Nem Tudo São Rosas
Poemas de Amor
Categorias
Literatura Nacional, Poesia, Entretenimento
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1664 vezes desde 28/02/2016
Versão
impressa
R$ 38,43
Valor total:
R$ 38,43
Valor total:
R$ 38,43
Sinopse

* * * “Nem Tudo São Rosas”. Aliás, no contexto da minha poesia, quase nada é rosa, cor de rosa ou simplesmente azul. Mesmo quando falo de amor, não encontro a face lúdica do amor correspondido. Nessas condições, não se sabe, ao certo, o que é melhor (ou pior), se é amar ou ser amado, pois o amor, às vezes, dói, machuca a alma e fere o coração.

* * * Quando não há reciprocidade, amar é um exercício difícil, escrever sobre o amor também o é. Nem o clássico e nem o moderno, nem a métrica e nem a brancura da liberdade compositiva conseguem suavizar a dureza das palavras. Tenho versos que suplicam e versos que replicam, mas não há doçura nem amargura total na minha poesia.

* * * Escrever sobre o amor ou sobre qualquer outro assunto cotidiano, não é apenas um ato de amor. Trata-se de uma grande necessidade, uma ação quase missionária. Portanto, se nesse momento, ler é a tua necessidade, vamos agora, através da leitura, declarar o nosso amor à poesia. Deixa tudo para depois e “Vem comigo".

Características
Número de páginas 52
Edição 1 (2017)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Francisco Marques Poeta

# / # Francisco Marques de Sousa (Francisco Marques Poeta), nascido aos 27 de junho de 1964 no interior do Estado de São Paulo. Aos seis anos de idade, muda-se para o Estado do Paraná. Passa toda sua infância em uma fazenda pecuarista no interior desse Estado, praticamente isolado da sociedade, convivendo apenas com seus pais, seus irmãos e irmãs.

# / # É alfabetizado somente aos 12 anos de idade, quando tem acesso a escola pública. Desde 1976 até 1986, estuda na escola estadual do pequeno município onde residi. Mesmo sem nunca haver reprovado um ano letivo, só cursa até o ensino médio. Daí por diante, torna-se um autodidata e jamais tem acesso a formação acadêmica.

# / # Ainda na infância, seu sonho é ser músico. Mas, deparando-se com sua falta de voz para cantar ou talvez talento para a música, volta suas atenções para os livros (sobretudo os didáticos). Influenciado por algumas poesias e contos de Carlos Drummond de Andrade e de outros autores brasileiros, arisca escrever seus primeiros versos e torna-se poeta.

# / # Aos 25 anos de idade, o poeta volta com sua família para o interior de São Paulo. Mas muda-se, três anos depois, para a região metropolitana. Na cidade de Guarulhos e na Capital, tem acesso a outras fontes culturais e artísticas, especialmente o teatro. Sendo assim, participa de diversas oficinas de teatro, literatura e recitais de poesias.

# / # Todavia, a necessidade de sobrevivência, faz do poeta um mero operário. Nem sempre ele consegue tempo para dedicar-se as artes, sequer a sua arte de escrever. Mesmo assim, suas ideias e sentimentos, que antes seriam versos, com o passar dos anos, tornam-se prosa: talvez crônicas, talvez contos...

# / # Atualmente, em busca de uma modalidade mais acessível ou mais “popular” para divulgar sua arte, ele continua apostando na prosa. Talvez seus poemas sejam agora as flores do campo plantadas na calçada fria da sua prosa urbana. Eis que o poeta do sertão vira escritor (metropolitano), como se um poeta já não o fosse.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 36,04
Ebook
R$ 16,46
Impresso
R$ 28,47
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 34,86
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 59,47
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 38,82
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 29,93
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 30,55
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 41,56
Ebook
R$ 22,60
Impresso
R$ 51,58
Ebook
R$ 16,14
Impresso
R$ 41,06
Ebook
R$ 17,22
Comentários
0 comentários