Poesia Reunida
(de 2003 a 2015)
Categorias
Literatura Nacional, Poesia
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 2938 vezes desde 15/06/2015
Versão
impressa
R$ 62,60
Valor total:
R$ 62,60
Versão
ebook
R$ 17,22
Disponível em:
epub
Valor total:
R$ 62,60
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Este livro contém os principais poemas de Antonio Costta publicados no período de 2003 a 2015.

ALGUNS COMENTÁRIOS SOBRE A PRODUÇÃO POÉTICA DE ANTONIO COSTTA:

Sendo Deus onipresente, bem o é na coletânea poética de Antonio Costta. Esta onipresença, quando não explícita, esconde-se entre os versos de cada um dos seus poemas. O autor pilarense ora, na poesia, com o louvor dos salmos e a graça do cântico dos cânticos.

DAMIÃO RAMOS CAVALCANTI

(Presidente da Academia Paraibana de Letras)

...........................................

Ler o poeta Antonio Costta é como ver do alto, do mais alto onde janela exista, as cenas do cotidiano. Não o dia-a-dia das visões invariantes dos olhos que a terra há de comer; mas os vislumbres da vida vistos com os sentidos da alma, com a religiosidade dos puros de coração ou até mesmo com a acerbidade dos que crêem na justiça e por ela clama através da verberante voz dos versos.

ODIR MILANEZ DA CUNHA

(Poeta - João Pessoa/PB)

................................................

Gostei muito da musicalidade, do ritmo dos seus poemas, e também da diversidade dos temas, da maneira como você, desenvoltamente, incursiona nos meandros da condição humana. É, quase sempre, uma poesia social sem apelar para o panfletarismo, para o meramente tribunício.

SÉRGIO DE CASTRO PINTO

(Da Academia Paraibana de Letras)

“Su poesía desarrolla el tema de la trascendencia del poeta, la preocupación por transmitir y heredar lo mejor del ser a las siguentes generaciones. Lo que enaltece toda obra humana.

Abrazo la belleza de la poesía en tu idioma, de la cual eres un digno representante y te felicito de corazón por la edición de tu nuevo libro.”

Marlene de La Flor

(Poetisa e escritora – Peru)

.....................................................

“Na poesia, como na prosa, ler-te é viajar na tua mente, é conhecer

Pilar e a sua gente… que beleza, Santo Deus!

Esta tua antologia poética ultrapassará todos os limites, pelo

merecimento que tem, pelos ensinamentos que nos dá, pelo amor que

transporta… Deus abençoe essas mãos que vão juntando em palavras os

belíssimos poemas que encantam a tua vida e conosco partilhas!”

Maria Petronilho

(Poetisa - Lisboa, Portugal)

.............................................

“Ao ler Antonio, a simplicidade do complicado é notável. A situação

quotidiana de não olhar ao que de melhor está ao nosso lado – de não notar a beleza de uma natureza que nos emoldura cada dia – desaparece com a poesia de Antonio. Nos seus versos, agarra e dá brilho a tudo isto: a chuva desta poesia, que limpa, que embeleza, que lava a alma.

O ler envolve, e um bom escritor, poeta ou não, envolve quem o lê nas suas palavras.”

Ricardo Barras

(Poeta - Lisboa, Portugal)

.............................................

“Estimado poeta, quedo encantado con su lectura. La mente, como en un sueño hace icursiones retrospectivas para llevarte a lo más

profundamente lírico de la infancia.

Felicidades , por tan bellos, sencillos y estupendos versos en la fe que muchos envidiarían si supiesen el valor que tiene... Sentir y hablar con ese halo celestial.

Un cordial abrazo.”

Rafael Zambrano

(Escritor - Espanha)

............................................

“Antonio, escribes como todo un pàjaro poeta que ha encontrado de todo en su vuelo a todo el mundo. Ahì queda la constancia de tu vuelo sentimental como el del pàjaro poeta, real, tierno, sencillo, sin ningún rebuscamiento, a quien podemos acompañar fácilmente en sus sentimientos, por la claridad con que escribes.

Admirable en su sencillès y enorme fè que contagia.

Antonio Costta, es un Señor Poeta.”

Alma Velázquez de la Moura

(Poetisa – Chihuahua, México)

............................................

Hombre de principios inquebrantables, Antonio Costta es un ejemplo claro de poeta entregado a su causa.

Su obra pivota en torno a una visión humanista del mundo que le ha tocado vivir y al que sirve con una sensibildad fuera de toda duda. Ejerce una poesia limpia y descontaminada, una poesía destinada a llegar al corazón del ser humano mediante instrumentos líricos, en ocasiones, muy próximos al misticismo clásico.

Una poesía, en fin, que no puede dejar a nadie indiferente pues alcanza la fibra sensible del lector más imperturbable.”

Vicente Fernandez-Cortés

(Escritor – San Roque, Espanha)

Características
ISBN 9788598035741
Número de páginas 638
Edição 1 (2015)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Antonio Costta

Antonio da Costa Silva nasceu em 24 de abril de 1972 no Sítio Chã de Areia, município de Pilar, Estado da Paraíba. Filho do agricultor Severino Honorato da Silva e da dona de casa Maria José da Costa Silva. Aprendeu as primeiras letras no Sítio Chã de Areia com a professora “Dona Antonia Matos”, lembrada em alguns de seus livros. Em 1990 concluiu o ensino médio na cidade vizinha de Itabaiana, onde começou a escrever seus primeiros poemas e publicar no jornal A FOLHA, daquela cidade. Em 1992 foi eleito vereador por sua terra natal e reeleito em 1996. Em 1993 Antonio converteu-se à religião evangélica, fato que marcará profundamente a sua poesia. Foi casado com a pilarense Francileide Dias da Costa que faleceu em 1997 - deixando como fruto dessa união (com apenas dois meses de nascida) sua filha Alana Dias da Costa. Em 2000 resolveu sair da política e fixar residência na cidade de Itabaiana, onde mantém uma escola de cursos profissionalizantes. É casado com a itabaianense Ivoneide Altino Costa, de cujo casamento nasceram mais dois filhos: Letícia Pillar Altino Costa e Antonio da Costa Silva Júnior. De 2009 a 2012 exerceu o cargo de secretário adjunto de cultura do município de Itabaiana. Em maio de 2012 recebeu o Título de Cidadão Itabaianense, concedido pela Câmara Municipal. É presbítero da Assembléia de Deus de Itabaiana. O poeta "Antonio Costta", como é mais conhecido, é autor da letra do Hino Oficial de Pilar, de dois CDs de poesias recitadas e de quatorze livros de poemas: Um Juntador de Palavras (2003), Poesia Nordestina (2004), Coletânea Poética (2009), Chuva de Poesias (2011) Lira dos Quarenta Anos (2012); Poesia Cristã (2014), O Poder do Amor (em co-autoria com quatro poetas estrangeiros (2014), A Moça do Coreto (2015), Poesia Comentada (2015) Poesia Reunida (2016) 30 Sonetos de Amor e Outros Poemas Sentimentais (2016) No Chão da Memória (2016) Sonetos (2016) Trovas e Pensamentos (2016) Pensamentos de um Poeta (2017). Costta tem participado de vários fóruns literários em língua portuguesa e espanhola, a exemplo do “Poesia Pura”, “Poetas do Amor e da Paz” e “Recanto das Letras”. Em 2015 teve seu poema "Verde que te quero verde" selecionado no concurso nacional de poesia "Prêmio Sarau Brasil 2015" e o soneto "Viver é Amar" também classificado em outro concurso nacional o "Premio Poetise 2016", ambos organizados pela Editora Vivara. Em fevereiro de 2015 Antonio Costta tornou-se membro da Academia de Cordel do Vale do Paraíba.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 43,16
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 40,49
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 42,09
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 43,21
Ebook
R$ 13,99
Impresso
R$ 45,11
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 43,96
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 43,20
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 55,24
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 44,09
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 41,43
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 42,88
Ebook
R$ 17,22
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 30,56
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 35,11
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 35,77
Ebook
R$ 17,22
Impresso
R$ 46,31
Impresso
R$ 32,54
Ebook
R$ 12,92
Impresso
R$ 39,15
Ebook
R$ 15,37
Impresso
R$ 96,10
Ebook
R$ 15,37
Impresso
R$ 46,43
Ebook
R$ 15,07
Impresso
R$ 32,69
Ebook
R$ 11,84
Comentários
0 comentários