SOBRE AS VITÓRIAS QUE A HISTÓRIA NÃO CONTA

Por André Luís Soares

Código do livro: 629731

Categorias

Sagas, Drama, Romance, História Alternativa, Literatura Nacional, Ficção

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 522 vezes desde 03/01/2024
Versão
impressa
R$ 45,16
Valor total:
R$ 45,16
Versão
ebook
R$ 22,49
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 45,16

Este livro pode estar à venda na:

Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

Esse romance histórico narra a emocionante trajetória de dois irmãos gêmeos africanos – Akin e Olakundê – que, ainda na infância, são trazidos ao Brasil no começo do século XIX, sendo comprados por um negro de ganho que os cria e os insere na tradição muçulmana e, por conseguinte, coloca-os no centro da luta dos chamados “malês”, os quais sonhavam tomar a Bahia para, ali, construírem um império negro fora da África. Os jovens gêmeos crescem unidos envolvendo-se nas mais diversas aventuras por toda a cidade de Salvador, vivendo paixões e sofrimentos comuns àqueles que buscavam formas mais justas e livres de viver. Paralelo à história dos dois irmãos, o livro expõe os cenários sociais, políticos e econômicos predominantes à época, revelando insuportável quadro de desigualdades, em que o Estado e a Igreja tudo faziam para privilegiar o modo de produção escravista. Nesse panorama caótico, os levantes se davam em ritmo constante e crescente, fazendo da Bahia o centro das revoltas escravocrata no Brasil.

Características

ISBN 9788575720509
Número de páginas 192
Edição 2 (2024)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Polen
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor

André Luís Soares

.

ANDRÉ LUÍS SOARES nasceu em Brasília em outubro de 1964, mas criou-se no Rio de Janeiro, sob a influência cultural da bela Copacabana das décadas de 70 e 80. De volta à Capital Federal na adolescência, estudou Economia pela Universidade Católica de Brasília. Quanto à arte, envolveu-se com o teatro local e, em 2004, sua peça ‘Livre Negociação’ ficou em quarto lugar no concurso do SESC/DF, sendo encenada mais de cinquenta vezes.

Em 2005 mudou-se para Guarapari (ES), onde sua produção literária ganhou intensidade. Em 2006, dois de seus poemas viraram notícia nos cadernos de cultura dos jornais paulistanos, ao serem inseridos na peça ‘Ritual dos Sete’, do ‘Grupo Sensus’. No ano de 2007, venceu o concurso da entidade cultural paulista ‘Navegante nas Estrelas’; venceu o concurso da campanha primavera-verão 2008, da grife ‘Branca Maria’, de Petrópolis (RJ).

Em 2011 lançou o livro ‘Gritos Verticais’, pelo Clube dos Autores, que lhe valeu o ‘Prêmio Cláudio de Sousa’, na categoria ‘Melhores Livros de Poesia 2012’, da LITERARTE (RJ).

Em 2012, conquistou segundo lugar no III Prêmio Literário Legislativo de Caçapava do Sul (RS); venceu o Concurso Nacional Alípio Mendes, do Ateneu Angrense de Letras (RJ); venceu o II Desafio Escrita Criativa, promovido pelo blog ‘Concursos Literários’; venceu o Concurso Literário Nacional do Instituto Hahnemanniano do Brasil (RJ); venceu o XVIII Concurso Literário Internacional Gaya Rasia Alpas 21 (RS), categoria ‘crônica’; e, no mesmo ano, venceu, nas categorias ‘crônica’ e ‘miniconto’, o Concurso Literário Nacional da Academia Caxiense de Letras (RS).

