Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
Mangata
Categorias
Literatura Nacional, Poesia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1300 vezes desde 16/08/2015
Versão
impressa
R$ 31,31
Coloração
Acabamento
Valor total:
R$ 31,31
Versão
ebook
R$ 15,07
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 31,31
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

José Saramago dizia “O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.”

É trilhando este caminho de viagem que surge “Mangata”, de Virgínia Allan, uma obra que traz uma essência de argonautas-líricos que navegam nas águas de universos de letras e sensações independentemente das intempéries ou da bonança. Viver é a única e verdadeira viagem.

Em “Mangata”, Virgínia Allan, utiliza palavras e sensações para deslizar seu eu-lírico em versos que nos convidam à viagens num universo com paisagem em preto e branco que contrastam com luzes nos símbolos luminares dispersos. As contraposições de vida e morte, sorrir e chorar, esquecer e lembrar, amar e sofrer vão estar sempre acompanhadas de sol, de luz, de lua ou de chuva, de noite pois como diz em sua dialética poético-existência “nas minhas frases estende-se um sol dourado mas nuvens escuras logo se formam.”

Nesta viagem, onde a lua se reflete em caminho de água, Virgínia Allan, sabe, se auto nos adverte que “Brilhar é um risco” (Mais do que eu não sei dizer) mas que a existência surge para “redimir o que está longe daqui (Estelar). Uma busca poética na qual a “vida é uma viagem” (A vida é...) com vários translado que podem ser para Marte, pode ser para Rússia, pode ser à Paris ou para dentro do seu próprio eu que sempre traz um pouco dos outros. Essa viagem nunca é solitária, pois nos caminhos mais ermos Virgínia dialoga com Deus em orações (Transcendente, Inação) e clama.

Cenários cotidianos dão as cores que contrastam com o preto e branco, criando uma sinestesia de cores e sentimentos como em Van Gogh’s Room. Enfim, “Mangata” é uma obra na qual o leitor adquire um livro e ganha o plus de viagens transcendentais, sensoriais e reais. Apertem o cintos e os corações... a viagem vai começar!

Walquimar Borges

Características
Número de páginas 62
Edição 1 (2015)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Virgínia Allan

Sayonara Branca Pinheiro de Melo, pseudônimo Virgínia Allan, nascida em Manaus, no dia 16 de Maio de 1964.

1998 – Primeiros trabalhos publicados no jornalzinho infantil O CURUMIM, do jornalista e escritor Mário Adolfo, suplemento do jornal A CRITICA, vindo em seguida, um roteiro, com ilustrações de Rogério Mascarenhas (Romahs), para a revista em quadrinhos BIG & BANG, dos apresentadores de TV Átila Rayol e Luíz Armando Fartolino.

2002 – Moronetá – Crônicas Manauaras, primeiro livro organizado pelo Projeto Valores da Terra; organizado pela PMM – Prefeitura Municipal de Manaus em parceria com a SEMED – Secretária de Educação; Fundação Villa-Lobos e Livraria e Editora Valer.

2003 – Convidada pelo SESC – AM, como representante da Fundação Villa-Lobos, a compor mesa de debates da II Mostra Literária, cujo tema abordado foi Literatura e Compreensão da Realidade.

2004 – 3º lugar no Concurso de contos patrocinado pelo SESC – AM; com NONA LUA, texto publicado no livro Concurso de Contos, editado pelo SESC – AM.

2005 – SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – participa com uma Oficina de Histórias, Mar de Histórias, ministrada em parceria com a professora e doutora em Filosofia da UFAM – Universidade Federal do Amazonas, Maria do Socorro da Silva Jatobá.

2006 – Manaus em Três Tempos, textos de sua autoria, são publicados no JORNAL DO COMÉRCIO, na edição especial comemorativa por ocasião do 337º aniversário da cidade. Integra o Projeto Caravana Literária idealizado pelo poeta David Ranciaro. Durante este período, foi colunista do site www.portalamazonia.globo.com

2007- Lança o segundo livro, RÉQUIEM, pela Scortecci Editora, de São Paulo. .

23 de Outubro de 2007 – PRÊMIO LITERÁRIO MÁRIO YPIRANGA MONTEIRO – CONTE A HISTÓRIA DO SEU BAIRRO, prêmio coordenado pela AAL – Academia Amazonense de Letras em parceria com a PMM – Prefeitura de Municipal de Manaus e SEMC – Secretaria Municipal de Cultura

Março de 2008 – Ministra a 1ª. Oficina de Histórias para a terceira idade da UBS Dr. José Avelino – SEMSA DISA LESTE

Outubro de 2008 - É lançado o livro São Geraldo, Uma História em Duas Conjugações – Passado e Presente com o apoio da Prefeitura do Estado.

Setembro de 2010 – Projeto Fala da Foto: A Casa da Cobra à Fortaleza da Luz - Realização artística entrelaçada ao campo da literatura e da fotografia, destacando a produção de máquinas artesanais de fotografia em Manaus/AM e em Fortaleza/CE. Premiado pela FUNARTE, o projeto desenvolve-se praticamente sem quaisquer ônus aos poderes públicos municipais de Manaus/AM e de Fortaleza/CE.

Setembro de 20012 – 1o. Circuito Magdalena Arcer Dou de Cultura Urbana, onde participou como membro fundador do Clube dos Quadrinheiros de Manaus, ministrando uma oficina de incentivo à leitura para jovens e adultos.

23 de Outubro de 2012 - Convidada a participar do Projeto Mania de Ler, Programa de Cultura do Governo do Estado para o I Recital de Poesias - Poema em Cena, em comemoração ao Dia do Poeta.

Página na internet:

https://www.facebook.com/sayonara.melo

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 39,40
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 32,25
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 35,97
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 46,66
Ebook
R$ 17,22
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários