Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.
ACEITO
IV Antologia Poemas da Pérola Capixaba
Categorias
Fotografia Individual, Artista Individual, Poesia, Fotografia, Artes
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 541 vezes desde 29/07/2019
Versão
impressa
R$ 44,08
Valor total:
R$ 44,08
Versão
ebook
R$ 12,92
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 44,08
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

A Academia Marataizense de Letras avança no conhecimento deste imenso campo no qual todos estão empenhados, a Cultura e a Arte. A obra é dedicada aos participantes e classificados nos concursos literários e de fotografias, realizados em 2014.

O livro IV Antologia Poemas da Pérola Capixaba reúne poesia, contos e fotografias. É especialmente dirigido ao leitor, trazendo uma poesia que abre caminhos para nos perdermos em prazeres, no sabor de imagens e da palavra certa, que não sabíamos que conhecíamos, e nos revelando a nós mesmos. Apresenta uma poesia de imensa grandeza, de um deslumbramento que nos transforma a arte que nos desvenda e nos trabalha.

A arte não prova nada, ela simplesmente é precisa naquilo que o ser humano sente e expressa.

Muitos se identificarão e desfrutarão ao ler e ver os sentimentos, emoções e sonhos das páginas do IV Antologia Poemas da Pérola Capixaba. É um livro para todos os momentos, e envolverá cada leitor com a mais pura arte de Marataízes, Itapemirim, do Estado do Espírito Santo e do Brasil.

Marília Adiverci

Médica, incentivadora das Artes

e defensora da causa Animal

Características
Número de páginas 64
Edição 1 (2019)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Colorido
Tipo de papel Offset 90g
Fale com o autor
Academia Marataizense de Letras

Fundada em 16 de outubro de 2009, tem como idealizadora e fundadora a poetisa Bárbara Pérez, que convidou o ator e escritor Hudson Giovanni para comungar desse mesmo sonho, com o objetivo de propagar a literatura, as artes e a dramaturgia. Nesse ínterim o popularesco interliga-se ao patrimônio cultural regional, buscando despertar o olhar poético da comunidade, perpetuando a nobreza e enaltecendo o 'tao' contemporâneo, nos valores socioculturais da região e do Estado.Também congregam-se a esse sonho,poetas Marataizenses e do Estado do Espírito Santo, que fazem parte do ato da fundação.

.

Em consideração à visão aristocrática e ao nascimento da entidade, os dois fundadores galgaram títulos de nobreza por decretos oficiais. Dona Bárbara Pérez, Grã-mestra da Poesia e Dom Hudson Giovanni, Grão-mestre das Artes, ostentam os brasões e armas da Academia.

.

A Arcádia Marataizense reúne seleto grupo de pessoas amantes da cultura em todas as suas formas – na luta incansável de despertar na comunidade o interesse pela leitura, pela educação e pelo progresso sociocultural. Com quarenta Cadeiras para Membros Efetivos e quarenta Cadeiras para Membros Correspondentes de dentro do estado do Espirito Santo, homenageia personalidades do estado do Espírito Santo. Congrega também Membros Honorários, Beneméritos e Correspondentes de outras regiões.

.

Criados por decretos internos, os títulos, comendas, medalhas e certificados levam os nomes de personalidades capixabas, prestando homenagens a pessoas ligadas às artes, à cultura e à política, valorizando as raízes culturais de Marataízes, do Estado e da Nação.

.

No calendário de eventos destacam-se os meses de março (festa das canoas) e outubro (festa de emancipação política). Tem como Patrono o poeta Narciso Araújo e, por Presidente de Honra, o músico Raul Sampaio. A Academia organiza eventos educacionais, palestras, saraus e recitais de poesia, apresentações musicais e teatrais, concursos literários (com entrega de premiações e certificados) e lançamentos de livros de autores capixabas e do cenário nacional.

.

Quanto aos símbolos da nossa Arcádia, destacam-se a beleza dos brasões e logomarcas que ostentam as letras, a dramaturgia, as artes plásticas. A eles, somam-se os títulos de nobreza, paramentos, condecorações e a valorização da cultura do pescador e do agricultor, típicos da região. As cores do lábaro são: vermelho, preto, verde e dourado, que simbolizam a busca do conhecimento e a luz da liberdade. Possui, em sua fachada, a seguinte frase: ‘Fiat Lux Et Facta Est Lux’ (‘Faça-se a Luz e a Luz foi feita’).

.

Dona Bárbara Pérez.

Presidente.

.

Academia de Letras de Marataízes: http://acadmarataizes.wordpress.com/

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Comentários
0 comentários