Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Verdadeiros Poemas de Bosta Satânica
Categorias
Bem & Mal, Religião, Metafísica, Ética E Filosofia Moral, Poesia, Filosofia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 84 vezes desde 03/07/2020
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 11,84
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

No dizer diretamente funda-se a poesia simples, como aqui é expressa, com a sua estética sem adornos de ostentação de profundidade intelectual e sem regras, considerando-se que também o Mistério não tem regras. Ademais, esta poesia de corpo simples, muitas vezes quase monossilábica, pode em razão disso indicar pouco apuramento com sua percepção da natureza humana fragmentada no finito, mas reitero que tal poesia fundamenta sua estética no dizer direto ao coração. Não menos que isto a sua tenção.

Características
Número de páginas 484
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Marcus Gabriello

Na foto, com minhas avós materna e paterna (ambas falecidas). Sou formado em matemática - licenciatura plena. Escrevi alguns livros. Nenhuma publicação em editora. Não possuo página na Internet nem uso celular. Não participo das redes sociais. Não tenho carta de motorista. Gosto de caminhar, de ler, de assistir filmes, de andar de bicicleta (com a minha velha The Humber inglesa, dos anos 50, com todas as peças originais). Bebo pouco, fumo pouco; de vez em quando solto palavrões. Não gosto de viajar. Mas fiz, entre outras de menor importância, duas viagens inesquecíveis: uma a Recife em 1974 quando eu era garoto, outra ao Rio de Janeiro em fevereiro de 1984. Como "turista de primeira viagem", debaixo de um sol de quase meio-dia, em total contraste com o ambiente descontraído de mar, sol, brisa, praia e pouca roupa, vestindo calça tergal, camisa e sapatos sociais, fiz questão de percorrer o calçadão das praias de Ipanema a Leblon. Somente uma coisa desagradável nesse percurso: fezes de cachorro espalhadas no calçadão, aqui e lá, quase que de ponta a ponta. Arrependo-me de na época eu não ter visitado o Circo Voador e particularmente, quem sabe, assistido à banda Barão Vermelho (com Cazuza). Porém eu não dava então a mínima importância ao rock brasileiro que florescia pra valer. Tivera eu no início dos anos 80 a cabeça que tenho hoje voltada para o rock nacional daqueles tempos! Antes tarde que nunca, mas fica a nostalgia do que eu não quis experimentar então no seu florescimento, e sinto que em coisas de nenhuma importância para muitas pessoas, eu não soube aproveitar bons momentos de vida.

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 38,58
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 31,73
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 36,46
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 41,80
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 31,61
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 31,84
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 31,27
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 31,76
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 31,34
Ebook
R$ 13,99
Comentários
0 comentários