-se para Vitória, no Espírito Santo, quando ainda era muito jovem e lá viveu a maior parte de sua vida. Analista de sistemas por formação, fundou sua própria empresa de desenvolvimento, a Bitsoft Informatica e Tecnologia e através dela, trabalhou em parceria com outras softerhouses para as maiores empresas do estado.

Convidado para trabalhar no Rio de Janeiro, mudou-se de Vitória para lá há poucos anos e desde então, mantém clientes em ambos os estados.

O gosto pela leitura, incentivado por seus pais e o fascínio por filmes, séries, RPGs, HQs e diversos outros pontos presentes na carteira de qualquer nerd ou geek que se preze, fez nascer o desejo de escrever sobre tudo aquilo que sempre gostou.

Ainda hoje, se considera escritor nas horas vagas... Estas, normalmente entre a meia-noite e às seis da manhã, quando um sistema ou outro não resolve apresentar algum problema.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários