A FESTA DE BALDO
(Poema misto em oito cantos)
Categorias
Ficção e Romance, Literatura Nacional, Poesia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 58 vezes desde 30/10/2020
Versão
impressa
R$ 42,48
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 42,48
Versão
ebook
R$ 27,34
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 42,48
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

AFESTA DOS BALDO

O poema chama-se A Festa de Baldo:

Eu canto a singular festa de Baldo... (Canto primeiro, verso 1) / Assim acabou a festa de Baldo. (Canto oitava, último verso)

Mas, poderíamos tranquilamente chamar-se A Festa dos Baldo (o Escrivão de cartório Cleto Baldo e sua D. Clara - Clarinha, nada mais que o nosso poeta e sua esposa D. Ana de Macedo), o tema da poesia é comum, a comemoração dos quinze anos de casados - bodas de esmeralda.

Toda a alta sociedade (A Saúde: o boticário, hoje em dia seria o farmacêutico; a Igreja: o vigário, o bispo - Luís do Rego, também militar: Capitão General etc., a Lei: o juiz de paz, o juiz de fora e o Mestre-Escola: Roberto – Berto para os amigos) está convidada para a Festa.

Instigada por Mestre Berto e pela filosofia de Epicuro – viver e ser feliz - D. Clara quer comemorar, ou seja, festejar.

As mesas são fartas: doces finos, vinhos das melhores qualidades, salgados de todos os modelos etc.

Admirável é a sensibilidade com o que o Poeta descreve o abate das aves para o banquete da Festa: frangos que sonham em ser galos, galos propriamente ditos, galinhas e patos etc.

Os músicos (flauta da vila e a guitarra) estão contratados.

A Festa começa...

No auge da Festa aparece uma canalha de penetras, domina a Festa e faz das mesas fartas reféns, não é preciso repetir o grande poeta modernista: A Festa acabou!...

E assim termina A Festa dos Baldo:

Qualquer que seja o bem que à pátria venha

Desta rusga internai agora em campo.

Deviam tê-la feito há quinze dias

Ou então adia-la para mais tarde. (A Festa de Baldo, 1888, pp. 17 a 31)

D. Clarinha e Cleto Baldo decidem nunca mais fazer Festa.

Rio, 18 de outubro de 2020.

Dr. Formigão (A. C. Ferreira)

Características
ISBN 9798556174894
Número de páginas 89
Edição 1 (2020)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
ÁLVARO TEIXEIRA DE MACEDO

Augusto de Sênior (Amauri C. Ferreira).

É professor do Ensino Médio da rede pública estadual.

Leciona as disciplinas de Língua Portuguesa e Literaturas Portuguesa e Brasileira.

É Graduado em Letras - Português/Literaturas.

É Especialista em Literaturas Contemporâneas de Expressão Portuguesa.

É Bacharel e Mestrando em Teologia pela UTN/MG.

Poeta, contista, cronista, ensaísta e romancista.

Luso Poemas: www.lusopoemas.com.br

Recanto das Letras: www.recantodasletras.com.br

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 39,51
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 35,46
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 36,04
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 35,42
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 40,28
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 48,20
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 39,96
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 38,04
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 38,76
Ebook
R$ 25,19
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 35,57
Ebook
R$ 14,42
Impresso
R$ 35,74
Ebook
R$ 23,03
Impresso
R$ 49,88
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 38,85
Ebook
R$ 19,80
Impresso
R$ 44,00
Ebook
R$ 19,02
Impresso
R$ 32,34
Ebook
R$ 14,42
Impresso
R$ 35,82
Ebook
R$ 14,42
Impresso
R$ 40,83
Ebook
R$ 21,96
Comentários
0 comentários