Da Cana aos Barris: A história da Cachaça em Pirassununga

Por Israel Foguel

Código do livro: 675716

Categorias

Memórias Pessoais, Histórico, Biografia e Testemunho, Biografia, Antiguidades E Colecionáveis

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 106 vezes desde 10/05/2024
Versão
impressa
R$ 62,56
Valor total:
R$ 62,56
Versão
ebook
R$ 43,96
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 62,56

Este livro pode estar à venda na:

Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

Com 500 anos de história e podendo ser considerada a primeira bebida destilada das Américas, a origem da Cachaça pode ser evidenciada por meio de duas vertentes históricas que convergem para uma mesma época: a do início da colonização efetiva do Brasil pelos portugueses.

Também há evidências de produção de destilados de cana-de-açúcar que remetem a 500 a.C. em Taxila, um sítio arqueológico no Paquistão.

Por tanto, podemos dizer que um dos primeiros destilados produzidos foi uma forma rudimentar de cachaça.

No entanto, mais importante do que apontar a origem precisa da cachaça, está em explicar quais foram os fatores que levaram ao aumento de sua produção e ao ganho de expressão econômica e cultural.

Uma das versões falsas sobre a origem do destilado brasileiro conta que a cachaça teria surgido em Pernambuco quando um escravo, que trabalhava no engenho, deixou armazenada a “cagaça” – um caldo esverdeado e escuro que se forma durante a fervura do caldo da cana.

O líquido fermentava naturalmente e, devido às mudanças de temperatura, evaporava e condensava, formando pequenos pingos de cachaça nos tetos do engenho.

Inclusive, a origem do sinônimo “pinga” teria surgido dessa versão popular da origem do destilado – uma fantasia.

De certa forma podemos dizer que a história da cachaça começa quando os portugueses trouxeram ao Brasil a cana-de-açúcar e as técnicas de destilação.

Em 1502, as primeiras mudas de cana chegaram ao Brasil, trazidas por Gonçalo Coelho.

Em Pernambuco, entre 1516 e 1526, o primeiro engenho de açúcar foi instalado na feitoria de Itamaracá́.

Nas primeiras décadas de presença portuguesa, o número de engenhos no Brasil se multiplicou rapidamente.

Em 1585 existiam 192 engenhos de açúcar no país; alguns anos depois, em 1629, já́ eram 349 engenhos em atividade.

Algumas hipóteses apontam versões mais assertivas sobre as possíveis origens da primeira aguardente brasileira.

Neste livro faça uma viagem através da Cachaça no mundo e no Brasil!

Características

ISBN 9786501024950
Número de páginas 124
Edição 1 (2024)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Couche 90g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Israel Foguel

IIsrael Foguel nasceu em Pirassununga, sob o signo de Escorpião. Além de escrever, sempre gostou de teatro, desenho, cinema e fotografia. É colecionador de séries antigas de televisão e de filmes que fazem a história do cinema.

Em 1976 formou-se em Comunicação e Expressão pela Faculdade de Ciências e Letras de Araras. Na faculdade, começou a escrever montar, dirigir e atuar em peças teatrais. Em 1977 fez especializações na Faculdade Barão de Mauá em Formação e Estruturação sintático-semântica do léxico e estrutura linguística e dinâmica Sócio-Linguística do léxico. Em 1991 concluiu o curso superior de Pedagogia na Faculdade de Letras de Ouro Fino e em 2012 concluiu pós-graduação em Meio Ambiente na FATECE.

Atendendo a um convite, começou a escrever, primeiramente no jornal “O Movimento”, de Pirassununga. Seguiram-se “O Imparcial”, de Aguaí; “Folha de Casa Branca”; “Folha de Palmeiras”, de Santa Cruz das Palmeiras; “A Imprensa”, de Vargem Grande do Sul; “O Popular”, de Pirassununga; “Jornal de Pirassununga”, “JC Regional” e, finalmente, a “Folha de Pirassununga”, no qual chegou a ser seu diretor.

Fundou e redigiu os jornais “O Estudante” e “O Servidor”. Foi ilustrador de dois Guias de Pirassununga lançados em 1978 e 1982.

