AINDA BEM SOCIEDADE
Categorias
Filosofia, Diversos
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 2756 vezes desde 07/07/2013
Versão
impressa
R$ 34,28
Valor total:
R$ 34,28
Versão
ebook
R$ 16,14
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 34,28
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Em Ainda Bem Sociedade, falo com o coração não são meras palavras são sentimentos transcritos ao papel com amor, carinho e ódio. Ódio este preso em minha garganta aliviada aqui. Sentimento que o leito entendera ao entrar em contato com este livro. Talvez não seja uma obra prima, mas seus ensinamentos poderão servi-los como aprendizagem.

Estou ciente que não mudarei o mundo, esta também não é a minha ideia. Sou uma minúscula partícula quando o assunto é mundo. O tempo é o senhor das coisas, dá ao cidadão conhecimento e esperança. O tempo operou em favor de grandes homens que viveram no passado e ainda hoje aprendemos com os mesmo. Não é que a nossa sociedade não evoluiu, não é isso. Nossos governantes são os que ainda pensam e governam como se estivéssemos vivenciando épocas passadas. O futuro renovou trazendo consigo pessoas livres de mãos e pensamentos. Indagamos, sugerimos e corremos atrás de condições humanas melhores.

Nossa raça. Tão inteligente. Por intermédio da ganância subestimam o semelhante o poder subiu suas mentes. Maldito seja o capitalismo. Maldito seja o homem por não saber liderar! Já esperei de mais, confiei de mais. Meus antepassados sofreram e ainda hoje trago como herança marcas de chibatadas. A princesa Izabel deu-me alforria, liberdade sem terras para cultivar, sem esperança futura. Não nos deram perspectiva de vida alguma, como sobrevivi até então? De cotas. De apenas cotas...

Características
Número de páginas 82
Edição 1 (2013)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
José Leopoldo Torres de Albuquerque Filho

José Leopoldo Torres de Albuquerque Filho, este é o meu nome todo. Tenho hoje trinta e dois anos, nasci e fui criado em Andaraí. Minha mãe, Eulina de Guimarães Alves já falecida, meu pai José Leopoldo Torres de Albuquerque foi de quem herdei o meu nome.

Sou o quarto filho de uma geração de cinco, dos quais apenas eu e o meu irmão João somos filhos do mesmo pai e da mesma mãe, os demais apenas irmão maternais. Sempre convivi com a minha mãe e o meu irmão mais novo o João. Tínhamos uma vida sem muitos bens materiais e às vezes nem tínhamos uma boa refeição para saciar a nossa fome, lembro-me que às vezes pela manhã quando não tínhamos massa nenhuma para o café, isso é quando tínhamos o café, tomávamos com farinha.

Até que no dia primeiro de janeiro de mil novecentos e noventa e cinco sofri a maior perda da minha vida. A morte da minha mãe foi muito difícil para um garoto de treze anos. Fiz quartoze no dia vinte nove daquele mês. Nesta época os meus pais já estavam separados há muito tempo, minha mãe já vivia até com outro homem, eu e meu irmão ficamos morando com ele, o nosso padrasto.

Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 35,36
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 44,06
Ebook
R$ 27,98
Impresso
R$ 45,50
Ebook
R$ 12,49
Impresso
R$ 51,35
Ebook
R$ 24,75
Impresso
R$ 45,48
Ebook
R$ 20,45
Impresso
R$ 50,41
Ebook
R$ 19,37
Impresso
R$ 36,11
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 36,62
Ebook
R$ 12,35
Comentários
0 comentários