Fale com o autor
Pr Jornalista Jose Eduardo Viana
1 publicação
Sobre o autor

Pastor Missionário Jornalista José Eduardo Viana

MTB 37.737 - DRT

Contatos

www.euestouenvolvido.com.br

www.comunicadoressemfronteiras.com.br

Skype comunicadoressemfronteiras

Whatzaap +5511-962344675

Email [email protected]

Meu trabalho na área de comunicação inicia em 1994 onde morando em São Gonçalo RJ, fui convidado para fazer um programa de rádio e devido a falta de experiência, depois descobri que o dia e hora que me concederam gratuitamente nas radio local “ninguém ouvia radio” ou seja , horário morto (sábados das 16 às 18hs). Não desisti, pois o tema que iria trabalhar naquela época estava em voga e ninguém fazia nada por rádios, as artes marciais (eu praticava na época Ninjutsu, uma arte marcial fechada e de estratégias).

Para não ficar sozinho me aproximei e convidei para me passar informações e apoio o diretor da Associação Gonçalense de Artes Marciais. Como meu programa era de 2 horas, tendo que gerar o conteúdo dividi o programa em divulgar as atividades e academias da região. Sucesso, pois como ninguém fazia nada no setor, o diretor da Associação me ajudou na divulgação e nos eventos gravava entrevistas com os lutadores. Isso fortaleceu a divulgação no meio que ainda não existia. O pessoal começou a pedir para aumentar o tempo do programa, fui ao diretor e ele notando o crescimento num horário considerado morto, ele liberou para 4 horas.

Notei que a geração de conteúdos seria mais problemática, quando tive a idéia de dividir a programação em estilos, assim como são os estilos de artes marciais, para cada estilo uma hora do programa ficando assim, a primeira hora, comentava tudo sobre lutas de contato ( jiu jitsu, karate, judô, etc) a segunda hora falava de lutas orientais ( kung fu, aikido, etc) na terceira hora falava de lutas radicais (krav maga, ninjutsu, etc) e na ultima hora comecei uma área que não imaginava que daria tanta repercussão, a capoeira.

Isso ampliou demais a minha audiência e participação, o povo da capoeira detonava na programação, em todos os eventos eu era super bem recebido, pois era praticamente o único que falava dos estilos de artes marciais sem politica, com o objetivo de mostrar a beleza das artes marciais.

Não passou um mês (meu programa já tinha 3 meses) o pessoal começou a reclamar que o tempo era pouco, fiquei meio chateado, pois o trabalho era terrível, muita informação para agregar e disse para eles reclamar para o diretor, sem imaginar que iriam (um radialista por ordem e saúde não pode trabalhar mais que 4 horas). Eles foram, o diretor me chamou e de cara disse que não poderia me dar o horário nobre (pela manha), eu comentei que se ele me colocasse nesse horário mataria o programa, pedi para me colocar das 17 as 19hs, pois a radio transmitia a hora do Brasil e assim fechava a programação sem correria, além do mais meu interesse de conseguir que as academias colocassem meu programa ao vivo nas academias , pois selecionava as musicas usadas por elas, e fazia o “jabá” mandava abraços aos professores e entrevistava eles durante a semana. Eu era o único programa invicto em todas as academias de São Gonçalo., jornais me chamaram para escrever matérias e fui reconhecido até pelas secretarias de esportes da cidade e estado. Em 1999 por problemas particulares, voltei para SP onde não encontrando rádios para atuar, iniciei minha vida na internet.

Oque aprendi com isso um lema que criei “ Não existe horário ruim , mas sim conteúdos ruins”

Selos de reconhecimento
Autor do Clube de Autores
Autor publicou o seu primeiro livro no Clube de Autores
Autor virou assunto
Autor teve uma notícia publicada sobre ele
Biografia bem definida
Sua página biográfica tem foto e um texto com pelo menos 300 caracteres sobre o autor
Site oficial do autor
Comunicadores Sem Fronteiras
www.comunicadoressemfrontei...
Todas as publicações desse autor
Notícias sobre o autor e suas obras