Em 2013, venceu o concurso nacional ‘Poesia – Lâmpada Para o Coração’, da Editora Litteris (RJ); conquistou segundo lugar no XXII Concurso Nacional Augusto dos Anjos, promovido pela Academia de Letras de Leopoldina (MG); venceu o IV Concurso Nacional ‘Mãos Que Falam’, promovido pela entidade ‘Alma Brasileira’, de Salvador (BA); vencendo também o XIX Concurso Literário Internacional Gaya Rasia Alpas 21 (RS). Nesse mesmo ano, o autor recebeu o ‘Prêmio Carlos Drummond de Andrade – Destaques do Ano’, na categoria ‘Literatura’ e recebeu o ‘Prêmio Luso-Brasileiro’, conferido pela LITERARTE (RJ). Venceu o I Concurso Literário de Nova Friburgo (RJ); conquistando também duplo segundo lugar, nas categorias ‘conto’ e ‘crônica’, no XI Prêmio Nacional Paulo Setúbal, promovido pela prefeitura de Tatuí (SP). Conquistou segundo lugar no XXII Concurso Internacional ‘Sebastião Benfica Milagre’, da Academia Divinopolitana de Letras (MG); e venceu o IV Concurso Nacional ‘Pérolas da Literatura’, promovido pela Secretaria de Cultura do Guarujá (SP). Nas categorias ‘conto’ e ‘crônica’, venceu o XX Concurso Literário Internacional, promovido pela Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete (MG), mesmo certame em que conquistou segundo lugar em ‘poesia’. Fechando o ano, seu livro ‘Os Irmãos Malês’ venceu o ‘Prêmio Nacional Novelas Históricas da Bahia’, promovido pela Fundação Pedro Calmon/Universidade Federal da Bahia.

Em 2014, venceu o XI Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus; venceu o concurso ‘Mil Poesias de Natal’, promovido pela Academia Mateense de Letras, de São Mateus (ES); venceu o I Concurso Nacional ‘Pé de Poesia’, promovido pela prefeitura de Nova Odessa (SP); venceu o IV Concurso Nacional de Poesias Prof. Aparecido Roberto Tonellotti, promovido pela prefeitura de Franco da Rocha (SP); venceu o IX Concurso Literário Professor Mário Clímaco, promovido pela prefeitura de Ponte Nova (MG); conquistando segundo lugar no XIV Concurso Literário Nacional JI/AEPTI, promovido pela prefeitura de Itatiba (SP). Na categoria ‘conto’, venceu o XXI Concurso Literário Internacional da Academia de Letras de Conselheiro Lafaiete (MG); bem como o XXI Concurso Literário Internacional Gaya Rasia Alpas 21; ficando em segundo lugar em ‘crônicas’. Conquistou segundo lugar no Concurso Centenário Lacyr Schettino, promovido pela Academia Feminina Mineira de Letras (AFEMIL); vencendo o VII Festival Literário, promovido pela prefeitura de Avaré (SP), mesmo certame em que conquistou segundo lugar em ‘poesia’. Conquistou segundo lugar no IV Prêmio Cultural Ronald Golias; e também segundo lugar na FLIZO – Festa Literária da Zona Oeste, promovida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Conquistou duplo segundo lugar, nas categorias ‘conto’ e ‘poema’ no já mencionado certame da Academia de Letras de Conselheiro Lafaiete (MG). Por fim, venceu o III Abraço Literário Nacional, promovido pela prefeitura de Gramado (RS).

Em 2015, recebeu a Comenda e o Mérito Rubem Braga, da Academia de Arte, Cultura e Letras de Marataízes (ES), pelos relevantes serviços prestados à cultura do Estado do Espírito Santo. Venceu o VI Concurso Literário Prof.ª Edith Braga, promovido pela Associação de Jornalistas do Brasil (Fortaleza-CE); conquistando segundo lugar no I Concurso Literário Nacional ‘Fotoverbe-se’ (Curitiba-PR). Conquistou segundo lugar no Concurso Literário Nacional da Academia Divinopolitana de Letras (Divinópolis-MG), mesmo evento em que venceu na categoria ‘trovas’. Conquistou segundo lugar no Concurso Literário Rio de Palavras, da Litters Editora (RJ). Venceu o V Concurso Literário Nacional, promovido pela Academia de Letras do Taquari (Lajeado-RS). Venceu o VII Prêmio Iepê de Poesia (Iepê-SP). Encerrando o ano, seu mais novo romance, intitulado ‘Sobre as Vitórias Que a História Não Conta’, foi um dos vencedores do Prêmio Oliveira Silveira, promovido pela Fundação Cultural Palmares e pelo Ministério da Cultura (Brasília-DF).

Em 2016, conquistou segundo lugar no XXIV Concurso Literário Internacional Gaya Rasia Alpas 21 (RS). Conquistou segundo lugar no XXIV Concurso de Poesias da BauernFest (Petrópolis-RJ). Conquistou segundo lugar no XIV Prêmio Nacional Paulo Setúbal, promovido pela prefeitura de Tatuí (SP). Conquistou segundo lugar no IV Prêmio Vinícius de Moraes de Poesia, promovido pela prefeitura de Presidente Venceslau (SP). Em agosto, iniciou-se o lançamento, em nível nacional, de seu mais novo romance, um dos vencedores do concurso nacional promovido pela Fundação Cultural Palmares e pelo Ministério da Cultura (MinC), em eventos subsequentes, nas principais capitais brasileiras. Venceu, na categoria ‘poesia’, o XVI Concurso Literário Nacional JI/AEPTI, promovido pela prefeitura de Itatiba (SP). Venceu o XI Concurso Sueli Bittencourt de Poesias, promovido pela entidade catarinense ‘Poetas Livres’. Venceu o V Concurso Literário Nacional da Academia Madureirense de Letras, categoria ‘poesia’. Venceu, na categoria ‘conto’, o XXV Concurso Literário Internacional Gaya Rasia Alpas 21 (RS). Conquistou segundo lugar no Concurso Nacional de Poesia da Academia Boituvense de Letras (ABLA-SP). Venceu o concurso de poesia da Companhia de Arte e Teatro Popular (CATP-RJ). Conquistou segundo lugar no VI Concurso Literário de Itaporanga (PB). Finalizando o ano, foi triplamente premiado, ao conquistar primeiro lugar na categoria ‘charge’; segundo na categoria ‘poesia’ e, ainda, segundo lugar na categoria ‘cordel’, no IV Concurso Literário Icoense (Icó-CE).

Em abril de 2017, a convite da UNILAB, participou da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará. Em maio, participou da Feira Literária Capixaba, onde integrou mesa com outros autores locais para debater cultura brasileira contemporânea. Em agosto do mesmo ano participou da Feira Literária Internacional de Paraty (FLIP), a convite da Editora Malê e da Fundação Cultural Palmares/MinC, para, em parceria com os demais vencedores do Prêmio Oliveira Silveira, compor uma mesa de entrevistas sobre literatura afro-brasileira. Conquistou o segundo lugar, na categoria crônica, no XXVII Concurso Literário Internacional Gaya Rasia Alpas 21 (RS). Conquistou o segundo lugar, na categoria ‘crônica’, no XIII Concurso Literário Nacional Mário Quintana, promovido pelo Sintrajufe (RS). Venceu, na categoria ‘crônica’, o IV Concurso Literário Pérolas da Literatura (Guarujá-SP). Venceu o IV Prêmio Radiotelegrafista Amaro Pereira, de crônica (Cabo Frio-RJ). Venceu, na categoria ‘poesia’, o XII Concurso Literário Nacional Professor Mário Clímaco, promovido pela Academia de Letras, Ciências e Artes de Ponte Nova (MG).

Em 2018, conquistou o segundo lugar, na categoria ‘conto’, no Concurso Memórias Festivas e Afetivas, promovido pela prefeitura de Pomerode (SC). Conquistou o segundo lugar, na categoria ‘poesia’, no XV Concurso Nacional Mário Quintana, promovido pelo Sintrajufe (Porto Alegre-RS). Venceu, na categoria ‘crônica’, no XXIX Concurso Literário Internacional Gaya Rasia Alpas 21 (RS). Venceu, na categoria ‘poesia’, no XVIII Concurso Literário Nacional JI/AEPTI, promovido pela prefeitura de Itatiba (SP). Venceu o I Concurso Literário Elza Cunha, promovido pela Academia Mateense de Letras (São Mateus-ES). Venceu o V Prêmio Radiotelegrafista Amaro Pereira, de Crônica (Cabo Frio-RJ). Venceu o concurso literário da Sociedade Bíblica do Brasil (Rio de Janeiro-RJ). Venceu o 53.º Festival de Música e Poesia de Paranavaí (FEMUP), na categoria ‘conto’.

Em 2019, conquistou segundo e terceiro lugares, respectivamente, nas categorias ‘conto’ e ‘crônica’, no VI Concurso Literário Nacional, da Academia Leopoldinense de Letras e Artes, Leopoldina (MG). Participou, como palestrante, da III Bienal do Livro de Contagem (MG). Foi empossado na cadeira de n.º 5, da Academia Guarapariense de Letras e Artes (AGLA).

Em 2020, venceu o I Concurso Internacional de Literatura Infantil, promovido pela Revista Literária Inverso, de Feira de Santana (BA). Conquistou o segundo lugar, na categoria ‘crônica’, no concurso literário promovido pela Academia Marianense de Letras, de Mariana (MG). Na categoria ‘crônica’, venceu o Concurso Literário Internacional, promovido pela Academia de Ciências e Letras de Conselheiro Lafaiete (MG), certame em que também conquistou o segundo lugar na categoria ‘conto’. Nesse mesmo ano, seu conto intitulado ‘O Medalhão’ foi adaptado para peça teatral, pelo grupo ‘Angra Cia de Teatro’, de Angra dos Reis (RJ). Participou da I Bienal Virtual do Livro de São Paulo. Por fim, venceu, ainda, o XXIX Concurso Nacional de Poesias Augusto dos Anjos, promovido pela Academia Leopoldinense de Letras e Artes, em Leopoldina (MG).

Em 2021, conquistou o segundo lugar em ‘poesia’, no Concurso Universo Literal, em São Paulo (SP).

Em 2022, venceu o VI Concurso Internacional, nas categorias ‘poesias’ e ‘conto’, promovido pelo Jornal ‘De Fato’, de Brumadinho (MG). Conquistou o segundo lugar no Concurso Arrepios e Sussurros, de poemas eróticos, promovido pela Editora Persona, de Curitiba (PR). Conquistou o segundo lugar no Concurso Literário Internacional Ernestina Remusat Rennó, na categoria ‘conto’, promovido pela Academia Itajubense de Letras, de Itajubá (MG). Conquistou também segundo lugar no I Concurso Nacional de Quadrinhas, promovido pela ALMA, em Santo Cristo (RS). Conquistou ainda o segundo lugar no VII Prêmio Inglês de Sousa, na categoria ‘poesia’. Por fim, venceu ainda o I Concurso Literário de Contos, Crônicas e Poesias’, na categoria ‘poesias’, promovido pelo Jornal ‘A Nova Democracia’, do Rio de Janeiro (RJ).

Em 2023, venceu o Concurso Cultural ‘A Arte Íntima Colossal’, na categoria ‘Poesia Camolê’, promovido pela Academia Ponta-grossense de Letras e Artes (APLA). Conquistou segundo lugar no Concurso Rumos da Alma, na categoria ‘Quadrinha de Infância’, promovido pela ALMA, de Santo Cristo (RS).

Amante de todas as artes, o autor concentra seu trabalho na poesia, no conto e na crônica, havendo se aventurado também na prosa e em roteiros para teatro. Sua obra soma mais de dois mil textos registrados na Fundação Biblioteca Nacional/EAD (RJ), em vasto conjunto que vai do romântico e erótico ao social e político, passando pelo filosófico e pela poesia infanto-juvenil; o que contribuiu para fazer do ‘Gritos Verticais‘ um dos blogs mais conhecidos e bem comentados da web nacional.

É membro efetivo e acadêmico fundador da Academia Guarapariense de Letras e Artes (AGLA). É membro efetivo da Academia de Artes, Cultura e Letras de Marataízes (AACLM-ES). É membro correspondente da Academia de Letras e Artes da Serra (ALEAS-ES); da Academia Mateense de Letras (AMALETRAS-ES); da Academia de Artes de Cabo Frio (AACF-RJ); da Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo (ACLAC-RJ); da Academia de Letras e Artes de Fortaleza (ALAF-CE) e, também, da Academia de Artes de Cruz Alta (ALPAS-RS).

Incentivador da comunicação e da arte, esse autor motiva pessoas a experimentarem o prazer da expressão literária, além de difundir o respeito aos direitos autorais. Atualmente, está escrevendo dois livros: um de poemas, outro de contos.

Inquieto, está sempre a buscar novos desafios. Desde 2006 integra a equipe de xadrez de Guarapari (ES). Como fotógrafo conquistou também duas premiações nacionais – uma em Porto Alegre (RS) e outra em Vitória (ES). Atualmente, cursa licenciatura em História na Faculdade Católica Paulista.

Assíduo em certames literários, as premiações conquistadas garantiram sua participação em mais de cem antologias, ao lado de grandes nomes da literatura brasileira contemporânea, levando o autor a se tornar colaborador do blog ‘Concursos Literários’, vencedor do ‘Prêmio TopBlog 2012’, categoria: ‘Literatura – Blog Profissional’.

.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 43,27
Ebook
R$ 21,36
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários