Go_to_top Bar
Seu carrinho está
vazio

Publique livros gratuitamente

Clube de Autores é a maior comunidade de autopublicação da América Latina. Inicie agora!

Ajaxloader
por
R$ 30,18
por
R$ 11,84

Sinopse

Foi um grande prazer compor este “Microcosmo”.

Entre canções favoritas, tardes de sol, madrugadas regadas a pensamentos inebriantes, embaladas pelo frio sutil do inverno, os sentimentos foram se condensando como nuvens e desaguando em forma de palavras, mansamente. Sem expectativas, sem medos, sem grandes sonhos, sem grandes decepções.

O sabor da essência que a alma guarda protegidamente foi o guia.

Sorri com memórias, chorei com saudades. Fui ingrato e também olhei para o céu pensando em como a vida pode ser tão perfeita em todos seus detalhes.

A eterna contradição: a besta que busca o divino. Afinal, nós, seres brutos, inacabados, somos os que precisam crer no amor, lutar pelo amor. Nós, seres mesquinhos e escuros, é que precisamos buscar a luz.

“Microcosmo” é meu nono trabalho, que como os anteriores, nasceu sem pretensões; é mais outra criança correndo na chuva ou brincando com as flores dos ipês que cobrem os chãos de inverno.

Mas ao contrário do que possa parecer, quero bem mais do que apenas expressar meus sentimentos e sensações.

Acho que a poesia tem um poder único. É uma força bela e rara de conexão.

Para mim é um prazer sem tamanho passar os olhos pelas palavras dos mestres e ver algo de mim, algo do que sinto ali. Fico maravilhado com a capacidade que eles têm de falar para almas e de almas que nunca chegaram perto.

Então, este não é apenas um convite para conhecer o microcosmo de quem colocou estas palavras no papel, mas é um convite à comunhão dos nossos microcosmos. Dos nossos sentimentos. De quem escreve e de quem lê.

Existe uma série imensa de cores e sentidos a serem explorados, mas de alguma forma todos nós sofremos de um certo grau de “daltonismo” que nos impede de enxergar além daquilo que nossos olhos já estão condicionados. Mas podemos ver mais, ver adiante, dentro e fora de nós. Sair da estrada em que caminhamos sem questionar e olhar para os lados que ninguém nos mostra. Sim, estes poemas falam do medo, do amor, da perda, da esperança, da luz e da claridade, mas sua principal proposta é: o que tiramos disso? Que visão temos daquilo que essas coisas nos deixam? Como lidamos com elas ao longo dos dias?

A vida tem uma infinidade de cores, uma infinidade de sentimentos, e nós podemos ver mais, sentir intensamente cada um deles. Meu desejo é que estas palavras possam fazer algo para ajudar nisso.

Categorias: Artes, Poesia, Artista Individual, Belas Artes
Palavras-chave: arte, fotografia, poema, poesia

Características

Cover_front_perspective
Número de páginas: 90

Edição: 1(2016)

Formato: A5 148x210

Coloração: Preto e branco

Acabamento: Brochura c/ orelha

Tipo de papel: Couche 90g

Reconhecimento

Sobre o autor

Mini
Marcos Serafim Teixeira

A poesia sempre foi a materialização dos sentimentos e sensações extraídos do meu mundo externo e interno. É o transbordar. Aquilo que não cabe mais apenas dentro da alma torna-se sentimento em palavra.

"EM MEU JARDIM SECRETO..." (2010) foi meu primeiro trabalho. Nas prosas-poéticas do livro, o eu-lírico é um Jardineiro, cultivador de si mesmo. Um Jardineiro descobridor de terras férteis e terras estéreis dentro da própria alma.

"ALMA À TONA" (2012) é a emersão, o amadurecimento. É o olhar de frente para si e para o mundo, extraindo desses fatos e ralações a poesia que em tudo reside.

"MAIS DE MIL PALAVRAS - A POESIA DA IMAGEM" (2012) figura-se na necessidade de dar cor e forma aos sentimentos. É um livro poético-fotográfico.

"NUVENS DE JANEIRO" (2013) é a expressão metafórica da força e da suavidade. Nuvens são calmas, brancas, pacíficas; ou ameaçadoras, perigosas, destruidoras. As poesias desse livro trazem essa leveza e esse peso de sentimentos.

"CHIAROSCURO" (2014) é ao mesmo tempo uma coletânea e uma ode ao amor.

Ao passar dos anos notei como a escrita ganhou corpo e personalidades mais consistentes. A vida, esse misto de dor e prazer, luz e escuridão, é retratada nessas páginas sob a perspectiva da dualidade que a mesma apresenta em todas suas peculiaridades. "Chiaroscuro" traz os poemas que julgo mais relevantes das obras "Alma à tona", "Mais de mil palavras" e "Nuvens de Janeiro", além de dezenas de novos poemas. Este trabalho deve ser visto como um retrato, um quadro, uma imagem, regada a claridades e escuridões.

"EX-VOTO" (2014) foi o livro de poemas que escrevi com a maior intensidade que havia na alma. O livro marca a trajetória de um coração que encontra seu sonho maior, o Amor, e dele é obrigado a se despedir. Contudo, não apenas isso. Os poemas emanam a busca pelo divino, pela fé e os mistérios que a vida nos faz suportar a todo momento. Todo ex-voto é uma prova de superação, uma prova de que a pior fase da Dor passou.

"TEMPOS INVERSOS" (2015) é o caminho que se segue após a Grande Dor retratada em "Ex-voto", é o sobreviver após um "apocalipse sentimental", encontrar o que ainda resta de divino nos escombros de uma realidade seca e não alentadora; porém, aquilo que é a cerne da alma continua vivo, pulsante: O Amor ainda é a seiva que nutre seu âmago, e seu âmago resiste. Muitos poemas são áridos, como o inverno, mas outros, esperançosos de uma nova primavera. O Tempo já não faz sentido, nem impõe suas regras; passado muito ou pouco dele, tudo é medido pela intensidade das emoções.

"DISCRETA LOUCURA" (2016) nasceu de forma imprevista. De forma discreta e também insana. O material que compõe o livro não é vasto, mas os sentimentos nele contidos, são. O que viria após um grande sentimento, um amor sublime, uma perda imensurável de esperança? São estas e outras questões que o livro aborda. Não há como escrever um poema apenas para ocupar espaço no papel, ele precisa vir do âmago, de algo intenso, belo, forte, dolorido. Há nas páginas desse livro a sede pela reconquista da fé, e a dor de ainda possuir chagas mal curadas no coração. "Discreta Loucura" é uma súplica pela liberdade, representada também pelas imagens de pássaros em suas páginas. É, ao mesmo tempo, um desejo ardente de pouso, de aconchego, da segurança de um ninho e uma imensurável vontade de voar infinitamente. Ser livre.

"MICROCOSMO" (2016) é meu nono trabalho, que como os anteriores, nasceu sem pretensões; é mais outra criança correndo na chuva ou brincando com as flores dos ipês que cobrem os chãos de inverno. Mas ao contrário do que possa parecer, quero bem mais do que apenas expressar meus sentimentos e sensações. Acho que a poesia tem um poder único. É uma força bela e rara de conexão. Para mim é um prazer sem tamanho passar os olhos pelas palavras dos mestres e ver algo de mim, algo do que sinto ali. Então, este não é apenas um convite para conhecer o microcosmo de quem colocou estas palavras no papel, mas é um convite à comunhão dos nossos microcosmos. Dos nossos sentimentos. De quem escreve e de quem lê.


Mais publicações desse autor

Alma à tona Alma à tona Marcos Serafim Teixeira
R$ 32,75 Impresso
R$ 11,84 Ebook
Tempos Inversos Tempos Inversos Marcos Serafim Teixeira
R$ 33,05 Impresso
R$ 11,15 Ebook
Discreta Loucura Discreta Loucura Marcos Serafim Teixeira
R$ 30,54 Impresso
R$ 11,84 Ebook
Penumbra Penumbra Marcos Serafim Teixeira
R$ 29,81 Impresso
R$ 11,84 Ebook
Multiverso Multiverso Marcos Serafim Teixeira
R$ 33,95 Impresso
R$ 12,92 Ebook

Comentários - 0 comentário(s)


Fale com o autor

*Seu nome

*Seu email

*Mensagem


Como funciona

Passo 1

Você publica seu livro online, gratuitamente.

Passo 2

Você diz quanto quer receber de direitos autorais.

Passo 3

Nós vendemos e você recebe o dinheiro por depósito direto na sua conta.

Serviços profissionais

Conheça nossos serviços

São vários serviços para auxiliá-lo em sua obra:

Depoimentos

"O Clube me deu liberdade para fazer uma literatura a meu gosto - e não à tendência do Mercado - além de me garantir a possibilidade de ser um escritor digno."

Hiago Rodrigues Reis de Queirós

Formas de Pagamento (até 12x)

Segurança

Print


Clube de Autores Publicações S/A   CNPJ: 16.779.786/0001-27

Rua Otto Boehm, 48 Sala 08, América - Joinville/SC, CEP 89201-700