Memórias Póstumas de Brás Cubas

Por Machado de Assis

Código do livro: 688150

Categorias

Léxico, Habilidades De Escrita, Genealogia, Referência, Realismo Fantástico, Literatura Nacional

Compartilhe este livro
Esta página foi vista 193 vezes desde 12/06/2024
Versão
impressa
R$ 74,30
Valor total:
R$ 74,30
Versão
ebook
R$ 32,66
Leia em Pensática
Valor total:
R$ 74,30
Este ebook também pode estar à venda na:

Sinopse

No terceiro capítulo de "Memórias Póstumas de Brás Cubas," intitulado "Delírio," Machado de Assis continua a explorar as reflexões introspectivas e filosóficas de seu narrador defunto, Brás Cubas. Este capítulo, curto mas densamente simbólico, narra um delírio vivido por Brás Cubas durante uma febre, oferecendo ao leitor uma mistura rica de crítica social, alegoria e humor.

*O Delírio:*

Brás Cubas descreve um delírio febril em que ele se vê elevado ao céu e confrontado com uma entidade alegórica. Este delírio serve como um dispositivo literário para permitir que Brás (e, por extensão, Machado de Assis) medite sobre a futilidade das realizações humanas e a natureza ilusória das ambições terrenas. A experiência onírica permite que a narrativa se desdobre de maneira surreal, ampliando o escopo da crítica social e filosófica.

*Crítica à Ambição Humana:*

Durante seu delírio, Brás Cubas é confrontado com a ilusão de grandeza e poder. Esta experiência simboliza a vaidade e a futilidade das aspirações humanas. A figura alegórica que ele encontra pode ser vista como uma representação da sabedoria ou do destino, que revela a insignificância das conquistas individuais no grande esquema do universo. Machado de Assis utiliza esta cena para sublinhar a crítica à sociedade que valoriza mais o sucesso superficial do que a verdadeira contribuição ou integridade.

*Humor e Ironia:*

O humor irônico de Machado continua a brilhar neste capítulo. Brás Cubas, mesmo em seu estado febril e delirante, mantém um tom de auto-ironia que reflete sua consciência crítica de si mesmo e das suas próprias limitações. O delírio não é apenas um escape da realidade, mas um espelho que amplifica as falhas e as pretensões do narrador, tornando-o um protagonista trágico e cômico ao mesmo tempo.

*Reflexões Metafísicas:*

O capítulo também aprofunda as reflexões metafísicas introduzidas nos capítulos anteriores. A experiência de Brás Cubas durante o delírio permite uma exploração mais profunda dos temas da morte, da imortalidade e da busca de significado. A visão celestial e o confronto com uma entidade superior sugerem uma dimensão espiritual e filosófica que vai além da crítica social imediata, questionando a própria natureza da existência e do propósito humano.

*Estilo e Estrutura:*

A linguagem de Machado de Assis no terceiro capítulo é especialmente rica em simbolismo e metáfora. O estilo permanece acessível, mas cada frase carrega múltiplos níveis de significado, convidando o leitor a uma interpretação mais profunda. A estrutura do capítulo, com sua descrição vívida do delírio e a subsequente reflexão de Brás Cubas, é cuidadosamente desenhada para manter o leitor engajado enquanto oferece camadas de significado.

O terceiro capítulo de "Memórias Póstumas de Brás Cubas" continua a desenvolver a narrativa inovadora de Machado de Assis, utilizando o delírio febril de Brás Cubas como um veículo para aprofundar a crítica social e as reflexões filosóficas. Através de uma mistura habilidosa de humor, ironia e simbolismo, Machado desafia o leitor a reconsiderar as aspirações humanas e a natureza do sucesso e da realização. Este capítulo, embora breve, é uma peça crucial na construção da obra-prima de Machado, oferecendo uma meditação rica e multifacetada sobre a condição humana.

Características

Número de páginas 336
Edição 1 (2024)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Polen
Idioma Português

Tem algo a reclamar sobre este livro? Envie um email para atendimento@clubedeautores.com.br

Fale com o autor

Machado de Assis

Evan do Carmo, nascido em 29 de abril de 1964, na Paraíba, é um renomado poeta, escritor, romancista, jornalista, músico, filósofo e crítico literário brasileiro. Sua carreira é marcada por uma diversidade de talentos e contribuições para a literatura e cultura.

Desde cedo, Evan demonstrou sua paixão pelas palavras e pela expressão artística. Fundou e dirigiu o jornal Fakos Universitário, desempenhando um papel importante na disseminação de informações e ideias. Em 2009, criou a revista Leitura e Crítica, uma plataforma dedicada à análise e discussão da literatura contemporânea.

Com um impressionante catálogo de 30 livros publicados, sua obra tem alcançado leitores em 12 países, incluindo uma edição em inglês intitulada “O Moralista”. Entre suas obras estão “O Fel e o Mel”, “Heresia poética”, “Elogio à Loucura de Nietzsche”, “Licença Poética”, “Labirinto Emocional”, “Presunção”, “O Cadafalso”, “Dente de Aço”, “Alma Mediana” e “Língua de Fogo”. Além disso, Evan também contribuiu com vários contos em antologias literárias, demonstrando sua versatilidade como escritor.

O reconhecimento por sua escrita notável veio em 2005, quando foi um dos vencedores do concurso Machado de Assis do SESC DF. Em 2007, teve a honra de ser jurado na categoria de contos do concurso Gente de Talento 2007, promovido pela Caixa Econômica Federal, ao lado de Marcelino Freire.

Para além de suas habilidades literárias, Evan do Carmo também é um estudioso dedicado da obra do renomado escritor português José Saramago. Em 2015, publicou o livro “Ensaio Sobre a Loucura” e “Reflexões de Saramago”, uma obra que oferece um panorama perfeito na voz do próprio Saramago, em forma de ficção ensaísta, sobre a obra do Nobel Português.

Com o intuito de impulsionar outros talentos literários, Evan do Carmo fundou em 2016 a Editora do Carmo, realizando o sonho de mais de 500 autores, muitos dos quais não tinham recursos para publicar suas obras. Entre esses autores, destacam-se dezenas de poetas e escritores africanos de Angola e Moçambique, proporcionando uma plataforma para a divulgação de suas vozes e culturas.

Além de suas contribuições como escritor e editor, Evan do Carmo também compartilha seu conhecimento e experiência por meio de palestras e oficinas literárias. Sua dedicação em promover a literatura e ajudar outros escritores a alcançarem seus sonhos é evidente em sua atuação.

Evan do Carmo, com seu talento multifacetado e sua paixão pela literatura, continua a enriquecer a cena literária brasileira e a criar oportunidades para uma diversidade de vozes serem ouvidas. Sua dedicação incansável à escrita e ao apoio aos escritores emergentes o tornam uma figura inspiradora e um exemplo notável no campo literário. Para aqueles interessados em entrar em contato com ele para palestras e oficinas literárias, Evan do Carmo pode ser alcançado no número (61) 981188607.

Nome do link: evandocarmo.com

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 67,70
Ebook
R$ 43,96
Impresso
R$ 53,04
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 90,76
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 53,25
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 65,94
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 50,22
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 61,73
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 57,67
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 62,16
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 59,38
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 55,97
Ebook
R$ 32,66
Impresso
R$ 77,23
Ebook
R$ 32,66
Comentários

Faça o login deixe o seu comentário sobre o livro.

0 comentários