Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Didaquê
Instrução do Senhor às Nações Através dos Doze Apóstolos
Categorias
Bíblias, Bíblia, Antiguidades E Arqueologia, Religião, Estudo Bíblico, Doutrinas Bíblicas
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 280 vezes desde 31/05/2020
Versão
impressa
R$ 38,26
Valor total:
R$ 38,26
Valor total:
R$ 38,26
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

A Didaquê é um documento que apresenta as instruções dos doze apóstolos, sua data é estimada acerca da segunda metade do séc. I d.C. Existem estudos que indicam que tenha sido escrita entre as décadas de 60 ou 70 do I séc. d.C., porém outros estudiosos acreditam que possa ter sido uns vinte anos depois. Todas são datas prováveis. A Didaquê apresenta forte correlação, direta ou indiretamente, com a maioria dos livros do Novo Testamento. É fácil se verificar a coerência, de maneira geral, entre os ensinamentos da Didaquê e dos livros do NT, mas em alguns essa semelhança é até literal, inclusive com os próprios Evangelhos sinóticos, por isso as indicamos em notas de rodapé nesta nossa tradução, o que acreditamos ajudará aos novos estudiosos

Características
ISBN 978-65-000-4995-4
Número de páginas 48
Edição 1 (2020)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Pe. Samyr Manoel de Vasconcellos

Pe. Samyr M. de Vasconcellos, nascido no Rio de Janeiro, em 1954. É padre, arquiteto e urbanista, pós-graduado em gestão ambiental, docência do ensino superior, filosofia moderna e contemporânea, teologia e estudioso de grego clássico e koinê. Pároco em Guaratiba, Rio de Janeiro, da Igreja Católica Apostólica Brasileira – ICAB. É autor de diversos livros: Mariologia, Filosofia, Filosofia Oriental, Educação, Poesia e Artigos <http://padresamyr.blogspot.com>. E escreveu para diversos jornais independentes do Rio de Janeiro nos anos de 1990.

Comentários
0 comentários