Anjo Vadio
Categorias
Poesia, Artes
Compartilhe este livro
Esta página foi vista 6357 vezes desde 29/01/2011
Versão
impressa
R$ 35,03
Valor total:
R$ 35,03
Valor total:
R$ 35,03
Este livro pode estar à venda na:
Sinopse

Os poemas desta obra falam sobre amor e sombras, sentimentos ardentes e sedução, onde inovação e ousadia são as palavras certas para definir o que sua arte por vezes apresenta: dominação, submissão e sexo! Versos que, em sua maioria rimados, foram construídos com o encanto de uma sensualidade noturna, dando um aspecto sublime à poesia de Sr. Arcano, um autor que trabalha suas ideias cercado por um ambiente de mistérios e encantos, como um artesão das sombras dando vida às suas escrituras de beleza e magia.

"Desde que Sr. Arcano me mostrou seu livro, os poemas dele tanto me admiraram quanto me encantaram. É o romantismo explícito, rasgado, profundo, às vezes trágico e pungente, que salta aos nossos olhos. Combine a isso um erotismo, uma sensualidade tão bem dosados, e alcança-se o que a grande maioria das músicas modernas não pode atingir, ou seja, ser romântica, mas não piegas ou vulgar."

— Rita Maria Félix (escritora)

Características
ISBN 978-85-920946-2-1
Número de páginas 48
Edição 1 (2011)
Formato A5 (148x210)
Coloração Preto e branco
Tipo de papel Offset 75g
Fale com o autor
Sr. Arcano

Alexandre Souza nasceu em 1 de setembro de 1980, no Rio de Janeiro - Brasil. Adota o pseudônimo "Sr. Arcano" para assinar seus livros e promover toda a sua literatura.

Escritor cujo estilo predominante abraça gêneros como o terror, o horror, a loucura e o mistério. A estética sombria e por vezes noturna de seus escritos tem origem no estilo que o autor abraça, podendo ter como causa a realidade e os sentimentos dela recorrentes, assim como a ficção de sua literatura fantástica repleta de criaturas da noite, pesadelos e locais assombrados.

Tem como influência autores brasileiros como Augusto dos Anjos, Álvares de Azevedo e Cruz e Sousa; além de outros como Charles Baudelaire, Edgar Allan Poe, Schopenhauer e Nietzsche.

Não tem a literatura como profissão única, trabalhando em outras áreas relacionadas à tecnologia, procurando nas letras descanso e alívio do estresse diário. Apesar disso, escreve desde muito jovem. E começou a promover seus primeiros escritos de forma independente através de fanzines, sempre adotando o pseudônimo para separar sua ficção da realidade.

Porém, se a fantasia, como ele mesmo diz, "é uma realidade que nós mesmos criamos", talvez não exista diferença entre fantasia e realidade. Suas criações ganham vida em seus mundos imaginários, e são eternas como suas criaturas que desejam ser lendas, e não apenas mitos.

Comentários
2 comentários
Roberta Kelly
Terça | 13.08.2013 às 15h08
Olá! Parabéns pelo livro!!! Caso queira divulgá-lo ainda mais, entre em nossa página no face https://www.facebook.com/pages/Divulga-Autor/198483273646715 Lá você poderá divulgar seu trabalho e ajudar na divulgação de outros autores. Abraços, Equipe Divulga Autor.
alex
Quinta | 03.03.2011 às 03h03
ansioso pelo conteudo.