As Ilustrações de Arthur Rackham para a Ópera O Anel do Nibelungo

Por Arthur Rackham, Artur Avelar

Código do livro: 387923

Categorias

Desenho, Belas Artes, Artes Gráficas, Artes e Entretenimento, Artes Cênicas, Artes

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 927 vezes desde 04/08/2021
Versão
impressa
R$ 83,99
Valor total:
R$ 83,99
Valor total:
R$ 83,99

Este livro pode estar à venda na:

Sinopse

C. S. Lewis, autor de As Crônicas de Nárnia, em sua autobiografia disse ao ver a arte de Arthur Rackham quando tinha 13 anos de idade: “Suas ilustrações, que me pareciam então ser a própria música tornada visível, mergulharam-me algumas braçadas mais fundo em meu deleite. Raramente cobicei algo como cobicei aquele livro.”

Arthur Rackham (1867-1939), então o principal ilustrador da Inglaterra, obteve a oportunidade de ilustrar a magnânima ópera Wagneriana O Anel do Nibelungo em 1909, criando 64 figuras coloridas que ilustram com perfeição a força, a tragédia e a paixão de uma história cheia de intrigas que conectam deuses, homens e um anel amaldiçoado. A mitologia nórdica nunca foi tão belamente retratada como nas cores etéreas de Rackham, e essa obra traz todas as figuras em excelente qualidade em um livro de tamanho A4 para que sejam apreciadas pela próxima geração que está conhecendo este lendário artista.

Características

ISBN 9786500276046
Número de páginas 88
Edição 1 (2021)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura s/ orelha
Coloração Colorido
Tipo de papel Couche 150g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Artur Henrique de Freitas Avelar

A Barbudânia foi fundada em 2012 com o propósito de preencher uma lacuna no mercado literário brasileiro: a ausência de traduções para o português de diversos livros clássicos e antigos. Estas obras, que constituem a base da cultura ocidental e já serviram como referências para livros, séries e filmes, não estavam disponíveis no Brasil, impedindo que se conhecesse a origem dessas histórias.

Ao perceber essa escassez e considerando a improbabilidade de que o mercado editorial brasileiro traduzisse tais obras, a Barbudânia tomou a iniciativa de empreender a tarefa por conta própria. Dessa forma, selecionamos livros que estão em domínio público e ainda não foram traduzidos para o português, introduzindo uma ampla variedade de "novidades" para o mercado editorial.

Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários