Educação para o Desenvolvimento Sustentável: Estudo sobre uma Licenciatura em Ciências Biológicas

Por Ilma de Araújo Xaud

Código do livro: 593499

Categorias

Educação, Didáticos, Ciências Biológicas

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 385 vezes desde 15/09/2023
Versão
impressa
R$ 62,60
Valor total:
R$ 62,60
Versão
ebook
R$ 38,31
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 62,60

Este livro pode estar à venda na:

Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

A formação de professores mostra uma busca incessante com o foco voltado para as mudanças no atual paradigma educacional, porém, na atualidade, ainda prevalece a transmissão de um saber pronto e acabado, inapto para o desenvolvimento dos aspectos cognitivos e/ou construtivistas com características socioambientais.

Ainda que se reconheçam processos direcionados às mudanças curriculares e metodológicas, defronta-se com forte resistência interna das Instituições de ensino superior, existindo uma forte convicção da reprodução de saberes prontos e acabados oriundos de uma concepção de currículo tradicional presente e marcante na formação de professores.

Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é refletir sobre a formação de professores partindo-se da análise das práticas educativa e docente em relação ao paradigma da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS), no Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Roraima (UERR).

Foi feita a investigação dos fundamentos da EDS existente dentro do Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas (PPCLCB) e a discussão das percepções dos professores, alunos e egressos, com os autores do marco teórico utilizando-se a metodologia analítica, descritiva e interpretativa.

Para aprofundamento desta investigação avaliou-se a práxis pedagógica dos professores egressos do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, no exercício profissional e docente, quando da utilização dos saberes recebido na formação inicial, levando-se em conta o paradigma da EDS.

A pesquisa constitui-se numa contínua interação entre o pensar e o fazer docente. O pensar envolve aspectos qualitativos aliados às contribuições do processo reflexivo do método hermenêutico e a relação dialética existente entre o pensar e o fazer.

Sabe-se que não é suficiente somente o pensar e fazer, sendo também necessário em ambas às situações, a presença dos conhecimentos científicos, principalmente na busca das relações com os aspectos cognitivos e socioambientais.

O paradigma da EDS proposto pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como um olhar para as questões ambientais, subsidiou o caminho da construção do arcabouço teórico da pesquisa por possibilitar destacar as possibilidades do ser humano em qualquer atividade, para desempenhar esta responsabilidade social seja como educadores ambientais formais e/ou informais.

A EDS, neste sentido, requer uma nova visão de educação, uma educação que desenvolva conhecimentos e habilidades voltadas para o respeito à natureza, para que possamos enquanto cidadãos manter um comprometimento com um futuro sustentável.

Em 1987 o Desenvolvimento Sustentável, foi pela primeira vez apoiado pela Assembleia Geral das Nações Unidas. Desde então, o conceito de Desenvolvimento Sustentável vem sendo debatido e uma série de medidas vem sendo implantadas a este respeito.

A Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento (CNUMAD) foi realizado no Rio de Janeiro em 1992. Este evento foi denominado “Rio 92” e reuniu sociedade civil, representantes de governos, organizações internacionais e não governamentais. “Teve por finalidade discutir os desafios do próximo século e adotar um plano global de ação, conhecido como ‘‘Agenda 21”. Os princípios básicos da “Agenda 21” são a implementação de políticas e o programa para o Desenvolvimento Sustentável.

Desde a referida Conferência, a Comissão para o Desenvolvimento Sustentável, indicou a UNESCO, para coordenar o capítulo 36 da Agenda 21, responsável entre outras atribuições, por acelerar as reformas na educação, disseminar políticas, programas e práticas inovadoras para EDS. O capítulo referido identifica quatro grandes premissas para a EDS, entre elas a promoção e melhoria da educação básica, com base em conhecimentos, habilidades, valores e perspectivas que encorajem e apoiem os cidadãos a levar vidas sustentáveis.

Neste sentido justifica-se a preocupação da pesquisadora em investigar a prática educativa e docente dos professores, acadêmicos e egressos do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, em relação ao paradigma Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS).

A presente pesquisa traz elementos refletidos na Dissertação de Mestrado sobre “Concepções em Ciências da Natureza na Comunidade Educativa do Curso de Ciências Biológicas, da Universidade Estadual de Roraima”, no ano de 2009. A mesma sinalizou alguns indicadores que merecem investigação e resposta à luz da teoria científica, sobre aspectos que permeiam a prática educativa e docente e dos saberes necessários à Educação para o Desenvolvimento Sustentável.

Neste contexto busca-se um olhar a partir de posturas pedagógicas, alicerçadas nas atuais concepções de educação e ensino, encaminhando a investigação para os fatores que contribuem para a EDS por meio das percepções dos professores, acadêmicos e egressos. A partir do resultado alcançado foi possível elaborar um projeto de Formação Continuada como aporte teórico e metodológico para aprofundar as reflexões e o processo formativo em EDS iniciados no Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas.

A pesquisa desenvolvida assume características da abordagem qualitativa, desenvolvendo-se basicamente numa metodologia que privilegia a análise e interpretação dos dados coletados.

A estruturação deste livro está alicerçada nos seguintes capítulos:

O primeiro capítulo contém a natureza do “Objeto da Pesquisa”, a contextualização; o problema da pesquisa; o objetivo geral e específico; procurando-se situar o contexto e a necessidade de realização da pesquisa;

No capítulo segundo, apresenta-se o “Marco Teórico” contendo aspectos relacionados à formação de professores e os fundamentos relacionados ao paradigma da Educação para o Desenvolvimento Sustentável;

No terceiro capítulo é apresentado o “Marco Metodológico”, considerando a Abordagem e Tipo de Pesquisa; Método e Técnicas de Coleta de Dados; População Alvo e Amostra, Caracterização dos Instrumentos de Coleta de Dados e o Design da pesquisa;

O capítulo quatro contém a “Análise e Discussão dos Dados”, aliada a triangulação, onde se relaciona a interpretação dos dados coletados, a posição dos autores presentes no Marco Teórico;

À guisa de conclusão, “Considerações Finais” são apresentadas com as principais ideias retiradas da Análise e Discussão dos Dados e que respondem ao problema e aos objetivos e a proposta de educação continuada com foco na EDS. Ademais, são indicadas recomendações na perspectiva de sugerir e possibilitar a continuidade da pesquisa.

Características

ISBN 9786585212540
Número de páginas 179
Edição 1 (2023)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Couche 150g
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Ilma de Araújo Xaud

As publicações da editora IOLE têm o intuito de trazerem contribuições para o avanço da reflexão e da práxis em diferentes áreas do pensamento e para a consolidação de uma comunidade de autores comprometida com a pluralidade do pensamento e com uma crescente institucionalização dos debates.

Coleção Comunicação & Políticas Públicas: http://livros.ioles.com.br

Editora IOLE: http://editora.ioles.com.br

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários