(IN)CONVERGÊNCIAS: Aisthésis - Vol.1
AISTHÉSIS - VOL.1
Categorias
Ciências Humanas E Sociais, Engenharia E Tecnologia, Artes
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 3422 vezes desde 03/08/2013
Versão
impressa
R$ 49,43
Valor total:
R$ 49,43
Versão
ebook
R$ 26,91
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 49,43
Este livro pode estar à venda na:
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Na atitude de contemplar algumas obras de arte em geral podemos atinar algumas semelhanças entre autores de épocas distintas. Porém, para que não fiquemos mergulhados na indagação da prima facie tentamos buscar satisfazer nossas dúvidas por meios investigativos.

Neste trabalho, portanto, versamos sobre três obras que a priori parecem que flutuam sobre as mesmas operações projetuais. Estas são: Residência Schröder-Schräder, Gerrit T. Rietveld; House II e House VI, Peter Eisenman.

Organizamos dois exercícios principais para realizar a apuração destas residências. O primeiro consiste em desvelar os seus fins estéticos. Palmilhamos, então, pelos caminhos da representação, do conceito, do diagrama, dos signos simbólicos, etc. O segundo visa o design de duas das obras citadas: Residência Schröder e House VI. O viés depurativo deste exercício volta-se para a planta-baixa, os ambientes internos e suas relações, a iluminação e ventilação, etc.

Tratamos, portanto, de configurar virtualmente algumas (in)convergências entre os objetos de análise que se encontram, na régua cronológica do tempo, a quase meio século de diferença.

Características
ISBN 978-85-915955-1-8
Número de páginas 96
Edição 1 (2013)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Colorido
Tipo de papel Offset 90g
Fale com o autor
SÉRGIO O. S. CARVALHO

Possui extensão em Crítica de Arte - Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP (2012), pós-graduado em História da Arte - Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP (2011) e possui graduação em Arquitetura e Urbanismo - Faculdades Integradas Dom Pedro II (2008). Atualmente exerce docência em topografia e projeto final - Sistema de ensino UNIFASS e Arquiteto Diretor de Divisão de Projetos, Engenharia e Convênios da Prefeitura Municipal de Olímpia-SP. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Evolução Social, Estética e do Design em Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura contemporânea, arquitetura moderna, de stijl, peter eisenman, evolução da história social e crítica da Arquitetura e Urbanismo e da Arte no Ocidente.

Neste ano de 2013 está priorizando o desenvolvimento de projetos de Engenharia Arquitetônica em argamassa armada através de projetos e construções de edifícios térreos em forma de paraboloide hiperbólico e abobada em arco catenário com a aplicação da tecnologia construtiva da argamassa armada, regida pela norma NB-1259 E NBR-11173/89 da ABNT, no Brasil.

As obras possuem caráter público e essas construções visam a prática da economia formal construtiva com a aplicação de tecnologias consideradas formadoras de um pensamento voltado para o engajamento econômico político/social. Dessa proposição podemos fundir, à concepção estrutural da edificação, alternativas e o Modus Adquirendi de formas que tendam à bio-estrutura. Senosiain Arquitectos, Shoei Yoh Hamura, Eladio Dieste, Vitor Lotufo, Ken Kellogg, são alguns dos expoentes que fizeram uso de tal consciência que podemos considerar um Finis Coronat Opus.

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários
1 comentários
CHA III - CECA 2012
Quinta | 15.08.2013 às 18h08
Uma obra madura e de juízo. TORRES, Suzana R.; Docente no Curso de História da Arte - Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP. Encontramos nesta obra uma retórica barroca e perspicaz sobre o tema abordado, e percebemos que houve a aplicação de uma metodologia de pesquisa de siso e perspicácia. DUPRAT, Caru; Coordenadora do Curso de História da Arte - Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP.