Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
(A Conferência)
Categorias
Corpo, Mente E Espírito, Ficção, Religião, Esoterismo, História Alternativa, Oculto
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 1407 vezes desde 16/07/2016
Versão
impressa
R$ 28,24
Acabamento
Valor total:
R$ 28,24
Versão
ebook
R$ 11,84
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 28,24
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

A primeira edição falando de Amerê e do que acontece na Conferência atestou que este livro seria proibido (ainda é, então?), nem se responsabiliza, diferentemente desta vez, (...)

(...)

“A afirmação contínua, se não contestada.”

Aimiri é um antigo nome indígena para formiguinha, vista atualmente como quem quer que seja, por pequenhez ou acanhamento; então o que há de Aimiri nestes tempos? Amerê já foi Aimiri.

Reaparece Amerê, vinda de qualquer parte, voltando depois de esvair-se, sendo ela mesma em sua totalidade a que fala e ajuda seus entes durante a Conferência na forma de expressões em sua maior parte dos poemas igualmente prós(peros). Qual seria o motivo da Conferência, uma reunião? Para quê? Há quem diga que “Se fosse, seria / Acontece ao acaso? / Dessa forma e aqui é que passa.” E a Conferência existe. Se pensarmos no poema ilustrativo nos últimos cortes deste livro, cujos versos são “Contra uma vida quase viés pensante / Não se resume enfado ou riso / Acumula e explode através toda”, temos, ao fechar, a Humanidade do século (iminente) XXI ainda em percalços tecnológicos e estruturados versus a cultura natural; o abafamento residual contra o frescor da Natureza para a alma e descanso do Ser. Como nesse poema, o que foi Amerê vem para enfatizar uma saída, a via e descanso na Paz, quer dizer, uma vida muito mais do que só mais ou menos, não ficando apenas rindo e achando graça dos malefícios que tantos abusos a si e ao planeta inferem; rir somente depois da missão cumprida! Diante disso, além de não nos divisar, pensando na alma humana e sua parte para o Todo, Amerê alerta, e para isso (a Conferência é todo o sempre e durante!), temos uma volta, temos este alerta talvez, que retém e explode de energia quando ressurge. De resto, toda a intenção fica mais aparente no contexto do livro!

Um anfiteatro e ali estão saudando a Natureza e o Bem com toda sua verdade – aparecendo e preferindo a inventividade sem melhores vozes próprias – o Divino nos aguarda.

Amerê diz enfática:

“'Esteja conosco.”

(...)

Esta história não teria existido de fato não fosse pelo meu (re)encontro com a bela Marília Veloso a seu devido tempo – devo a isso o entendimento do que realmente foi a Conferência! É da Zíngara também o crédito pela fotografia aqui utilizada

(...)

Sobre a arte de Marília Veloso

Visite azingara.wordpress.com

Características
Número de páginas 66
Edição 1 (2016)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Paulo Vitor Grossi

Paulo Vitor Grossi é escritor e músico espiritualista, publicou entre outros títulos a novela “Sim & não”, além do argumento para o Cinema de “Casa de praia. Roteiro adaptável” e “Amor, Ódio, Redenção e Morte”. Pela Poesia, lançou “Servidão” e “A Conferência”. “Cabezada”, “Esencias”, “Maneja” são suas obras em espanhol. Participou como guitarrista e vocalista das bandas Alice, íO, Instrumental Vox, Ummantra e SAEM.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 31,54
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 32,71
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 27,50
Ebook
R$ 11,84
Impresso
R$ 28,16
Ebook
R$ 11,84
Comentários
0 comentários