Teontologia
A Doutrina de Deus
Categorias
Teologia, Estudo Bíblico
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 643 vezes desde 13/05/2018
Versão
impressa
R$ 51,61
Valor total:
R$ 51,61
Versão
ebook
R$ 22,15
Disponível em:
PDF
Valor total:
R$ 51,61
Este ebook também pode estar à venda na:
Sinopse

Conhecendo Deus pelas Escrituras - Pelas Escrituras sabemos que Deus existe. Sobre a existência de Deus, as Sagradas Escrituras não abrem qualquer possibilidade de contradição ou de qualquer discussão a respeito de Sua existência.

Para as Escrituras, Deus existe e este é um fato acabado, indiscutível. Crer que Deus existe, ou não crer, é um problema do homem. Se crer, Deus existe. Mas, se não crer, Deus continua existindo da mesma forma.

A Bíblia em nenhum dos seus 31.173 versículos procura provar a existência de Deus, ou sua origem. No seu primeiro versículo não está escrito que Deus existe, mas, que é Criador dos céus e da terra- "No princípio, criou Deus os céus e a terra" -(Gênesis 1:1).

Características
Número de páginas 89
Edição 1 (2018)
Formato A5 (148x210)
Acabamento Brochura c/ orelha
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Adriano Pires

CONHECENDO A "ASSOCIAÇÃO DE ENSINO BÍBLICO E MISSÕES"

Sobre Nós: “Nós somos uma simples comunhão de crentes reunidos com um interesse e chamado em comum: trabalhar na Grande Comissão. Nós não temos nenhum objetivo de auto-promoção e não temos nenhuma ambição, exceto a de obedecer a vontade do Senhor. Apesar de termos experimentado uma boa medida da bênção de Deus em nossos esforços, nós não somos indispensáveis para o crescimento do Seu reino. Se fôssemos morrer amanhã, isso não iria prejudicar o avanço forte da Sua vontade, nem diminuir o aumento da Sua colheita. Nós existimos e damos frutos apenas por causa do propósito da graça de Deus (João 15:16). Ele não é servido por mãos humanas, como se precisasse de alguma coisa (Atos 17:25). Ele vai fazer Seu nome grande entre as nações (Malaquias 1:11), com ou sem nós. Embora tenhamos esta confiança no caráter e decreto do Senhor, não estamos ignorantes acerca do tempo [em que vivemos], nem estamos sem paixão. No alvorecer deste novo milênio, estamos no limiar de inúmeras oportunidades de testemunhar a revelação da glória de Deus entre as nações. Se tardarmos, perderemos a maior porta aberta que a Igreja já conheceu. Não é um momento para pequenas visões, e mentes estreitas, mas um momento de ousadia, coragem e dependência nas fiéis promessas de Deus. É um tempo para assumir as cruzes, contando as coisas como perda, e seguir o Mestre.”

A Nossa Missão : “Nossa maior preocupação é que o nome dEle seja grande entre as nações, desde o nascer até o pôr do sol (Malaquias 1:11), e que o Cordeiro que foi morto possa receber a recompensa total pelos seus sofrimentos (Apocalipse 7:9 – 10). Nós encontramos o nosso grande objetivo e motivação, não no homem ou suas necessidades, mas em Deus, Seu compromisso com a Sua própria glória, e nosso desejo, dado por Deus, de vê-Lo adorado em toda nação, tribo, povo e língua. O cristão que verdadeiramente ama a glória de Deus, e é confiante em Sua soberania, não será insensível às bilhões de pessoas no mundo que ainda têm de ouvir o Evangelho de Jesus Cristo. Se nós somos verdadeiramente parecidos com Cristo, a multidão perdida nos moverá à compaixão (Mateus 9:36), até mesmo para grande tristeza e incessante dor (Romanos 9:2). A sinceridade da nossa confissão cristã deve ser questionada se não estamos dispostos a fazer tudo ao nosso alcance para tornar Cristo conhecido entre as nações, e suportar todas as coisas para o bem dos eleitos de Deus (II Timóteo 2:10). Se o cristão é verdadeiramente obediente à Grande Comissão, ou ele entregará a sua vida para descer no poço ou irá segurar a corda para aqueles que vão descer. De qualquer maneira, o mesmo compromisso radical é necessário.

“Nossa grande preocupação é: ‘que o nome dEle seja grande entre as nações’. Malaquias 1.11”

Declaração de fé da Missão: “O grande objetivo de qualquer sociedade ou associação missionária não deve ser o envio de missionários, mas o envio da Verdade de Deus através dos missionários. É desaconselhável, e até mesmo perigoso fazer de missões ou evangelismo um ponto de encontro para os crentes de congregações diversas ou de indefinidos pontos de vista doutrinários. A Verdade e o desejo de torná-la conhecida entre as nações deve ser a força unificadora. Já que missões é principalmente uma tarefa de comunicar a verdade de Deus às nações, a doutrina bíblica é fundamental. Qualquer sociedade missionária ou agência que não se preocupa com a doutrina bíblica ou generaliza sua declaração doutrinária, a fim de manter a comunhão com o maior número de cristãos professos, perdeu o seu propósito e, possivelmente, a sua própria alma.”

Leia mais: http://i-e-b-m.webnode.com/

Nome do link: www.i-e-b-m.webnode.com

Mais publicações desse autor
Ver a lista completa
Impresso
R$ 61,60
Ebook
R$ 22,14
Impresso
R$ 51,61
Ebook
R$ 22,14
Impresso
R$ 51,60
Ebook
R$ 17,15
Comentários
0 comentários