Turbulenta modernidade: o Art déco em Belo Horizonte 1930-1950
Categorias
Arquitetura, Fotografia, Geografia E Historia, Arquitetural E Industrial, Preservação Histórica, Urbano E Ordenamento Do Território
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 5069 vezes desde 29/08/2016
Versão
impressa
R$ 94,58
Valor total:
R$ 94,58
Valor total:
R$ 94,58
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

O estilo arquitetônico Art déco, o primeiro sopro de um modernismo em Belo Horizonte, se consolidou em um período de notável mudança social, política e econômica pós 1930. Um estilo que pode ser considerado como a primeira arquitetura moderna do Brasil e responsável pelo rompimento com os estilos utilizados na República Velha.

O Art déco é um estilo ainda desconhecido e desprezado por uma parcela da população apesar de presente em nossas vidas mais do que se imagina. E é isso que será apresentado ao leitor no livro, colorido e ricamente ilustrado com inúmeras imagens inéditas, acompanhadas de toda a história da capital mineira no advento e na descontinuidade do estilo déco.

Características
ISBN 978-85-920509-2-4
Número de páginas 114
Edição 1 (2016)
Formato A4 (210x297)
Acabamento Brochura s/ orelha
Coloração Colorido
Tipo de papel Couche 150g
Fale com o autor
Alessandro Borsagli

Alessandro Borsagli e graduado em Geografia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e pesquisador atuante nas áreas relacionadas ao espaço urbano com ênfase em geografia urbana e história das cidades (memória urbana), no que diz respeito ao processo de desenvolvimento, de urbanização e requalificação do espaço. Autor do site Curral del Rey (www.curraldelrey.com) destinado ao resgate da memória urbana e a discussão sobre as mudanças ocorridas no espaço e na paisagem urbana de Belo Horizonte, desde a fundação do arraial do Curral del Rey no século XVIII, passando pela construção da nova capital no final do século XIX até os dias atuais, com ênfase na abordagem histórica, na geografia, no desenvolvimento urbano e requalificação do espaço.

Comentários
0 comentários