No campo teatral, fundou diversos grupos. Foi o criador, curador, organizador e realizador, pela Prefeitura Municipal de Pirassununga do Festival Nacio0nal de Teatro Cacilda Becker.

Uma de suas maiores paixões é escrever.

Em 1976 lançou o livro “Messages from my Interior”. Depois lançou mais de duzentos livros.

Possui em seu currículo diversos cursos, tais como: Museologia, Oratória Dinâmica, Gestor de Turismo, Jornalismo Digital, Historiador, História Geral, Fundamentos do Jornalismo, ChatGPT, Canva – APP de Design gráfico, Contação de Histórias, Radiojornalismo, Entrevistador, Turismo Cultural, Jornalismo Esportivo, Jornalismo Investi9gativo, A História da Arte, Aperfeiçoamento em Artes Cênicas, História Indígena, Cinema Audiovisual, Criação Literária, Elaboração – Planejamento e Gestão de projetos Culturais, Auxiliar de Laboratório de Hematologia Clínica, Controle de Hemorragias, Câncer Infanto-juvenil, Doenças infectocontagiosas, Exercícios na Terceira Idade, Interpretação de Exames Laboratoriais, Introdução à Auriculoterapia, Introdução à Imunologia, Introdução à Medicina Nuclear, Introdução a Medicina Tradicional Chinesa, Introdução à Oncohematologia, Noções básicas sobre Diabetes, Noções Básicas sobre Drenagem Linfática, Noções Básicas sobre Tomografia Computadorizada, Síndrome de Burnout, e muitos outros.

Israel Foguel é professor de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Literatura Brasileira, Literatura norte-americana e Técnica Teatral. É jornalista, pedagogo, tradutor intérprete e Consultor Qualytime. Foi presidente da Comissão Municipal de Bibliotecas de Pirassununga, Agente da SBAT – Sociedade Brasileira de Autores Teatrais, Desenhista e Fiscal de Obras da Prefeitura Municipal de Pirassununga e Diretor de Ensino do Colégio Albert Einstein e diretor do Teatro Municipal Cacilda Becker, de Pirassununga durante 30 anos.

Atualmente exerce as funções de jornalista e escritor. É diretor proprietário da Editora Yolbook; presidente da APLACE – Academia Pirassununguense de Letras, Artes, Ciência e Educação ocupando a cadeira 28; membro da ALUBRA – Academia Luminescência Brasileira ocupando a cadeira 45; membro da ALTO - Academia de Letras de Teófilo Otoni, Minas Gerais; faz palestras em faculdades, escolas e entidades assistenciais; é colunista cultural em diversos jornais; desenvolve vários projetos culturais no município de Pirassununga; e é o jornalista responsável pelo Boletim Informativo da APLACE.

É casado com a professora Vera Lúcia de Souza Foguel (Diretora de Marketing da Foguel Produções) e tem dois filhos (William – casado com Juliana) e (Priscilla – casada com Daniel). Tem três netos (Yohann e Loren Yasmin, filhos de William e Juliana e Pyetra, filha de Priscilla e Daniel).

Nome do link: israelfoguel.com.br/

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 74,70
Ebook
R$ 38,31
Impresso
R$ 53,82
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 63,18
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 66,48
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 40,53
Ebook
R$ 21,36
Impresso
R$ 54,38
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 61,25
Ebook
R$ 38,31
Impresso
R$ 59,53
Ebook
R$ 43,96
Impresso
R$ 57,48
Ebook
R$ 38,31
Publicações relacionadas
Ver a lista completa
Impresso
R$ 48,32
Impresso
R$ 42,05
Ebook
R$ 30,40
Impresso
R$ 94,09
Ebook
R$ 134,37
Impresso
R$ 45,09
Impresso
R$ 47,01
Ebook
R$ 23,62
Impresso
R$ 37,80
Ebook
R$ 22,49
Impresso
R$ 99,74
Ebook
R$ 134,37
Impresso
R$ 41,91
Ebook
R$ 27,01
Impresso
R$ 38,01
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários