Paulo Apócrifo
O mistério dos últimos anos de vida missionária do Apóstolo dos Gentios e a falsificação de textos do Novo Testamento
Categorias
Estudo Bíblico
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 4807 vezes desde 05/01/2011
Versão
impressa
R$ 37,93
Valor total:
R$ 37,93
Versão
ebook
R$ 17,11
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 37,93
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

A proposta deste livro é desafiadora: trata-se de tentar esclarecer os últimos anos de vida do apóstolo Paulo e demonstrar que algumas das cartas atribuídas a ele nessa época — a Epístola aos Efésios, a Primeira e a Segunda Epístola a Timóteo, e a Epístola a Tito —, e que hoje fazem parte do Novo Testamento, são provavelmente falsas. Tais fatos são pouco conhecidos no Brasil e o nosso objetivo é justamente o de divulgá-los para o público.

O mistério dos últimos anos de vida e de atividade missionária do apóstolo Paulo, após sua prisão em Roma no ano 61 de nossa era — evento que encerra a narrativa do livro dos Atos dos Apóstolos — tem sido motivo de debate até os dias de hoje entre teólogos e historiadores. Teria ele sido absolvido e, então, empreendido a tão sonhada viagem missionária à Espanha, já anunciada em sua Epístola aos Romanos? E onde estava Pedro naquela época? Os Atos dos Apóstolos nada dizem sobre sua presença em Roma, nem as cartas de Paulo fazem qualquer referência a este episódio.

Fato pouco divulgado ao grande público e somente admitido por especialistas é que algumas das cartas atribuídas a Paulo durante seus últimos anos de vida seriam, na verdade, falsas. Trata-se, para começar, da Epístola aos Efésios, que na verdade é um plágio da Epístola aos Colossenses, e das chamadas “Epístolas Pastorais”, isto é, aquelas escritas a Timóteo e a Tito, e que seriam, supostamente, as últimas escritas pelo apóstolo. Desde o século XIX historiadores demonstraram que esses textos são inconsistentes com a narrativa dos Atos dos Apóstolos, o que só aumenta o mistério sobre o destino de Paulo em seus últimos anos de vida. Quem teria falsificado esses textos, e por que razão?

As epístolas pastorais foram escritas décadas após a morte de Paulo, ao que parece numa época em que os bispos emergiam como dirigentes supremos da Igreja na Terra. Sob o disfarce de um suposto registro das últimas instruções de Paulo aos seus discípulos Timóteo e Tito, aqueles falsificadores procuravam legitimar suas idéias sobre a instituição de uma rígida hierarquia eclesiástica, que queriam impor aos demais cristãos.

Características
Número de páginas 160
Edição 1 (2010)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 40,16
Ebook
R$ 17,11
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 33,36
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 79,15
Ebook
R$ 35,95
Impresso
R$ 64,83
Ebook
R$ 30,57
Impresso
R$ 55,36
Impresso
R$ 37,77
Ebook
R$ 14,42
Impresso
R$ 59,57
Ebook
R$ 25,19
Impresso
R$ 32,61
Ebook
R$ 16,58
Impresso
R$ 37,56
Ebook
R$ 14,42
Impresso
R$ 31,95
Ebook
R$ 14,64
Comentários
0 comentários